Capela de Nossa Senhora da Ajuda

IPA.00008054
Portugal, Ilha da Madeira (Madeira), Funchal, São Martinho
 
Arquitectura religiosa, popular maneirista. Pequena capela de arquitectura popular de planta longitudinal simples, fachada principal em empena e portal de arco quebrado, com o interior muito simples e conservando algumas peças decorativas de grande interesse.
Número IPA Antigo: PT062203070029
 
Registo visualizado 197 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal, simples, de uma só nave, com sacristia adossada a S.. Volumes articulados com coberturas diferenciadas, de 2 águas na capela e 4 na sacristia sobre beirais duplos de telha de canudo ou romana. Fachadas rebocadas a branco com embasamento pintado a rosa velho. Fachada principal orientada a O., terminada em empena sem remate saliente, encimada por cruz de Cristo de cantaria cinzenta. Portal de arco quebrado, simples, sobre base facetada com vestígios de ponta de diamante, em cantaria cinzenta, encimado por janelo rectangular com moldura de cantaria de 2 cores, e gradeamento de ferro. Na fachada N. adossa-se escada de cantaria com acesso ao coro-alto por porta rectangular baixa. Fachada E. cega e em empena. Campanário virado a S. assente na empena da capela no seguimento da parede, rebocado a branco, terminando em empena aguda com cimalha de balanço e arco de volta perfeita, ambos em cantaria de cor. Sacristia com fachada a O. recuada, com porta rectangular de moldura em cantaria cinzenta, com janela rectangular sobreposta, de moldura em cantaria de 2 cores e vidraças de portada; na fachada S., escadaria com acesso ao 2º piso, janelas com moldura de cantaria, tendo a do 1º piso gradeamento de ferro, e a do 2º, sobreposta, mais pequena com vidraças de portadas. No INTERIOR, pavimento em tabuado e tecto apainelado, com decoração em gesso no painel central, remates em friso pintado com elementos vegetalistas, friso denteado em trompl'oeil e cornija saliente em gesso. Coro-alto de madeira e no sub-coro, do lado direito, pia de água benta talhada em cantaria da região. No lado da Epístola, porta de acesso à sacristia. Retábulo de estrutura simples, pintado a branco e relevos em dourado, enquadrando tela com a Sagrada Família e o anjo.

Acessos

Funchal, São Martinho, Caminho velho da Ajuda; Rua Velha Ajuda

Protecção

Categoria: VCL - Valor Cultural Local, Resolução do Presidente do Governo Regional n.º 463/94, JORAM, 1.ª série, n.º 56 de 09 junho 1994

Enquadramento

Urbano, integrado em zona habitacional, junto à estrada municipal, precedido de adro murado com gradeamento e porta de ferro, com bancos corridos à volta e chão empedrado a calhau rolado, com desenhos geométricos de circunferências secantes, tendo à frente da porta da capela uma cartela de pedrinhas brancas onde se lê "1902".

Descrição Complementar

A porta de acesso à sacristia é ladeada por lampadário de prata lavrada e um quadro a óleo representando a Virgem com o Menino; no lado do Evangelho quadro a óleo de maiores dimensões, representando a Virgem. Ladeia-o, do lado do Evangelho a imagem de Nossa Senhora da Conceição e um crucifixo com Cristo em marfim, Indo-Português, do séc. 17, e do lado da Epístola a imagem do Sagrado Coração de Jesus, ambos encimados por 2 espelhos redondos com 2 lumes rematados por uma ave esvoaçante. Na sacristia, um oratório com a imagem de Nossa Senhora da Ajuda, outras imagens e variadas alfaias sacras em armário vitrine, um armário de portas almofadas tipo séc. 17.

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16 / 18 / 19 / 20

Arquitecto / Construtor / Autor

MESTRE: Diogo de Freitas (1794). PINTOR: Nicolau Ferreira Duarte (1794). RERSTAURADOR: António Aragão Mendes Correia (1979).

Cronologia

1544, 24 Agosto - Instituída e edificada por António Favila, 2º filho de Fernão Favila, e sua mulher Maria Favila; morrendo Maria Vasconcelos, manda enterrar-se no Mosteiro de São Francisco e mais tarde as ossadas são transladadas para a Capela dos Piornais (in ARM, PRQ, Lv. 67, fl. 52); 1545, 10 Outubro - morre António Favila e já se manda enterrar na sua capela (in ARM, PRQ, Lv. 67, fl. 64vº); 1791 - interdita ao culto devido ao mau estado em que se encontrava e por falta de paramentos necessários ao culto; 1794, 10 Outubro - nome de Diogo de Freitas no "rol dos gastos" que a esta data restaurou a capela; 3 Novembro - súplica do pintor Nicolau Ferreira Duarte para que lhe fosse pago 35 mil réis da pintura em tela e do douramento nas obras da capela já completas; 1876 - restauro da capela; 1916 - novamente interdita por falta de condições no exercício do culto; 1970 - novo restauro, tendo os trabalhos sido supervisionados pelo Dr. António Aragão Mendes Correia, que procedeu ao restauro dos óleos.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Basalto, cantaria da região de cor e cinzenta, madeira, cobertura de telha romana, sino de bronze.

Bibliografia

Índices dos Processos de Tomada de Contas de Capelas do Juízo dos Resíduos e Capelas , ARM, PRQ, Lv. 67, fl. 52 e 64vº; SILVA, Fernando Augusto da, Subsídios para a História da Diocese do Funchal, 1425 - 1800, vol. 1.

Documentação Gráfica

DRAC

Documentação Fotográfica

DRAC; IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

DRAC; ARM

Intervenção Realizada

Proprietário: 1876 - Obras de beneficiação; 1970 - obras de beneficiação e restauro dos quadros a óleo; 2000 - obras de conservação.

Observações

Autor e Data

Teresa Brazão 2000

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login