Museu de Fotografia da Madeira / Museu Vicentes

IPA.00008074
Portugal, Ilha da Madeira (Madeira), Funchal, Funchal (Sé)
 
Casa unifamiliar romântica, de planta composta e irregular resultantes da interligação e adaptação de construções anteriores do séc. 17 e 18 a residência e estúdio fotográfico, de forte impacto na massa urbana, interligados por pátio central, com pavimento em calhau rolado e varanda em U, ao nível do segundo piso, em ferro forjado trabalhado,com remate rendilhado e lambrequim, apoiando clarabóia sobre colunelos. Por aqui passaram as mais importantes personalidades nacionais e internacionais dos sécs. 19 e 20. Para além de se tratar da mais antiga casa de "Photographia" de Portugal, mantém grande parte das ambiências, materiais, cenários, materiais e negativos fotográficos efectuados na Madeira desde os inícios da prática fotográfica até aos anos 70.
Número IPA Antigo: PT062203100032
 
Registo visualizado 51 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial unifamiliar  Casa    

Descrição

Planta complexa, composta por vários edifícios: um correndo N. / S., a O., outro mais complexo a S. e a E., edificado sobre o antigo logradouro, outro a E., ligeiramente enviesado, ligando-se por uma varanda e definindo um pátio central com empedrado tradicional, com comunicação com a R. da Carreira através de arcaria. Volumes articulados dominados por 2 corpos de mais um piso, sobre a fachada, em madeira, nas traseiras do antigo solar, para S. e O., e ainda pequena torre central de mais 2 pisos, rematada por varandim e pirâmide de alvenaria e ferro para observação do movimento dos navios; coberturas por telha de canudo antiga nos corpos do antigo solar a O. e enviesado a E. e "folha de Flandres" no corpo elevado sobre a fachada e nos acrescentos de madeira para S.. Fachada principal à R. da Carreira, de 3 corpos com embasamento pintado a vermelho no corpo central, cinza no antigo solar para O., e cantaria aparente no corpo E. Corpo central de acesso ao pátio, com porta com moldura de cantaria chanfrada ladeada por 2 janelas envidraçadas, encimada por balcão de cantaria com 3 arcos de cantaria de volta perfeita assentes em colunas oitavadas e rematado superiormente por cornija. Corpo O. com 2 portas de acesso a antigas lojas, encimadas por janelas de guilhotina com tapa-sóis de madeira fasquiada pintados a verde escuro e porta com moldura de cantaria chanfrada a articular-se com varanda de sacada e janela com moldura com lintel com balanço. Corpo E. com idêntica janela com lintel de balanço, mas que perdeu a varanda e a porta inferior, remodeladas nos anos 60 para loja comercial. Sobre este corpo cresceu edifício em madeira, com mais um piso, ocupando ainda o antigo balcão. Na fachada O., piso térreo com 4 janelas gradeadas, correspondentes às lojas do antigo solar, 2 janelas de guilhotina com molduras de cantaria e corpo cego de mais um piso, com 2 janelas de guilhotina com tapa-sóis para N. e 3 para S. sobre o qual se articula a torre. Pátio interior dominado por ampla varanda com grade de ferro fundido ao gosto dos finais do século, com alpendre, sob a qual se encontra a escadaria de acesso ao antigo estúdio de fotografia, com grade de ferro no 1º lanço e balaustrada de madeira torneada no 2º; acesso ao antigo solar a O. por escadaria de pedra com corrimão de alvenaria, adossada à parede O., ficando a entrada no balcão que dá sobre a rua; piso térreo com portas de molduras em cantaria e ocupado com a "Livraria Inglesa", que ocupa ainda os 2 pequenos cubículos por debaixo do balcão; janela de guilhotina com moldura de cantaria e tapa-sóis. A ampla escadaria a S. dá acesso ao antigo estúdio da "Photographia Vicente", com salão onde se conservam os cenários e mobiliário decorativo, assim como o espólio fotográfico do museu, com daguerreótipos, máquinas várias e provas emolduradas das mais importantes fotografias do acervo.

