Casa de Lopo Fernandes de Pina / Pórtico dos Pinas

IPA.00000865
Portugal, Coimbra, Montemor-o-Velho, União das freguesias de Montemor-o-Velho e Gatões
 
Arquitectura civil residencial, barroca. Pormenor notável de palácio: porta de acesso ao pátio de honra, de linguagem barroca, não só no tipo de elementos decorativos utilizados, designadamente no brasão e na terminação das colunas, mas também na própria organização dos suportes com a dinâmica relação entre as pilastras e as colunas. O pórtico dos Pinas é o único elemento que resta da antiga casa senhorial.
Número IPA Antigo: PT020610070010
 
Registo visualizado 269 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial senhorial  Casa nobre  Casa nobre  

Descrição

Portal de verga curva e cimalha sobrepujada por concha, enquadrada por duas colunas dóricas em frente de pilastras colocadas em diagonal. Sobre as colunas dois vasos espiralados com fogaréussobre bases paralelipipédicas de secção quadrada; remate em frontão que encerra no tímpano as armas dos Pinas.

Acessos

Rua Tenente Valadim; Antiga EN 111; Estação Antisezonática

Protecção

Categoria: IM - Interesse Municipal, Edital n.º 163/2004, da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho de 4 outubro 2004

Enquadramento

Urbano, isolado numa curva da Rua principal, onde existiu o antigo Solar da família Pina, a que dava acesso.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa nobre

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 18 - Construção do portal no muro de vedação da propriedade que pertencia a Lopo Fernandes de Pina; 1945 - foi pedida a sua classificação como Imóvel de Interesse Público; 1950 - era propriedade do Dr. Quirino de Sousa Sampaio; encontrava-se instalado no solar a Estação Antisezonática; o portal estava em avançado estado de degradação; séc. 20, finais de 80 - aquisição da propriedade pela autarquia para a instalação de um centro cultural; 2004 - Projecto de consolidação, restauro, tratamento e limpeza de cantarias do Pórtico dos Pinas, elaborado pela DREMC.

Dados Técnicos

Estrutura autónoma

Materiais

Pedra cálcária

Bibliografia

CORREIA, Virgílio- "Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Coimbra", Lisboa, 1952, p. 140; ZÚQUETE, A. E. Martins (Dir. e Coord.), Armorial Lusitano, Genealogia e Heráldica, Lisboa, 1961; www.cm-montemorvelho.pt (24-01-2008); http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/71626 [consultado em 23 agosto 2016].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN / DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN / DSID, DGEMN / DREMC

Intervenção Realizada

1983 - intervenção de restauro com argamassas de cimento e eventualmente de betão armado em substituções parciais de colunas e bases;

Observações

Segundo alguns autores, tratou-se de uma cópia do solar dos Pinas, em Espanha (Aragão), demolido em finais do séc. XVIII. O actual solar foi restaurado por Francisco de Pina e Sá, descendente das família dos Pinas. Hoje, este edifício encontra-se profundamente alterado, fruto de diversas reformas e acrescentos, mantendo-se, para além do portal, o muro ameiado.(in: www.cm-montemorvelho.pt). Leitura heráldica: Brasão: armas de vermelho com banda de ouro, carregada de um leão azul e acompanhada de dois pinheiros de verde, arrancados de prata e frutados de ouro.

Autor e Data

João Cravo, Horácio Bonifácio 1992 / Cecília Matias 2008

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login