Casa de Vale de Flores / Casa de Infias

IPA.00000767
Portugal, Braga, Braga, Braga (São Vicente)
 
Casa nobre de planta em U, fechado e integrando capela numa das alas laterais. Possui reminiscências renascentistas nas esferas utilizadas na ornamentação do muro, no entanto, detecta-se já a presença de alguns elementos decorativos barrocos, como o frontão quebrado do portão ou a voluta no arranque do corrimão da escada. A regularidade da planta, o carácter e a sobriedade das fachadas, a grande dignidade aliada a extrema simplicidade, fazem desta casa uma das mais importantes e características do século 17.
Número IPA Antigo: PT010303490030
 
Registo visualizado 635 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial senhorial  Casa nobre  Casa nobre  Tipo planta em U

Descrição

Planta em U, regular e simétrica, fechada a poente por muro mais baixo. Volumes articulados com coberturas em telhados de 2 águas. A fachada principal, virada a O., apresenta três panos, formada por dois corpos laterais e muro de ligação, sendo este coroado por pirâmides rematadas de esferas, rasgando-se ao centro o portão com frontão interrompido a circunscrever pedra de armas. Os corpos laterais têm pilastras nos cunhais e são rematados em empena. No corpo S., a capela de planta rectangular, regular, de nave única, com portal de verga recta e frontão triangular, duas janelas também de frontão triangular, óculo oval, pedra com inscrição e brasão. O corpo N. tem porta simples no 1º e duas janelas de sacada e frontão triangular no 2º sobrepujados por pedra de armas. As fachadas desenvolvidas em torno do pátio interior, quadrangular, têm fenestração regular, com janelas de sacada e cornija superior no 2º piso; ao centro, acesso ao andar nobre por escadaria exterior, de dois lanços opostos sobre um vão de passagem em túnel.

Acessos

Largo de Infias

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 129/77, DR, 1ª Série, nº 226 de 29 de setembro 1977

Enquadramento

Urbano. Situa-se num largo, defronte do edifício do Liceu Sá de Miranda, antigo colégio dos Padres da Congregação do Espírito Santo.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa nobre

Utilização Actual

Residencial: casa

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Época Construção

Séc. 17

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1687 - Data na inscrição aposta à fachada da capela: "Desta Capela de Nossa Senhora do Pilar HE PA Droeyro Ioao Borges PE Reyra Pacheco Fidalgo da Caza de SVA Magestade Cavaleyro professor da Orde(m) de Christo 1687"; 1969 - era seu proprietário Nuno Augusto Alcoforado de Faria Roby.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes.

Materiais

Embasamentos de granito aparelhado, paramentos de alvenaria; pavimentos de lajedo de cantaria; coberturas em telha sobre vigamento de madeira de castanho; molduras de portas e janelas em granito; revestimentos em reboco.

Bibliografia

AZEVEDO, Carlos, Solares Portugueses, Lisboa, 1988.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

DGEMN: DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

O fundador da casa, João Borges Pereira Pacheco, encontra-se sepultado no interior da capela.

Autor e Data

Isabel Sereno / Miguel Leão 1994

Actualização

Filomena Bandeira 1996
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login