Acessos

Funchal (Sé), Avenida Zarco; Rua da Carreira, n.º 41 a 47

Protecção

Categoria: VCR - Valor Cultural Regional, Resolução do Presidente do Governo Regional n.º 78/91, JORAM, 1.ª série, n.º 17 de 06 fevereiro 1991

Enquadramento

Urbano, flanqueado, integrado num quarteirão com entrada pela Av. Zarco e pela R. da Carreira.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa

Utilização Actual

Cultural e recreativa: museu

Propriedade

Pública: regional

Afectação

Secretaria Regional de Turismo e Cultura / Direcção Regional dos Assuntos Culturais

Época Construção

Séc. 17 / 18 / 19 / 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Projecto de arquitectura de Vicente Gomes da Silva e Vicente Gomes da Silva Jr. (1886 / 1887).

Cronologia

Séc. 17 - construção da entrada com balcão de arcaria em cantaria assente em colunas oitavadas; sécs. 17 / 18 - edificação do solar urbano que incorporou a arcaria seiscentista; 1827, 12 março - nascimento de Vicente Gomes da Silva; 1846 - 1848 - instalação de Vicente Gomes da Silva como gravador na R. João de Tavira; 1847, 16 janeiro e 01 maio - primeiras referências à execução de daguerreótipos na Madeira pelos ingleses Leanly e Seiveles; 1850 - "Exposição da Indústria Madeirense" no palácio de São Lourenço organizada pelo governador José Silvestre Ribeiro com trabalhos de Vicente Gomes Silva; 1852 - execução do colar oferecido pela Câmara Municipal do Funchal ao governador José Silvestre Ribeiro e hoje na Câmara da Praia da Vitória, nos Açores; 1853, 27 abril - nomeação de Gravador de Sua Majestade e Imperatriz do Brasil e Duquesa de Bragança; 1852 - primeiras experiências de Vicente Gomes da Silva com fotografia, "um ano depois da descoberta do colodio photographico por M. Archer", segundo o mesmo fotógrafo escreveu em 1883; 1857, 23 Setembro - nascimento de Vicente Gomes da Silva Jr.; 1860, 12 janeiro - nascimento de Eduardo, filho de Vicente Gomes da Silva, "retratista"; 1860, 29 novembro a 1861, 28 abril - estadia da imperatriz Isabel de Àustria (Sissi) na Madeira executando o fotógrafo várias fotografias da imperatriz e dos elementos da comitiva; 1863 - instalação do fotógrafo à R. de S. Francisco, 21; 1865, 18 julho - aquisição do prédio da R. da Carreira para atelier e residência, então R. do Pinto, ao Dr. António da Luz Pitta, que o havia adquirido nos inícios do séc. 19 a João de Carvalhal Esmeraldo; 1866, 19 março - atribuição do título de fotógrafo da Casa Imperial da Áustria pela imperatriz Isabel (Sissi); 1879, 26 julho - anúncio de Vicente Gomes da Silva no jornal "O Direito" oferecendo os seus préstimos e "uma prática de 25 anos no exercício do mister" (1854); 1885, 12 setembro - fotografia no estúdio de Hermenegildo Cabelo e Roberto Ivens; 1881 - data das colunas de ferro de suporte da varanda do estúdio; 1886, agosto - 1887, dezembro - remodelação do Atelier com colunas de ferro e varanda corrida sobre o pátio e ampliação da residência para norte - nascente e do "estúdio" para S.; 1903, 06 janeiro - nomeação de "Photógrapho da Casa Real", podendo usar na fachada as armas reais portuguesas; 1906, 14 dezembro - falecimento de Vicente Gomes da Silva; 1921 - fotografia de Gago Coutinho e Sacadura Cabral; 1924 - fotografia de Bernard Shaw dançando com miss Hope du Barri; 1972 - a Photographia Vicente é vendida a uma empresa privada Pátio-Livros e Artes, de que fazia parte Maria Mendonça - 1979, 13 julho - aquisição do espólio dos Vicentes Photographos por 7 mil contos pelo Governo Regional; 1981, 06 novembro - inicio das obras para abertura ao público; 1982, 22 março - inauguração da Photographia-Museu Vicentes; 1983, 17 fevereiro - doação do espólio de Guido Romoli; 1984, 27 novembro. - aquisição do espólio Perestrellos Photographos por 10 mil contos; doação do espólio de Augusto João Soares; doação do espólio de Álvaro Crawford Nascimento Figueira; 1988, Setembro - aquisição da colecção Alexander Lamont Henderson por 1.200 contos; 1988, dezembro - aquisição das colecções Joaquim Augusto de Sousa e João Anacleto Rodrigues (500 contos); 1989, dezembro - aquisição da colecção Casa Figueira, por 2 mil contos; 1998, meados - encerramento do Museu; 2014 - encerramento do museu; 07 março - Anúncio de procedimento n.º 1185/2014, DR, 2.ª série, relativo à execução de empreitada de reabilitação do Edifício Museu Photografia Vicentes, com preço base do procedimento de 1030000.00 euros; 2016, 04 novembro - publicação da abertura de concurso para a reabilitação do edifício, em Anúncio de procedimento n.º 7008/2016, DR, 2.ª série, n.º 212; 2019, 29 julho - reabertura do museu ao público, renomeado de Museu de Fotografia da Madeira.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Cantaria rígida regional aparente, alvenaria de cantaria regional rebocada, madeira (carvalho e outras), ferro fundido, chapa zincada ("folha de Flandres"), estuque, vidro, amarrações mistas, telha de meio canudo e calhau rolado miúdo.

