Capela de Nossa Senhora dos Aflitos

IPA.00009352
Portugal, Viana do Castelo, Arcos de Valdevez, Sistelo
 
Arquitectura religiosa, neoclássica. Ermida neoclássica de planta longitudinal, composta por nave única rectangular e capela-mor quadrangular levemente reentrante, cobertas com tectos de madeira, frontispício em frontão triangular e portal em arco abatido.
Número IPA Antigo: PT011601450066
 
Registo visualizado 69 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal composta por nave única, rectangular e capela-mor quadrangular. Volumes escalonados, com coberturas diferenciadas em telhado de duas águas. Fachadas rebocadas a branco mantendo embasamento, vãos, cunhais apilastrados encimados por pináculos e cornijas em silhares graníticos. Frontispício virado a NE., terminado em frontão triangular, coroado por cruz latina, tendo sobre o cunhal E. sineira de arco pleno. Portal em arco abatido flanqueado por janela e encimado por fresta, ambas de vão recto e com gradeamento. A porta em madeira, de duas folhas, recebeu decoração vegetalista e geométrica em baixo-relevo. O alçado SE. apresenta adossada à parede da nave escada lateral que serve porta de acesso ao coro rasgada no 2º registo e na parede da capela-mor abre-se porta no 1º registo, ambas de vão recto. A fachada posterior é cega e o alçado NO. apresenta janela na capela-mor e porta ao centro da nave, de vão recto. No INTERIOR, paredes rebocadas a branco, lambril em granito, pavimento cimentado e tecto em madeira, de perfil curvo, formando caixotões, pintados com motivos vegetalistas. Púlpito no lado do Evangelho, porta lateral no lado da Epístola e arco triunfal, pleno, sobre pilastras. Na capela-mor o retábulo em talha pintada a branco, ouro e motivos marmoreados a rosa, ostenta tábua pintada central com paisagem de tom romântico.

Acessos

Sistelo, EN 202-2 (Arcos de Valdevez - Monção), c. de 500m a S. de Sistelo, caminho térreo de acesso automóvel em direcção ao vale do rio Vez

Protecção

Incluído na Paisagem Cultural de Sistelo (v. IPA.00035666)

Enquadramento

Rural e isolada, numa plataforma dominante sobre o vale do Vez, sustentada por muro granítico de contenção, na margem esquerda do rio. Para E. frondosa vegetação arbórea galga a encosta que conduz à estrada, a N. avulta, em fundo, o casario de Sistelo a que preside a Casa do Castelo de Sistelo (v. PT011601450037), para S. desenvolve-se o vale enquadrado pelas cumeadas que compõem o horizonte a ocidente. Imediatamente a O. da plataforma uma casa de construção recente é fortemente destoante comprometendo a harmonia da envolvente.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Privada: Igreja Católica

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 19 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 19 - Época provável de construção atendendo às características estilísticas do imóvel e retábulo; 2015, 10 dezembro - publicação da abertura de procedimento de classificação da Paisagem Cultural de Sistelo, em Anúncio n.º 275/2015, DR, 2.ª série, n.º 241.

Dados Técnicos

sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Granito, telha, vidro, madeira, ferro, talha policroma, cimento.

Bibliografia

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Séc. 20 - obras de reparação, reboco, aposição de portas, de gradeamentos nos vãos e colocação de iluminação eléctrica.

Observações

A ermida ergue-se no importante trajecto que segue ao longo do Vale do Vez e que determinou a construção de um conjunto de pontes de origem medieval e moderna, como seja a ponte de Cabreiro (v. PT011601060034) eregida no séc. 15. Sendo mesmo caminho de transumância, que ligava o vale do Minho, galego e português, às pastagens de Inverno do litoral minhoto, terá dado origem a uma rede de ermidas e capelas de caminho. É crível que esta ermida de fábrica contemporânea tenha sido erguida em implantação de mais antigo edifício que a Corografia do P.e Carvalho da Costa não refere, sendo ao tempo a paróquia anexa de São Salvador de Cabreiro. Sublinhe-se ainda que uma ponte granítica, a terceira em lugar de Sistelo, vencia o Rio do Outeiro, afluente do Vez, em caminho que conduzia directamente do núcleo da Igreja Paroquial à Ermida de Nossa Senhora dos Aflitos.

Autor e Data

Alexandra Cerveira 1999

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login