Igreja Paroquial de Aldeia Nova de São Bento / Igreja de São Bento

IPA.00009828
Portugal, Beja, Serpa, União das freguesias de Vila Nova de São Bento e Vale de Vargo
 
Arquitectura religiosa, barroca, popular, ecléctica. Igreja paroquial de uma nave e capela-mor totalmente abobadada, que segue os arquétipos bem enraizados na tradição construtiva do Alentejo, actualizados de acordo com a sintaxe do gosto do Barroco Tardio, visível nos vãos adintelados de verga curva, nos cunhais salientes encimados por urnas e na cúpula bolbosa que remata a torre sineira. Profundamente reconstruída nos inícios do séc. 20, a igreja adquiriu então traços de marcado carácter ecléctico, particularmente visíveis no seu interior.
Número IPA Antigo: PT040213010037
 
Registo visualizado 1190 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal escalonada, composta por nave e capela-mor, mais estreita, a que se adossam à direita a torre sineira, pátio murado e sacristia, e à esquerda diversas dependências. Volumes articulados. Coberturas em telhado de duas águas, diferenciado para a nave, a capela-mor e a sacristia, de uma água, nas dependências, e em coruchéu bolboso na torre sineira. Fachada principal orientada, de um pano definido por pilastras com remate em empena sobrepujada por cruz de cantaria e urnas sobre plintos nos acrotérios; portal de verga curva adintelada com moldura de argamassa, encimado por painel de azulejos e sobrepujado por janelão engradado de verga curva adintelado e emoldurado. À direita eleva-se a torre sineira, de dois registos, tendo no inferior soco saliente e fresta e no superior olhal em arco de volta perfeita emoldurado e assente em pilastras, flanqueado por pilastras assentes em bases almofadadas, destacando-se no centro um medalhão em argamassa, com cruz relevada. Coruchéu bolboso encimado por cruz de ferro forjado e decorado com diversas molduras de argamassa onde se inserem flores de lis, rosetas e elementos geométricos dispersos. Alçado N. com o volume cego da nave, rematado por cornija e beirado, tendo na extremidade direita um grande contraforte, seguido do volume recuado da capela-mor, cego e rematado por cornija e beirado, com pilastra no cunhal; três volumes adossados de dependências, um à capela-mor e dois à nave, sendo o do centro mais elevado e rasgado por fresta e óculo e o da direita rasgado por uma porta. O conjunto possui um soco pintado e remates em beirado. Alçado E. com o volume cego da cabeceira, rematado por empena com cornija e ladeado por cunhais, tendo à direita o volume da sacristia, rasgado por uma porta e janela, e à esquerda o volume da sacristia rasgado por porta e encimado por cornija e beirado. Alçado S. com o volume da torre sineira de esquema idêntico ao alçado principal, tendo adosssado o volume da torre do relógio, com dois registos, seguindo a modulação da torre sineira, e remate superior em grelhas de tijoleira; o alçado E. desta torre apresenta, no registo superior, o mostrador do relógio, emoldurado, e é rematado por espadana ladeada por pináculos e rasgada por olhal em arco de volta perfeita, emoldurado, encimada por cruz de ferro forjado assente em base escalonada decorada com volutas e flanqueada por pináculos paralelipipédicos. O topo da nave e da capela-mor apresentam esquema idêntico ao do alçado oposto. O volume da sacristia evidencia empena ladeada por cunhais e é rasgado por fresta e coroado por pináculos nos acrotérios. Entre a sacristia e a torre sineira desenvolve-se um nuro rasgado por porta, de acesso a um quintal onde arranca a escada exterior de acesso ao coro alto e à torre. INTERIOR: nave coberta por abóbada de berço que arranca de cornija. À direita de quem entra, pia de água benta de cantaria. Coro alto assente em arco de asa de cesto, emoldurado e apoiado em pilastras e resguardado por grade de ferro fundido. Do lado do Evangelho rasga-se arco de asa de cesto emoldurado, encerrado por grade de madeira entalhada, policromada e dourada, de acesso ao primitivo baptistério. Segue-se arco de volta perfeita com moldura de cantaria assente em pilastras também de cantaria, onde se insere capela lateral com retábulo de estuque e grande camarim. Do lado da Epístola abre-se capela lateral, de esquema idêntico, mas sem camarim, tendo fronteira ao baptistério mísula estucada. Arco triunfal de cantaria emoldurado e assente em pilastras, flanqueado por mísulas sobrepujadas por pilastras rematadas por frontão triangular. Capela-mor coberta por abóbada de berço que arranca de cornija. Retábulo de ângulos chanfrados com grande camarim com trono, decorado com estuques. Lambrim de azulejos azuis e brancos, de padronagem industrial.

Acessos

Rua da Igreja. VWGS84 (graus decimais) lat. 37,926536 long. -7,411630.

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, isolado, em destaque no topo de um largo calcetado e arborizado.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Beja)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18 / 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 18 - construção; Séc. 20, inícios - obras de reconstrução

Dados Técnicos

Estrutura mista

Materiais

Paredes de alvenaria de pedra e cal, rebocadas e caiadas, elementos secundários de cantaria, telhado de telha de aba e canudo, pavimentos interiores de mosaico hidráulico, azulejaria polícroma de padronagem industrial.

Bibliografia

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

José Falcão e Ricardo Pereira 1999

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login