Torre de Paredes / Solar dos Bezerras

IPA.00008920
Portugal, Viana do Castelo, Viana do Castelo, União das freguesias de Viana do Castelo (Santa Maria Maior e Monserrate) e Meadela
 
Casa nobre gótica, quinhentista e setecentista, reformulada na época quinhentista, de planta em U irregular, com características de casa forte, alçados de 2 e 3 pisos, com alguns vãos de arco quebrado, escadaria adossada à frontaria e fachada posterior contrafortada, ambas com vãos de verga recta fruto de remodelações setecentistas. Exemplar notável da arquitectura civil quinhentista, embora bastante alterado por demolições e justaposições posteriores. Destaque para o corpo central em cantaria de granito, com vãos em arco quebrado e 2 notáveis contrafortes colocados na fachada posterior que recordam o aspecto de "Casa Forte" que caracterizaria a construção inicial. No interior, destaque para portas quinhentistas e ampla lareira ao nível do 2º piso.
Número IPA Antigo: PT011609170049
 
Registo visualizado 271 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial senhorial  Casa nobre    

Descrição

Edifício de planta em U irregular, composto por 3 corpos sucessivamente adossados, tendo, do lado E., 3 pisos e, os outros, 2 pisos. Coberturas em telhados de 3 águas no corpo central e de 4 águas nos laterais, mantendo apenas o telhado de parte do corpo principal. Fachada principal virada a N., para o interior do pátio, em cantaria de granito, expressando os 3 corpos: o de E. apresenta um alçado de 3 pisos sem qualquer abertura; o corpo central é marcado por uma chaminé, que tem, de um lado, uma escadaria adossada à fachada, em granito, que acede, ao nível do 2º piso, a um balcão com parapeito e a uma porta em arco quebrado; do outro lado, uma porta de verga recta no 1º piso e um janelão rectangular no 2º; o corpo a O. apresenta no 1º piso uma porta em arco pleno e no 2º um janelão em arco quebrado. Na fachada posterior, no que resta do corpo a O. abre-se uma porta de arco pleno, no alinhamento da existente no frontispício; o corpo central é marcado por 2 contrafortes e tem 2 janelas de verga recta no 2ºpiso. Adossado ao topo E. do edifício principal encontra-se um edifício de 2 pisos, em alvenaria de granito, telhado de 1 água e fenestração irregular de verga recta que inicia a ala E. do pátio e que se prolonga num edifício de 1 piso, em alvenaria de granito, com telhado de 2 águas. A ala O. era composta por um edifício de planta longitudinal de que restam apenas fragmentos de algumas paredes, completamente cobertas pela vegetação, tendo no seu extremo N. uma capela com telhado em 2 águas e frontispício terminado em empena com porta de verga recta e moldura simples sobrepujada por óculo rectangular. No interior do edifício principal, os pavimentos superiores assentavam em travejamentos colocados sobre mísulas inseridas nas paredes; no corpo central existe em cada piso uma porta de comunicação com o corpo O. e uma enorme lareira em granito.

Acessos

A partir de Viana pela EN 202 em direcção a Ponte de Lima, depois da Igreja Paroquial da Meadela, à esquerda, pela EN 302 em direcção a Outeiro, a 500m, à direita, por caminho carreteiro 200m até ao portão do solar. Gauss: M=144.6; P=527.1; Fl. 40

Protecção

Em estudo

Enquadramento

Rural, isolado, planície. Situava-se no centro de uma propriedade murada a que se acedia por um portal, de verga recta, ainda existente, e que tem ao lado pedra de armas, pertencente à família dos Bezerras, picado, mas tendo ainda visível o elmo que o coroava. O solar encontra-se coberto por vegetação.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa nobre

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Época Construção

Séc. 15 / 16 / 17 / 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1136 - o Infante Afonso Henriques faz a doação do Couto de Paredes ao Mosteiro de São Justo de Tojos Oucos ( Galiza ); séc. 15 - provável edificação do corpo central; séc. 16 - provável edificação do corpo O., passa para a posse da família vianense dos Bezerras; séc. 17 / 18 - edificação de outras construções e da capela.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes.

Materiais

Paredes em cantaria de granito; cobertura em telha de canudo; madeira nos travejamentos e vãos.

Bibliografia

FERNANDES, A. de Almeida, Meadela histórica: (Ecos da Meadela - 1977-1990), Viana do Castelo: Paróquia de Santa Cristina da Meadela, 1994.

Documentação Gráfica

DGEMN: DSID

Documentação Fotográfica

DGEMN: DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

O conjunto é composto por elementos de diversas épocas que se foram adossando constituindo um conjunto com alguma homogeneidade e coerência formal. Foi vendido há alguns anos pelos descendentes dos Condes de Monfalim. Nos últimos anos acentuou-se a degradação do imóvel tendo desaparecido uma fonte, a eira e um espigueiro, eventualmente vendidos. A situação de abandono e as recentes obras de construção da IC1 entre Viana e Vila Praia de Âncora provocaram a total destruição do muro delimitador da propriedade. O edifício fechava o lado S. de um grande pátio rectangular que tinha do lado E. um edifício de 1 piso destinado a anexo agrícola, do lado O., um edifício de 2 pisos, destinado a habitação, e uma capela de planta longitudinal, do lado N. era fechado por um muro com portal. O conjunto encontra-se em estado de ruína.

Autor e Data

Paulo Amaral e Miguel Rodrigues 2000

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login