Atalaia Magra / Atalaia da Cabeça Magra

IPA.00000988
Portugal, Beja, Moura, União das freguesias de Moura (Santo Agostinho e São João Baptista) e Santo Amador
 
Torre de vigia medieval associada ao sistema de defesa centrado no Castelo de Moura (v.PT040210070006) e em ligação com as desaparecidas atalaias de Porto Mourão, da Cabeça Gorda e de Alvarinho, estas de planta quadrangular. É a única sobrevivente das quatro torres de vigia que formavam a linha defensiva da zona raiana da Contenda, composta pelas regiões alentejanas de Moura, Aroche e Encinasola.
Número IPA Antigo: PT040210040009
 
Registo visualizado 771 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Militar  Atalaia    

Descrição

Planta simples, circular (4m diâmetro x 12m de altura). O acesso faz-se por porta em arco quebrado moldurado, rasgada a 1,10 m do chão, do lado S.; na parte superior rasgam-se vãos quadrangulares a espaços regulares, estando a parede arruinada do lado O.. INTERIOR: são visíveis dois pisos, o primeiro coberto por abóbada pétrea, o segundo sem cobertura e com a parede exterior parcialmente arruinada; uma escada em caracol, em pedra, estabelece a comunicação com a parte superior. Pequeno marco geodésico no topo da torre.

Acessos

Monte da Atalaia. Estrada em terra batida a partir da EN. 258, desvio para a esquerda, a c. de 3Km de Moura.

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 1/86, DR, 1.ª série, n.º 2 de 03 janeiro 1986

Enquadramento

Rural, isolado, em colina, implantado a cavaleiro da margem direita da Ribeira de Brenhas, a 192m. de altura, com comunicação visual com o Castelo de Moura 8v. PT040210070006) e as, entretanto desaparecidas, atalaias vizinhas. Em seu redor, num raio de 10m., existem vestígios de muralha de pedra solta. O conjunto defensivo insere-se numa região de paisagem diversificada, com planícies e zonas montanhosas, abrangendo o território da Contenda (v. PT040210050065) constituindo usufruto comunitário das populações desde há séculos.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Militar: atalaia

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 13 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 13 - data provável de construção da torre, inserida em castro da Idade do Ferro romanizado.

Dados Técnicos

Materiais

Alvenaria de pedra miúda, cantaria em molduras.

Bibliografia

ALMEIDA, J., Roteiro Monumentos Militares Portugueses, vol. III, Lisboa, 1948; CORREIA, José António, Freguesia de Santo Agostinho, Moura, Junta de Freguesia Santo Agostinho, 2005 (não consultado); LIMA, José Fragoso de, Monografia arqueológica do concelho de Moura, Moura, 1988 (tese de licenciatura, Faculdade de Letras de Lisboa, 1944); MOUCA, João da, Monumentos militares do concelho de Moura, Moura, Câmara Municipal de Moura, 2003 (não consultado).

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

DGEMN: 1991 - consolidação de paramentos; tapamento de rombos, refechamento de juntas.

Observações

Autor e Data

Isabel Mendonça 1994

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login