Edifício na Avenida António Augusto Aguiar, n.º 173

IPA.00007749
Portugal, Lisboa, Lisboa, Avenidas Novas
 
Edifício residencial multifamiliar e comercial com azulejos no átrio e marquise "Art Déco" (Fernandes, p. 59). Edifício urbano ao estilo "Art-Déco" tão característico do estilo adoptado em muitos outros edifícios do mesmo arquitecto. Os rostos humanos aplicados como decoração repetem-se em outros projectos (v. PT031106500555 e PT031106230474)
Número IPA Antigo: PT031106500556
 
Registo visualizado 164 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial multifamiliar  Edifício  Edifício residencial e comercial  

Descrição

Planta rectangular, de volumetria paralelepipédica com cobertura em terraço. Fachada principal a E. com 5 pisos revestidos a reboco pintado sendo o 1º comercial tendo a S. porta rectangular de ferro forjado ao estilo "art-déco", ao centro janela de peito e a N. porta rectangular de acesso ao estabelecimento comercial. A percorrer o piso, embasamento de pedra lisa com friso a imitar pedra rústica. Fachada dividida em 3 panos sendo os laterais idênticos com pano central ligeiramente recuado em relação aos laterais. Ao nível do 2º piso, janela de peito rectangular com duplo parapeito que serve também o 1º piso. Nos restantes pisos, janelas de sacada tripartidas com varandas de pedra facetada decoradas com baixos-relevos vegetalistas. A rematar platibanda sobre dupla cornija lisa. Panos laterais com 1 janela de peito rectangular de menores dimensões por piso tendo como separadores quadrados de pedra decorados com disco de centro elevado rodeado por coroa de louros. A rematar o 5º piso, rosto humano enquadrado por decoração vegetalista em pedra. Fachada N: cega. Fachada posterior: escadas de serviço em pedra ao centro e marquises de vidro rectangulares a servir os dois lados da fachada ao longo dos 5 pisos. INTERIOR: vestíbulo rectangular decorado com paineis de azulejo laterais. Ao fundo, ecadaria que dá acesso a elevador circundado por escadas. Dois fogos por piso.

Acessos

Avenida António Augusto Aguiar, n.º 173

Protecção

Incluído na Zona Especial de Proteção do Edifício-Sede e Parque da Fundação Caloustre Gulbenkian (v. IPA.00006995 e IPA.00007810)

Enquadramento

Urbano, adossado. Ocupa uma frente de quarteirão que se estende do nº 171 ao 175. Na proximidade, Fundação Calouste Gulbenkian (v. PT0301106230480) e Embaixada de Espanha (v. PT031106500564).

Descrição Complementar

Nada a assinalar

Utilização Inicial

Residencial: edifício residencial e comercial

Utilização Actual

Residencial: edifício residencial e comercial

Propriedade

Privada

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Manuel Joaquim Norte Júnior (1933); ENGENHEIRO: Arthur Pinto d'Oliveira; Filipe de Macedo (alterações no 2º piso).

Cronologia

1933 - ano da construção, conforme projecto de Manuel Joaquim Norte Júnior (1878-1962); o proprietário é António Alves; 1941 - torna-se proprietário Artur Gomes de Carvalho; 1961 - herda o edifício Maria José de Carvalho.

Dados Técnicos

Estrutura autoportante.

Materiais

Alvenaria de tijolo, betão armado, madeira, azulejo, vidro e ferro.

Bibliografia

A.A.V.V.Guia Urbanístico de Lisboa, Lisboa, AAP, 1987; ARAÚJO, Norberto, Peregrinações de Lisboa, Lisboa, 1993; ; FERNANDES, José Manuel, Lisboa Arquitectura e Património, Livros Horizonte, Lisboa,1988; FERNANDES, José Manuel, Arquitectura modernista em Lisboa, 1925-40, CML, 1991; FERNANDES, José Manuel, A Arquitectura Modernista em Portugal (1890-1940), Lisboa, Gradiva, 1993; FERNANDES, José Manuel , Lisboa em Obra(s), Lisboa, 1997; MOITA, Irisalva (coord.), O Livro de Lisboa, Lisboa, 1994; MONTEZ, Paulino, O Prémio Valmor e a evolução da arquitectura, ANBA; 1994; PAIXÃO, Maria da Conceição, Norte Júnior Obra Arquitectónica, (tese de mestrado, texto policopiado), Lisboa, 1989; PEDREIRINHO, José Manuel, Dicionário dos Arquitectos Activos em Portugal do Séc.I à Actualidade, Porto, Afrontamento, 1994; PEDREIRINHO, José Manuel, História do Prémio Valmor, Publicações D. Quixote, 1988; SANTANA Francisco e LUCENA Eduardo, (Dir.), Dicionário da História de Lisboa, Lisboa, 1994; SILVA, Raquel Henriques da, As Avenidas Novas de Lisboa 1900-1930; SILVA, Raquel Henriques da, "Armazéns Abel Pereira da Fonseca" in Arquitectura do Século XX, Franckfurt; Lisboa 1900. As Avenidas Novas e o Arquitecto Norte Jr. Colóquio/Artes 73, Junho de 87; TOSTÕES, Ana"Arquitectura Portuguesa do Séc.XX", in História da Arte Portuguesa,(Dir.Paulo Pereira), vol.III, Lisboa, 1995.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

CML: Processo de obra nº46982

Intervenção Realizada

PROPRIETÁRIO: 1939 - alteração nas instalações sanitárias; 1941 - obras gerais de reparação; 1951 - limpeza do edifício; 1961 - alteração no interior do 2º piso; 1965 - obras de conservação; 1982 - colocação do Snack-Bar 1001 no 1º piso; 1996 - obras coercivas da CML.

Observações

EM ESTUDO

Autor e Data

Luísa Castro-Caldas 2005

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login