Pelourinho de Vale de Prados

IPA.00000822
Portugal, Bragança, Mirandela, Múrias
 
Pelourinho de construção seiscentista, de tipo bloco prismático, com soco octogonal de três degraus, fuste octogonal, encimado por quatro braços pétreos, rematando em paralelepípedo com as faces ostentando elementos heráldicos. Figura humana de braços abertos em angulo de 90º a envolver armas de Portugal. Base cúbica oitavada parecida com a do pelourinho de Torre de D. Chama.
Número IPA Antigo: PT010405340004
 
Registo visualizado 200 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Judicial  Pelourinho  Jurisdição senhorial  Tipo bloco

Descrição

Estrutura em cantaria de granito, composta por soco octogonal de três degraus, sendo o terceiro para compensar ligeiro declive. Sobre eles assenta uma base cúbica facetada de 60 cms. que suporta fuste oitavado monolítico. A coluna termina num capitel redondo onde se inscreve uma cruz de braços iguais possuindo figuras zoomórficas e antropomórficas nos seus topos e intervalos. Existem igualmente as representações do sol e da lua. Remate em paralelepípedo onde estão representadas as armas de Portugal envoltas por um homem de braços abertos, na face frontal, um touro relevado, na face oposta, e almofada contendo losango nas faces laterais.

Acessos

Múrias, junto à Igreja de Vale de Prados. WGS84 (graus decimais) lat.: 41,551232; long.: -6,938563

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 23 122, DG, 1.ª série, n.º 231 de 11 outubro 1933

Enquadramento

Urbano, isolado. Situa-se na praça defronte a igreja setecentista, protegido por correntes entre pilaretes. A 10 m. existe um fontanário e no lado oposto existe placa com a inscrição: COMEMORAÇÃO DO SEPTINQUETÉSIMO CENTENÁRIO DO FORAL DE VALE DE PRADOS CONCEDIDO POR D. DINIS A 9-7-1928. As habitações são na sua maioria deste século possuindo um e dois registos. As cores da zona envolvente são por vezes um pouco desadequadas.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Judicial: pelourinho

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Autarquia local, Artº 3º, Dec. nº 23 122, 11 Outubro 1933

Época Construção

Séc. 17 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1227 - Frei Frutuoso outorga-lhe foral; 1287, 09 Agosto - concessão de foral por D. Dinis; 1435 - a vila pertencia ao Mosteiro de Castro de Avelãs; 1496 - decisão de D. João II para que a vila de Vale de Prados tivesse forca, picota e tronco; 1510, 01 Junho - concessão de foral por D. Manuel I; séc. 17 - provável construção; 1706 - povoação dos Duques de Bragança, da comarca de Bragança e com 90 vizinhos; 1836 - extinção do concelho.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo.

Materiais

Estrutura em cantaria de granito.

Bibliografia

AFONSO, Ana Maria, O Tombo do Mosteiro de São Salvador de Castro de Avelãs de 1501 - 1514, um Património monástico no dealbar da Idade Moderna, [dissertação na Universidade do Minho], Braga, 2000; ALMEIDA, José António Ferreira de, dir., Tesouros Artísticos de Portugal, Lisboa, 1980; CHAVES, Luís, Os Pelourinhos Portugueses, Gaia, 1930; CHAVES, Luís, Pelourinhos, Lisboa, 1935; COSTA, António Carvalho da (Padre), Corografia Portugueza…, vol. I, Lisboa, Valentim da Costa Deslandes, 1706; MAGALHÃES, F. Perfeito de, Pelourinhos Portugueses, Lisboa, 1991; Património Arquitectónico e Arqueológico Classificado, Lisboa, 1993; MALAFAIA, E.B. de Ataíde, Pelourinhos Portugueses - tentâmen de inventário geral, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1997; Pelourinhos do Distrito de Bragança, Bragança, 1982; PIRES, Armando, O Concelho de Macedo de Cavaleiros, Bragança, 1983; REDENTOR, Armando, Os antigos Municípios de Lomba e Paçó e os seus Pelourinhos in Páginas da História da Diocese de Bragança-Miranda, Congresso Histórico 450 Anos da Fundação, Actas, Bragança, 1997, pp. 211- 236.

Documentação Gráfica

DGPC: DGEMN:DSID

Documentação Fotográfica

DGPC: DGEMN:DSID, SIPA

Documentação Administrativa

DGPC: DGEMN:DSID

Intervenção Realizada

DGEMN: 1935 / 1980 - eliminação de um degrau e colocação de guardas com correntes.

Observações

Autor e Data

Ernesto Jana 1993

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login