Quinta e capela do Faial / Quinta do Acciaiuoli

IPA.00008334
Portugal, Ilha da Madeira (Madeira), Funchal, Funchal (Santa Maria Maior)
 
Quinta madeirense com fundação e vínculo ligada à florescente cultura açucareira da Madeira do séc. 16, com parque florestal e localização privilegiada no anfiteatro da cidade, tornando-a numa das mais emblemáticas da Região. A quinta estrutura-se em socalcos, serpenteada por caminhos empedrados a calhau rolado, formando desenhos geométricos, delimitados por muros, integrando jardins dentro da tradição romântica insular e solar da tipologia da chamada casa complexa (MESTRE, 2002). A casa é composta de vários corpos articulados, de diferentes épocas, com torre sobrelevada, possuindo o corpo principal grande impacto na paisagem, mas a modinatura dos vãos e os outros corpos revelam intervenções em diferentes épocas, nomeadamente no séc. 19 e 20. Tem as fachadas rematadas na sua quase totalidade em beiral duplo, a principal de vãos sobrepostos, sendo os do andar nobre com janelas de sacada à face encimadas por cornija seguindo a linguagem maneirista, mas possuindo vãos de modinatura oitocentista nessa e noutras fachadas. A fachada poente conserva o seu caráter vernáculo, revelando a diferente volumetria dos fornos antigos da cozinha; a nascente tem arcada, de arcos de volta perfeita, sobre pilastras, no primeiro piso e em parte do segundo corpo torreado, como é típico nas casas madeirenses. Separada da casa, possui capela, de planta centralizada, em cruz grega, a única com esta planimetria na Região, possivelmente resultante de remodelações posteriores, interiormente coberta por falsas abóbadas. Tem portal de verga reta moldurada, inscrita com data da sua fundação em 1585, encimado por cornija. No interior, tem retábulo-mor revivalista, talvez do séc. 20, com ático de expressão barroquizante, e integrando painel pintado sobre madeira atribuível à oficina de Fernão Gomes, de cerca de 1585, alusivo à Natividade da Virgem, evocação geralmente denominada por Faial.
Número IPA Antigo: PT062203040046
 
Registo visualizado 49 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial unifamiliar  Quinta    

Descrição

Quinta implantada em terreno declivoso, com socalcos, arborizada, com caminhos empedrados a calhau miúdo, formando motivos geométricos, delimitados por muros baixos, pintados de vermelho e friso superior branco, com pilastras e bancos corridos pintados na mesma cor, possuindo lago e várias edificações dispersas. Num dos ângulos da quinta, ergue-se a CASA de habitação, de planta rectangular irregular, com orientação aproximadamente a E. / O., composta por vários corpos, articulando-se para O. com os da zona das cozinhas e para E. por um outro rectangular, alpendrado, até à capela, de planta em cruz grega. Volumes articulados com coberturas diferenciadas em telhados múltiplos, com corpo E., tipo torre, ligeiramente sobrelevado em relação aos restantes, coberto por eirado, vedado por balaustrada de alvenaria pintada. Fachadas rebocadas e pintadas de branco com embasamento a vermelho e rematadas em beiral duplo de telha de canudo. Fachada principal virada a S. apresentando corpo principal de dois pisos, sendo o primeiro rasgado por seis vãos, quatro portas e uma pequena janela, com molduras de cantaria vermelha do Cabo Girão, as das portas boleadas e a da janela em bisel fundo, gradeada; no andar nobre, abrem-se seis janelas de sacada à face, de molduras de cantaria cinzenta aparente encimadas por cornija, com tapa-sóis de madeira fasquiada, pintados a verde escuro; a fachda possui vários algerozes e tubos de descarga a indicarem a separação de águas das coberturas. A fachada articula-se com muro para E., avançado, resguardando jardim interior ao nível do andar nobre e em socalcos para E.. Fachada a O., correspondente à área de serviços e cozinhas, com telhados múltiplos escalonados nos vários fornos antigos e imponente chaminé rectangular, onde são ainda visíveis os antigos relevados da alvenaria com elementos fitomórficos aos cantos, a articular-se a muro de protecção à área residencial, com largo portão e onde se encosta, interiormente, o coberto da garagem. Fachada N. com corpo central de idêntico tratamento à fachada S., simplificado e intimista, ladeado por dois corpos avançados, criando latada intermédia. Na fachada E., abrem-se no primeiro piso cinco arcos de volta perfeita sobre pilastras, em cantaria aparente, envidraçados, rematado por eirado na metade esquerda e com corpo torreado na metade direita, a N., de mais um piso, separado do anterior por friso de cantaria, com acesso a partir do terraço e igual remate; neste corpo, abrem-se janelas de peitoril de verga abatida, com tapa-sóis de madeira fasquiados e pintados de verde. Perpendicularmente a esta fachada e delimitando o jardim, ergue-se corpo alpendrado, de acesso à capela, tendo para S. muro baixo de acesso cental, precedido por escadaria de seis degraus, interiormente corrido com bancos de pedra, sendo calcetado a calhau rolado miúdo e com cobertura de madeira com travejamento à vista. CAPELA de planta em cruz grega, tendo adossado à direita sacristia, com fachadas terminadas em empenas sobrelevadas em relação à cobertura, rematadas por cruzes de Cristo, e com pináculos de cantaria nos cunhais. Fachada principal rasgada por portal de verga recta, moldurada a cantaria aparente, inscrita, encimado por cornija. No muro de remate do jardim para O. existe sineira constituída por par de pilastras de alvenaria pintada e cantaria aparente, rematadas por pináculos. INTERIOR com pavimento cerâmico monócromo verde, azul, vermelho e branco, formando padrão geométrico, apresentando ao centro a marcação da existência de altar. Paredes rebocadas e pintadas de branco decoradas por cruzes de Cristo marcando passos da Via Sacra, e cobertura em falsa abóbada de berço revestida a ripas de madeira, assentes em cornija de cantaria. Sobre supedâneo, retábulo-mor de talha pintada de branco, de planta recta e um eixo, delimitado por pilastras laterais e remate em espaldar recortado com fragmentos de cornija; ao centro possui pintura sobre tábua alusiva à Natividade de Nossa Senhora, com as figuras de São Joaquim e Santana sobre fundo com navios e, sobre os mesmos, a Virgem em glória, e no espaldar, pintura sobre tábua com representação do Deus Pai e o Espírito Santo.

