Igreja Paroquial de Amoreira / Igreja da Imaculada Conceição

IPA.00009357
Portugal, Guarda, Almeida, União das freguesias de Amoreira, Parada e Cabreira
 
Arquitectura religiosa, maneirista e revivalista. Igreja paroquial de edificação filipina sobre templo medieval pré-existente. Inserido num adro murado com função de cemitério, tendo torre campanário, muito elevada, isenta, localizando-se no ângulo da fachada da capela-mor, de estrutura semelhante à Igreja Matriz de Mata de Lobos (v. PT020904100068). De nave única, prolongada pela capela-mor, com volumes mais baixos adossados nos flancos, formando duas sacristias, esquema utilizado na Igreja Matriz de Miuzela (v. PT020902170111), é edificada em cantaria de granito, coberta por telhado de duas águas no corpo da igreja, por telhados de uma água nos corpos adossados e com forros de madeira pintados no interior, o da capela-mor, em falsa abóbada de berço abatido. Mobiliário litúrgico maneirista e neo-gótico. Retábulos da capela-mor maneiristas, com painel central, encimado por tabela. O principal, possui camarim e trono, tendo, nas zonas laterais, mísulas insertas entre colunas coríntias. Zona inferior com anjos, aves e concheados. Conserva altares colaterais na nave cortando os ângulos de topo, de talha dourada e policromada barroca. Altar lateral e baptistério com linguagem neo-gótica, com arcos apontados polilobados e baldaquinos rendilhados.
Número IPA Antigo: PT020902040014
 
Registo visualizado 1207 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Igreja de planta longitudinal, composta por nave única e capela-mor mais estreita, à qual se adossam dois corpos rectangulares, formando um conjunto de volumes compostos e massa horizontalizante. Nave e capela-mor têm cobertura contínua em telhado de duas águas assente sobre cornija e, nos corpos adossados, telhado autónomo de uma água, também sobre cornija. Muros em pedra com aparelho almofadado. As empenas da fachada principal e tardoz são coroadas por cruzes latinas de hastes com remate em flor-de-lis, colocada sobre a cúspide e por fogaréus nos ângulos, colocados sobre plintos paralelipipédicos. A fachada principal, virada a O., é de pano único com o eixo marcado pelo portal de lintel recto e ombreiras lisas, coroado por entablamento onde corre uma inscrição *1 e frontão curvo em arco abatido. Sobre o eixo do frontão, abre-se uma janela rectangular moldurada. Na fachada lateral N., abre-se a porta lateral de acesso, de verga recta, e uma janela rectangular de lintel curvo. Deste mesmo lado, no corpo adossado, abrem-se duas janelas que repetem a morfologia da janela anterior. Junto ao portal, pia baptismal de cantaria. A fachada tardoz é cega, bem como o corpo adossado a S.. O alçado lateral esquerdo, virado a S., rasga-se, na zona do corpo adossado, por uma janela e uma porta, tendo, no volume da nave a marcação de uma janela e uma porta, hoje entaipadas, mas repetindo as morfologias anteriores. Torre campanário de planta quadrangular. Compõe-se de dois pisos divididos por cornijas salientes, tal como o coroamento em coruchéu. Nos ângulos do segundo piso inserem-se gárgulas de canhão e fogaréus. O topo do coruchéu ostenta um catavento em ferro. Tem acesso por escadaria exterior com balcão de granito. O paramento do primeiro piso é cego, rasgado apenas por pequenas frestas rectangulares de respiração. O INTERIOR é nivelado, com passagem por guarda-vento de madeira, sendo percorrido por lambrim pintado. Coro-alto assente sobre três arcos abatidos, com guarda de madeira e acesso por escada de caracol, no lado da Epístola, junto à qual se situa o confessionário. Sob este, dois confessionários de madeira e pequeno altar embutido no muro, rematado por arco apontado polilobado e encimado por registo de azulejos azuis e brancos, representando o Baptismo de Cristo. Com forros de madeira individualizados, sendo o da zona da entrada plano e os dois seguintes em falsa abóbada de berço, pintada. Na nave, de creme, com duas cartelas, contendo a Imaculada Conceição e, entre grinalda de flores, as letras AM. Percorrem a nave, os painéis da Via Sacra, em azulejo, com moldura fitomórfica recortada. No lado do Evangelho, retábulo de três eixos, divididos por pilastras, com arcos polilobados e remate central em baldaquino. É policromado de branco, verde e dourado. Púlpito quadrangular com acesso por escadaria, tendo baldaquino rendilhado e decorado com pináculos. No lado da Epístola, ao lado do portal lateral, pia de água benta, decorada e com vestígios de policromia na mísula. Arco triunfal em arco de volta perfeita, em cantaria de granito pintada com quadros que representam as figuras dos Apóstolos e Cristo no topo do intradorso, sendo ladeado por retábulos de talha dourada e policromada, em ângulo, acede à capela-mor, onde se rasgam dois altares em arcos de volta perfeita, que albergam retábulos com painel central pintado, ladeado por acantos e pilastras interrompidas por quarteirões, encimadas por urnas. Tabela central com frontão semicircular, ladeado por aletas recortadas e volutas. Na estrutura do lado do Evangelho, surge na tabela, a representação da Sagrada Família em baixo-relevo, surgindo, na oposta, o Sermão de Santo António aos Peixes. Portas de acesso aos corpos adossados que têm, respectivamente, a função de sacristia e de local de arrumos, e duas janelas que a iluminam. A parede testeira é totalmente preenchida por retábulo em talha, com trono na edícula central do camarim, coberta por caixotões pintados. Lateralmente, entre duas colunas coríntias, com o terço inferior decorado com acantos e querubins, dois mártires em baixo-relevo. Superiormente, friso decorado e cornija. Encimado por frontão interrompido com anjos. Trono encimado por resplendor. O banco é marcado pelo sacrário, ladeado por painéis pintados e colunas semelhantes à do corpo do retábulo. Na zona inferior, portas de acesso ao tardoz da estrutura, ladeadas por anjos, aves e concheados. Todos os retábulos da capela-mor têm fundos vermelhos, com apontamentos dourados. Cobertura da capela-mor é pintada com ornamentação arquitectónica, reservas angulares com a representação dos Quatro Evangelistas, reservas abertas na longitudinal com as insígnias e as armas papais e medalhão central inscrito em moldura com a representação dos Anjos em adoração do Santíssimo Sacramento.

