Pelourinho de Vila Franca de Lampaças / Pelourinho de Vila Franca

IPA.00000775
Portugal, Bragança, Bragança, Sendas
 
Arquitectura político-administrativa e judicial, trecentista. Pelourinho de pinha cónica, com soco quadrangular de três degraus e fuste cilíndrico. Pela sua forma pode inscrever-se num conjunto de pelourinhos semelhantes, como é o caso dos pelourinhos de Gostei, Sanceriz, Nozelos e Frieira. O pelourinho parece assentar numa mó, estando inserido no seu olhal.
Número IPA Antigo: PT010402460014
 
Registo visualizado 106 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Judicial  Pelourinho  Jurisdição senhorial  Tipo pinha

Descrição

Estrutura em cantaria de granito, composta por soco quadrangular de dois degraus, onde assenta base também quadrangular com encaixe para o fuste, cilíndrico rematado por um elemento tronco-cónico.

Acessos

Lugar do Pelourinho. WGS84 (graus decimais) lat.: 41,602558; long.: -6,836692 (à freguesia)

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 23 122, DG, 1.ª série, n.º 231 de 11 outubro 1933

Enquadramento

Urbano. Localiza-se num largo lamacento, com embasamento para compensar acentuado declive e tendo encostado um pequeno fontanário. As habitações que rodeiam o pelourinho a alguma distância são de xisto, sendo algumas delas rebocadas.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Judicial: pelourinho

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Autarquia local, Artº 3º, Dec. nº 23 122, 11 Outubro 1933

Época Construção

Séc. 14 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1286, 09 Dezembro - Foral outorgado por D. Dinis; séc. 14 - provável construção do pelourinho; 1758, 05 Abril - segundo o padre Alexandre Álvares da Cruz nas memórias Paroquiais, a freguesia era da Casa de Bragança e comarca da mesma cidade; tinha 40 vizinhos e 127 pessoas; tinha juiz ordinário, câmara, posto pela Casa de Bragança, e nela se processavam todas as causas, só seguindo por apelação para a ouvidoria da cidade de Bragança.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo.

Materiais

Estrutura em cantaria de granito.

Bibliografia

CAPELA, José Viriato, BORRALHEIRO, Rogério, MATOS, Henrique, As Freguesias do Distrito de Bragança nas Memórias Paroquiais de 1758. Memórias, História e Património, Braga, 2007; MAGALHÃES, F. Perfeito de, Pelourinhos Portugueses, Lisboa, 1991; MALAFAIA, E.B. de Ataíde, Pelourinhos Portugueses - tentâmen de inventário geral, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1997; Pelourinhos, Lisboa, 1935; Pelourinhos do Distrito de Bragança, Bragança, 1982.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Ernesto Jana 1993

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login