Capela de Nossa Senhora do Castelo

IPA.00009904
Portugal, Castelo Branco, Vila Velha de Ródão, Vila Velha de Ródão
 
Capela com influências classicizantes, de planta composta por dois rectângulos justapostos. Portal em arco pleno ladeado por duas janelas, sendo a fachada principal rematada em empena. Vãos de lintel recto, sem moldura. Cobertura de madeira em masseira. Retábulo de talha dourada barroca, do estilo barroco nacional. Capela com portal com impostas salientes encimado por concha e nicho. Janelas encimadas por friso com remate angular encurvado. Pia de água benta tronco-cónica estriada. Frontal de altar revestido com azulejos hispano-mouriscos.
Número IPA Antigo: PT020511040013
 
Registo visualizado 871 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal composta por dois rectângulos justapostos, correspondentes à nave única e capela-mor mais baixa e estreita, a que se adossam duas sacristias de planta rectangular. Disposição horizontalista das massas e cobertura homogénea a duas águas. Fachada principal voltada a O., rasgada por portal em arco pleno com impostas salientes, encimado por concha e ladeado por duas janelas de lintel recto, encimadas por friso com remate angular encurvado. Centralizado, nicho em arco pleno sem moldura. Remate em empena com beirado simples. Alçado S.com porta de lintel recto na nave e na sacristia, tendo esta última janela de perfil rectilíneo. Remate em beirado simples. Alçado N. com porta de lintel recto na sacristia e remate em beirado simples. Alçado E. com janela de lintel recto na sacristia. Remate em empena com beirado simples. INTERIOR com parca iluminação, tendo, a ladear o acesso, duas pias de água benta, uma semi-esférica e outra tronco-cónica estriada. Pavimento cimentado e cobertura de madeira em masseira. Arco triunfal de volta inteira com impostas salientes, encimado por duas mísulas que sustentam um dos barrotes da cobertura. Capela-mor com portas simétricas de comunicação com as sacristias. Retábulo de talha dourada e policromada com tribuna central, ladeado por pilastras, que se prolongam no ático. Frontal de altar revestido por painel de azulejos de padrão geométrico com as cores azul, castanha e verde sobre fundo branco, mas parcialmente coberto por cal e faltando-lhe dois dos elementos que constituem a padronagem.

Acessos

Ao km 3 da EM para Vila Ruivas, por caminho em terra batida, com direcção Sudeste

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 45/93, DR n.º 280 de 30 novembro 1993 *1

Enquadramento

Rural, situa-se no extremo S. da Serra das Talhadas ou Serra de São Miguel, num cabeço de constituição xistosa coberto por vegetação arbustiva e arbórea, sobranceiro ao Tejo e ao monumento geológico denominado Portas do Rodão. Situa-se extramuros do Castelo a c. de 150 m, numa cota menos elevada (v. PT020511040004). A povoação de Vila Velha de Rodão dista 2 km. no sentido O..

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 16 (conjectural) / 17

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Maria Fernandes (2001-2005). EMPREITEIRO: Ruvifler (2001-2005). ENGENHEIROS: Ana Pimentel (2001-2005); Fernando Correia (2001-2005).

Cronologia

Séc. 11 / 12 - hipotética construção de castelo ou atalaia, talvez sobre pré-existências castrejas, por iniciativa dos Templários, sendo possível que surgisse a primitiva capela; séc. 16 - provável reconstrução da capela *2; feitura dos azulejos do frontão; séc. 17, finais - colocação do retábulo em talha dourada no altar da capela; séc. 20, 2.ª metade - roubo de azulejos da capela; 1992 - roubo das colunas salomónicas do retábulo em talha dourada; 1996 - furto do retábulo-mor; 1999, agosto - Câmara Municipal de Castelo Branco, IPPAR e IPA apostam na recuperação do Castelo do Rei Vamba e zona envolvente, nomeadamente as muralhas e capela, esta objecto de assaltos e vandalismos nos últimos anos; 2001 - 2005 - obras e escavações arqueológicas no local, levadas a cabo conforme projecto da arquitecta Maria Fernandes e dos engenheiros Ana Pimentel e Fernando Correia; obras feitas pelo empreiteiro Ruvifler, Lda.; 2004, Junho - projecto de arranjos exteriores pela Câmara Municipal; Julho - projecto de recuperação da capela pela DREMC (II fase).

Dados Técnicos

Paredes portantes em alvenaria de xisto e granito argamassada; é rebocada e travada por cobertura de asnas em madeira.

Materiais

Estrutura em alvenaria de granito e xisto, argamassada e rebocada; coberturas de madeira de castanho; azulejo; coberturas exteriores em telha marselha e de canudo.

Bibliografia

«10 obras desaparecidas». in Invenire - Revista dos Bens Culturais da Igreja. Lisboa: Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja, janeiro-junho 2012, n.º 4, pp. 54-55; ALMEIDA, José António Ferreira de, dir., Tesouros Artísticos de Portugal, Lisboa, 1980; COSTA, António Carvalho da, Corographia Portugueza, Lisboa, 1706 / 1712; DIONÍSIO, Sant'Ana, Guia de Portugal, Lisboa, 1984; Jornal do Fundão, 20 Agosto 1999; FERNANDES, Maria, A Capela das Portas do Ródão, in Monumentos, n.º 22, Lisboa, DGEMN, 2005, pp. 152-155; HENRIQUES, Francisco, Património Artístico Ignorado - Notável Frontal de Altar do Séc. XVII em Vila Velha de Rodão, in Beira Baixa, Castelo Branco, 30 Abril, 1974; HORMIGO, José Joaquim M., Plantas de Povoações da Beira Baixa (séc. XVIII), Lisboa, 1980; HORMIGO, José Joaquim M., A Beira Baixa vista por Artistas Estrangeiros (Séc.s XVIII-XIX), Castelo Branco, 1983; LEAL, Pinho, Portugal Antigo e Moderno, Lisboa, 1873; Monumentos, n.º 15-16, 21-22, Lisboa, DGEMN, 2001-2002, 2004-2005; PORTELINHA, Ruthia, Rei Wamba com casa melhorada, in Gazeta do Interior, 15 Março 2006; PROENÇA JÚNIOR, Francisco Tavares, Archeologia do Distrito de Castelo Branco - 1ª Contribuição para o seu Estudo, Leiria, 1910; SALVADO, António, Elementos para um Inventário Artístico do Distrito de Castelo Branco, Castelo Branco, 1976; SOROMENHO, Paulo Caratão, Lendário Rodanense, in Revista de Portugal, 1965, série A, vol. XXX; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/72989 [consultado em 14 outubro 2016].

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DREMC

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DREMC

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DREMC

Intervenção Realizada

DGEMN: 1999 / 2000 - recuperação da capela e anexos; 2001 - consolidação das paredes e reparação das coberturas, que inclui substituição da estrutura em madeira; 2001 / 2002 - escavações arqueológicas, financiadas pelo Instituto Português de Arqueologia; 2002 - renovação de caixilharias e pavimentos; recuperação de rebocos interiores; 2004 / 2005 - conclusão das obras de recuperação, que incluiram construção de pavimentos, reparação de rebocos, caiações, fornecimento de caixilharias, pintura e reparação das caixilharias existentes; arranjo da zona envolvente.

Observações

*1 - classificação conjunta com o Castelo de Ródão ou Castelo do Rei Vamba (v. PT020511040004). *2 - a construção encontra-se associada a um milagre que ocorreu com uns pescadores no Rio Tejo, junto às portas do Ródão.

Autor e Data

Margarida Conceição 1994

Actualização

Maria Fernandes 2005
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login