Acessos

Funchal (Santa Maria Maior), Caminho do Palheiro, n.º 109; Estrada Visconde de Cacongo n.º 124; Rua Cidade de New Bedford n.º 8

Protecção

Categoria: MIP - Monumento de Interesse Público / ZEP, Portaria n.º 69/2006, JORAM, 1.ª série, n.º 77, de 20 junho 2006

Enquadramento

Semi-urbano, vedado por alto muro, possuindo antigo acesso pelo Caminho do Palheiro através de portão, ladeado por pilastras de cantaria cinzenta, rematadas por entablamento com cornija e frontão redondo ladeado por aletas e pináculos, e excepcional e extensa alameda de árvores seculares; actual acesso, permitindo a entrada de viaturas, pela R. Cidade de New Bedford e a de serviços pela Est. Visconde de Cacongo. Da quinta, desfruta-se ampla vista sobre o Funchal.

Descrição Complementar

A capela possui no braço do lado da Epístola uma fresta e porta de acesso à sacristia e no braço do Evangelho tribuna mainelada, com rótulas. Junto ao retábulo, abre-se nicho de perfil em arco.

Utilização Inicial

Residencial: quinta

Utilização Actual

Residencial: quinta

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16 / 17 / 18 / 19 / 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1515 - Chega à Madeira Simão Acciauoli oriundo de Florença, na Itália; 1544 - falecimento de Simão Acciauoli, instituindo os seus terrenos em Santa Maria Maior como morgadio e com uma capela dedicada à Natividade de Nossa Senhora, de que depois foi herdeiro seu segundo filho Zenóbio; séc. 16, primeira metade - data provável do pavimento da capela; 1582 - sagração da Capela de Nossa Senhora do Faial por Zenóbio Acciauoli como consta da lápide: "1582 / Delubrum, Magnus Posuit Zenobius, Anoe / Angelicum Recites, Virgines Optat Ave"; 1598, 20 maio - falecimento de Zenóbio Acciauoli; 1648, 26 março - falecimento fora da ilha de Francisco Acciauoli de Vasconcelos, casado com uma filha do marquês de Lançarote, tendo a sua casa passado aos sobrinhos; 1694, 03 dezembro - falecimento de Roque Acciauoli de Vasconcelos; 1721, 25 dezembro - falecimento de Jacinto Acciauoli de Vasconcelos, herdando a casa seu filho, Jacinto Manuel Acciauoli, casado em Florença com a filha do marquês Acciauoli Torrinhon, passando a casa da Madeira para uma linha lateral; séc. 19, inícios - indicação de residir na quinta o capitão José de Bettencourt e Freitas, vulto destacado do governo absolutista e depois exilado em Inglaterra.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Cantaria mole e rígida regional aparente, alvenaria de cantaria regional rebocada, madeira (carvalho, til e outras), pavimento cerâmico ou de madeira, pintura sobre madeira, ferro, vidro, telha de meio canudo e calhau rolado e miúdo.

Bibliografia

FRUTUOSO, Gaspar - Saudades da Terra. Ponta Delgada: 1968, livro II (1590); MESTRE, Victor - Arquitectura Popular da Madeira. Lisboa: 2002; NORONHA, Henrique Henriques de - Memórias Seculares e Eclesiásticas...1722. Funchal: 1997, pp. 192 e 240; SAINZ-TRUEVA, José Manuel de - «Tectos armoriados». In Islenha, Funchal: junho - dezembro 1987, n.º 1, p. 80; SILVA, Padre Fernando Augusto da - Elucidário Madeirense. Funchal: 1945, vol. 2 , pp. 461 e 462; VAZ, Cónego Fernando de Meneses - Famílias da Madeira e Porto Santo. Funchal: 1964, pp. 226-232; VERÍSSIMO, Nelson - Relações de Poder na Sociedade Madeirense do Século XVII. Funchal: 2000, pp. 178 e 227; VIEIRA, Rui e PESSOA, Fernando - Inquérito aos espaços verdes e exemplares botânicos notáveis do Funchal,.novembro 1966 e 1984.

Documentação Gráfica

Litografia de Springet, Casa-Museu Dr. Frederico de Freitas; DRAC, Funchal

Documentação Fotográfica

DRAC, Funchal; DGPC: DGEMN:DSID

Documentação Administrativa

ARM, RP; CMF; Notários, Funchal

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Rui Carita 2001

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login