Capela de São Bartolomeu

IPA.00000944
Portugal, Beja, Alvito, Alvito
 
Arquitectura religiosa, gótica, manuelina. Capela rural, de pequenas dimensões, com nave de dois tramos e capela-mor, ambas da mesma altura e abobadadas, e contrafortes cilíndricos reforçando os alçados laterais. O estado de ruína do imóvel não permite tirar conclusões sobre o remate dos alçados exteriores, que certamente o aproximavam de idênticas capelas rurais estilisticamente integráveis no gótico final alentejano, como a Capela de São Sebastião de Alvito (v. PT040203010005) com a qual comunga a mesma volumetria e espacialidade interna. Pinturas murais manuelinas. Material osteológico humano à superfície, indica que o local terá sido usado como necrópole. Prováveis vestígios de um templo paleocristão; na sua estrutura integra material de construção (romano ou paleocristão) reutilizado (tijolo). Pinturas murais quinhentistas, de cariz popular, estabelecendo um vibrante contraste com a quase total ausência de luz natural.
Número IPA Antigo: PT040203010014
 
Registo visualizado 493 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal simples; corpos justapostos da nave (5,90 X 3,70) e da capela-mor (3,65 X 3,65). Parcos vestígios da cobertura em telha de canudo, deixando vendo o extradorso das abóbadas. Fachada principal, orientada a O., de um só pano, rasgado por portal rectangular simples e janela entaipada do lado esquerdo; do lado N., próximo da entrada, encontram-se vestígios de uma cavidade em forma de cruz grega e um outro orifício *1. Alçados S. e N. de dois panos, correspondentes à nave e capela-mor, marcados por contraforte cilíndrico. Alçado E. cego, com vestígios de uma parede circular, subjacente à construção actual *1. INTERIOR: nave única de dois tramos, cobertos por abóbadas de cruzaria de ogivas, sobre mísulas e chaves em cantaria, decoradas com pinturas murais com as figuras dos Quatro Evangelistas; arco triunfal de volta perfeita desdobrado em três registos concêntricos, assente em pilastras; capela-mor com cobertura de cruzaria de ogivas decorada com pinturas murais figurando anjos tocando instrumentos musicais; no altar-mor subsiste apenas um pequeno nicho; do lado do Evangelho rasga-se outro nicho.

Acessos

EM 1002, Herdade de São Bartolomeu, com acesso pela estrada do Galaz, a c. de 4,8km de Alvito, próximo do Monte de São Bartolomeu (v. PT040203010050)

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 67/97, DR, 1.ª série-B, n.º 301 de 31 dezembro 1997

Enquadramento

Rural, destacado, isolado. Numa encosta suave, rodeada por terrenos agrícolas, nas proximidades de estrada de terra batida que cruza a Herdade de São Bartolomeu.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Beja)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16 / 17

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 16, inícios - construção, provavelmente no local de um primitivo templo paleocristão de que parecem existir vestígios; 1575 - primeira referência documental da capela (VALÉRIO, 1993); séc. 16, meados - pinturas murais; 1993 - a capela servia de armazém agrícola; 1990, Julho - Despacho de classificação como Imóvel de Interesse Público; 2012 - abatimentos do solo (provocados por tocas de coelho) e consequente surgimento de material osteológico humano à superfície, indíciando claramente que o local terá sido usado como espaço sepulcral; foram identificados a parte proximal de um rádio direito, falange proximal de mão direita, 4º metatarso e falange intermédia de pé ambos esquerdos.

Dados Técnicos

Estrutura mista

Materiais

Paredes de alvenaria de pedra e tijolo, rebocadas e caiadas mísulas e fechos de cantaria.

Bibliografia

ESPANCA, Túlio, Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Beja, vol. 1, Lisboa, 1992; VALÈRIO, António João Feio, Alvito: o espaço e os homens (1251-1640) (texto policopiado, tese de Mestrado, FLL), Lisboa, 1993.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

*1 - trata-se provavelmente de um baptistério paleocristão, suposição que é reforçada pelos vestígios da parede circular, possivelmente uma antiga ábside, visíveis na cabeceira do edifício; *2 - Incluído no Plano de Acção para as Terras da Baronia de Alvito, CMA, 1999.

Autor e Data

Isabel Mendonça 1993 / José Falcão e Ricardo Pereira 1996

Actualização

LilianaVC 2012
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login