Acessos

Largo da Igreja

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano. Isolada, ergue-se no centro da freguesia, constituindo o pólo de organização da malha urbana. No espaço fronteiro, em pequena zona ajardinada e delimitada por gradeamento, levanta-se um marco comemorativo dos Centenários. Está edificada dentro de um adro fechado por muro com acesso por escadaria de onze degraus lançada à frente da fachada principal da igreja, orientada para SE., e por escadaria lateral de três degraus do lado N.. Este muro que define o perímetro do adro é construído em cantaria de granito, escalonado e abre-se junto das escadas em portões de ferro, enquadrados por pilastras coroadas de fogaréus, nascendo, a partir daí, motivos de volutas. No paramento do muro em face da fachada principal está embebida uma pedra rectangular ornamentada com uma sequência de quatro círculos envoltos por uma corda. Dentro do adro, conserva-se o cemitério e o campanário que se ergue atrás do ângulo SO. da capela-mor.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese da Guarda)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17 / 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1320, 23 maio - bula do Papa João XXII concedendo a D. Dinis, por três anos, para subsídio de guerra contra os mouros, a décima de todas as rendas eclesiásticas do reino, não sendo a igreja taxada; integra o termo de Terra de Castelo Mendo e o bispado de Viseu; 1614 - edificação da igreja com a mesma implantação da igreja medieval; conserva-se a torre sineira e as sepulturas anteriores ( documentada com cronograma no entablamento da porta principal ); 1758 - era abadia da apresentação alternada do Papa e do Cabido da Sé de Viseu e anexa da Igreja de Santa Maria Maior da vila de Castelo Mendo; tinha três altares, o mor com a imagem do orago, o de Nossa Senhora do Rosário, da parte do Evangelho, e o de São Bartolomeu, da parte da Epístola; tinha uma irmandade de São Bartolomeu; 1769 - a paróquia é integrada no Bispado de Pinhel, no Arciprestado de Castelo Mendo; 1882, 14 de Setembro - com a extinção do Bispado de Pinhel, a paróquia é integrada no Bispado da Guarda; 1948 - tinha uma confraria de Nossa Senhora do Rosário, com uma procissão nos primeiros domingos de cada mês, em volta da igreja ( BIGOTTE, 1948 ).

Dados Técnicos

Estrutura mista ( igreja ) / Estrutura autoportante ( campanário ).

Materiais

Granito, cantaria sem revestimento e alvenaria rebocada, caiada e pintada; forro de madeira; soalho; telha de canudo.

Bibliografia

COSTA, António Carvalho da, Corografia Portugueza, e Descripçam Topografica do famoso Reyno de Portugal, tomo II, Lisboa, 1708; LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de Pinho, Amoreira, in Portugal Antigo e Moderno. Diccionario, vol. I, Lisboa, 1873; CASTRO, José Osório da Gama e, Diocese e Distrito da Guarda, Porto, 1902; BIGOTTE, José, O Culto de Nossa Senhora na Diocese da Guarda, Guarda, 1948; GOMES, J. Pinharanda, História da Diocese da Guarda, Braga, 1981; Direcção Geral do Planeamento Urbanístico, Plano da Àrea Territorial da Guarda. Situação Actual. Património Histórico/Cultural. Concelho de Almeida, Lisboa, 1984.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID; DGARQ/TT: Dicionário Geográfico, vol. 3, 1758

Intervenção Realizada

Observações

*1 - na inscrição lê-se "O ABADE S. TEVÃO. SEIA PA/GLORIA DE DEVS E DE MA./ ANNO DE 1614".. A pintura data do século 19, de acordo com a análise estilística e iconográfica.

Autor e Data

Filomena Bandeira 1996 / João Vilhena e Joana Vilhena 2000

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login