Bibliografia

SILVA, Padre Fernando Augusto da, Elucidário Madeirense, 3 vols., Funchal, 1945; CALDEIRA, Abel Marques, Ateliers Fotográficos, O Funchal no primeiro quartel do século XX, 1964; MELO, Luís de Sousa, Vicentes Photografhos, Ilhatur, 1978; SIMÕES, Álvaro, SUMARES, Jorge e SILVA, Iolanda, Transportes na Madeira, DRAC, 1983; CAIRES, Celso, Introdução da fotografia, Atlântico, nº 2, Funchal, 1985; TRUEVA, José Manuel de Sainz, Viagens na Madeira Romântica, catálogo de exposição, Funchal Dez. 1988; Fotografia e fotógrafos Insulares. Açores, Canárias e Madeira, CEHA, 1990; AGUIAR, Marsílio, Jorge Gomes da Silva ou Jorge Vicente: Uma vida de fotografias, Diário de Notícias, 18 Mai. 1990; SANTA CLARA, Isabel de, Instantes Guardados, Islenha, nº 10, Jan. - Jun. 1992, pp. 104 e 107; SANTOS, Joaquim António F. dos, Vicentes Photographos: impressões de uma abordagem estética, Islenha, nº 15, 1994, pp. 29 a 36; PEREIRA, Fabíola, Fotografia a negro, revista Diário de Notícias, Funchal, 10 Ago. 1997; CARITA, Rui e TRUEVA, José Manuel de Sainz, Funchal. Roteiro Histórico e Turístico da Cidade, 1998; TAVARES, Gisela, Da Escócia para a Madeira e Photographia Vicentes; o desfile da História perante a câmara, Atlantis, 1998, pp. 49 a 95; GONÇALVES, Maria Alexandra S., Os primórdios da fotografia na Madeira, trabalho de mestrado, Universidade da Madeira, Set. 1999.

Documentação Gráfica

DGPC: DSID; GR; Equipamento Social; SRTC; DRAC, Funchal

Documentação Fotográfica

DGPC: DSID; Museu "Vicentes Photographos"; antiga Junta Geral; DRAC, Funchal

Documentação Administrativa

GR; ARM; RP; CMF, Registo de Licenças, livros 538, e 542 a 545; SRTC; DRAC, dossiers 10, Funchal

Intervenção Realizada

GR / DRAC: 1981 / 1982 - obras de beneficiação com vista à abertura ao público do museu; 2017 - início das obras de requalificação do imóvel, orçadas em cerca de 920 euros; 2018, final - conclusão das obras de reabilitação do imóvel, orçadas em cerca de 1,2 milhões de euros; o restauro e salvaguarda do acervo museológico ouçou em 500 mil euros, com comparticipação comunitária de 85%.

Observações

O museu aguarda a resolução dos problemas de segurança e outros e reinstalação num edifício adquirido para esse fim na R. dos Netos ( antiga "Casa Americana" ) com projecto já aprovado.

Autor e Data

Rui Carita 1999

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login