Núcleo urbano da vila de Coruche

IPA.00006712
Portugal, Santarém, Coruche, União das freguesias de Coruche, Fajarda e Erra
 
Núcleo urbano sede municipal. Vila situada em margem fluvial. Vila medieval de jurisdição de ordem religiosa militar (ordem de Avis).
Número IPA Antigo: PT031409010016
 
Registo visualizado 1364 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Conjunto urbano  Aglomerado urbano  Vila  Vila medieval  Vila medieval  Ordem religiosa militar (Ordem de Avis)

Descrição

Acessos

EN114, EN119, EN251, EN114-3

Protecção

Inclui Casa dos Cota Falcões (v. PT031409010005) / PDM - Plano Diretor Municipal, Resolução de Conselho de Ministros n.º 111/2000, DR, 1.ª série-B, n.º 195 de 24 agosto 2000

Enquadramento

Situado em margem fluvial. A vila de Coruche localiza-se na margem direita do Rio Sorraia, no sopé S. de um monte com cerca de 90 m, onde antes se implantou um castelo. A morfologia do terreno é marcada por um relevo quase plano e pouco arborizado onde a cultura intensiva, proporcionada pela proximidade do Soraia, alterna com as áreas florestais, onde predomina o montado de sobro. A cerca de 1,5 km, a NO., situa-se o sítio classificado do Açude da Agolada. O concelho de Coruche é composto por seis freguesias: Biscainho, Branca, Coruche, Couço, Santana do Mato e São José de Lamarosa, e limitado pelos concelhos de Almeirim e Chamusca a N., Ponte de Sor a NE., Mora a E., Arraiolos a SE., Montemor-o Novo e Montijo (freguesia de Canha, territorialmente discontínua em relação à sede municipal) a S., Benavente a O e Salvaterra de Magos a NO.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Não aplicável

Utilização Actual

Não aplicável

Propriedade

Não aplicável

Afectação

Não aplicável

Época Construção

Séc. 16 / 17

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1166 - conquista por D. Afonso Henriques do castelo de Coruche; 1176 - doação do castelo de Coruche à ordem de São Bento de Évora (ordem de Avis) pelos serviços prestados na defesa da vila; 1180 - a vila é retomada pelos mouros, destruição do castelo; 1182, 26 maio - reconquista por D. Afonso Henriques, que concede carta de foral à vila e manda reconstruir o castelo; 1189 - confirmação da carta de foral por D. Sancho I; 1218, 29 janeiro - confirmação da carta de foral por D. Afonso II; 1221 - construção da igreja matriz e da colegiada no largo principal da vila; 1286 - doação do padroado de algumas igrejas, entre elas a de São Miguel (actual igreja de Santo António) e a de São Pedro ao mestre de Avis; 1483 - primeira referência à Misericórdia de Coruche, que em 1521 já existia como instituição autónoma; 1531 - ruína da igreja matriz na sequência de terramoto; séc. 16, final / 17, início - data provável de reconstrução das igrejas de São Pedro, Santo António e da Misericórdia; séc. 18 - expansão da cultura do arroz; do séc. 16 ao séc. 18 - predomínio das culturas do trigo, centeio, cevada, milho, linhaça e amendoim; 1797 - construção do hospital da Misericórdia; 1830 - demolição da igreja matriz; séc. 19, final - reconstrução do edifício da Câmara Municipal; 1904, 14 janeiro - inauguração da linha de caminho de ferro por D. Carlos; 1938 - construção das pontes metálicas sobre o Sorraia; 1950, cerca - reconstrução do pelourinho, colocado junto à fachada lateral do edifício da Câmara; 1979, 10 abril - classificação de uma área do núcleo urbano, pela Secretaria de Estado do Ordenamento Físico, Recursos Hídricos e Ambiente do Ministério da Habitação e Obras Públicas, pelo Decreto n.º 28/79, no âmbito da paisagem e objetos culturais, competência que lhe é atribuída pelo Decreto-Lei n.º 613/76 de 27 julho; 1993, 23 janeiro - revogação da classificação por falta de regulamentação específica, conforme o artigo 37.º do Decreto-Lei n.º 19/93; 2013, 28 janeiro - criação da União das Freguesias de Coruche, Fajarda e Erra por agregação das mesmas, pela Lei n.º 11-A/2013, DR, 1.ª série, n.º 19.

Dados Técnicos

Não aplicável

Materiais

Não aplicável

Bibliografia

COSTA, António Carvalho da, Corografia Portuguesa, Lisboa, 1706, tomo II, pp. 602-608; ABREU, Jorge Sebastião de Brito e, O Largo de São Pedro na vila de Coruche (texto policopiado, Faculdade de Arquitectura, Escola Superior de Belas Artes), Lisboa, 1971; RIBEIRO, Margarida, Estudo Histórico de Coruche, Câmara Municipal de Coruche, 1959; O núcleo presumível do desenvolvimento de Coruche (texto policopiado, Faculdade de Arquitectura, Escola Superior de Belas Artes), Lisboa, 1972; SEQUEIRA, Gustavo de Matos, Inventário Artístico de Portugal, Lisboa, 1949; SILVA, Mário Justino, Monumentos de Interesse Histórico e Turístico de Coruche, Coruche, 1996.

Documentação Gráfica

IHRU: Arquivo Pessoal de Guilherme Faria da Costa; DGOTDU: Arquivo Histórico (Anteplano Geral de Urbanização da Vila de Coruche, Arq. Urb. Faria da Costa, 1951; Plano Geral de Urbanização da Vila de Coruche, GEFEL - Gabinete de Estudos e Empreendimentos Técnicos s.a.r.l., 1974).

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSARH (Plano de urbanização de Coruche, DSARH-005-4922/09); IHRU: Arquivo Pessoal de Guilherme Faria da Costa; DGOTDU: Arquivo Histórico (Anteplano Geral de Urbanização da Vila de Coruche, Arq. Urb. Faria da Costa, 1951; Plano Geral de Urbanização da Vila de Coruche, GEFEL - Gabinete de Estudos e Empreendimentos Técnicos s.a.r.l., 1974).

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO

Autor e Data

Isabel Mendonça 1997 / Anouk Costa 2011

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login