A Quinta da Agrela pelo Arquiteto Paisagista Francisco Caldeira Cabral

 

A Quinta da Agrela, um dos mais relevantes projetos do arquiteto paisagista Francisco Caldeira Cabral (1908-1992), encontra-se localizada no lugar da Agrela em Santo Tirso. Os seus edifícios distribuem-se numa cumeada. A Estrada Nacional 207 inscreve-se na mesma atravessando transversalmente a quinta, segmentando-a em duas grandes unidades, a sul a casa principal e o jardim e a norte um notável conjunto de construções rurais e campos agrícolas.

Augusto Carneiro Pacheco (1888- 1962), proprietário da Quinta da Agrela, ainda hoje na posse dos seus descendentes, encomendou uma “Planta topográfica do quintal das propriedades” desta quinta, em outubro de 1935, em cujo rótulo se pode ler: “Planta destinada ao projecto dum parque”.

Encomendou também ao arquiteto Raúl Lino (1879-1974) uma intervenção na casa principal da quinta e um esboço do jardim, que este elaborou entre 1938 a 1940. A memória descritiva do mesmo foi intitulada de “Projeto de ajardinamento da propriedade do Exmo. Sr. Augusto Carneiro Pacheco. Agrela”.

Este esboço, de desenho formal, respeitava o mais possível o declive francamente elevado do terreno já modelado em terraços, corrigindo os muros existentes apenas quando estritamente necessário. Foi estruturado em vários eixos, três dos quais principais, definindo caminhos que se cruzavam. Adaptado à topografia do terreno, os muros eram interrompidos conforme o local por escadório, escadarias ou rampas.

Desta proposta faziam parte uma alameda de árvores que se pretendiam de porte majestoso quando adultas, de espécies como castanheiros ou plátanos, com um dos extremos a partir da casa principal. Integrava também uma zona de bosque de coníferas e vários jardins formais: um jardim de buxo; um roseiral; um jardim de romãzeiras, um labirinto com cerca de 2m de altura e várias pérgulas. Compreendia também um pomar de espinho e um pomar de caroço. Entre os locais de estadia estavam: uma casa de fresco, um pavilhão de chá ou de recreio e um caramanchão. Contam-se ainda neste projeto oito lagos, sendo referida ainda, no jardim junto à casa principal a presença de elementos escultóricos como estátuas, bustos e vasos.

 
 

Exposição

 

A Quinta da Agrela pelo Arquiteto Paisagista Francisco Caldeira Cabral

bhjb

Exposição

 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login