Igreja Paroquial de Vila Alva / Igreja de Nossa Senhora da Visitação

IPA.00000740
Portugal, Beja, Cuba, Vila Alva
 
Igreja paroquial gótica e maneirista, de proporções médias de carácter popular, fachada de empena triangular com enrolamentos no remate, torreão cilíndrico com coruchéu cónico, contrafortes de volumes cilíndricos e paralelipipédicos, interior com abóbada de berço marcado por arcos formeiros. A abóbada de berço quebrado e os contrafortes cilíndricos aproximam-na de modelos da arquitectura vernacular tardo-gótica alentejana. Pelas proporções e volumes da fachada e torreão aproxima-se da vizinha Igreja Paroquial de Vila Ruiva (v. PT0402307040004), esta com portais góticos. A abóbada da nave mostra sinais de campanhas de obras diferentes, deixando ver um arranque de abóbada mais baixa do que a actualmente existente, a seguir ao arco triunfal, tal como este revestido a azulejo seiscentista; a abóbada mostra ainda secções diferentes, com arestas em arco redondo na metade a seguir ao arco triunfal e arestas em arco levemente quebrado no resto da nave. A diferente modinatura dos contrafortes do alçado S. poderá testemunhar essas alterações.
Número IPA Antigo: PT040207030003
 
Registo visualizado 263 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal, composta pela justaposição dos rectângulos da nave (22,80 x 6,60 m.) e capela-mor (2,30 x 6,60 m.), a que se adossam a sacristia e anexos a N.. Volumes articulados, com telhado de 2 águas sobre o corpo da igreja, de 1 água sobre os anexos. Fachada principal virada a O., com empena triangular com remate de enrolamentos centrado por acrotério com cruz, flanqueada por torreão cilíndrico com coruchéu cónico, a N., contraforte cilíndrico de remate esférico, a S.; portal de vão rectangular moldurado e arquitravado, encimado por janela de verga segmentar no eixo central da fachada; fachada S. marcada por contrafortes de plantas diferenciadas, paralelepipédicos e semi-circulares, de volumes escalonados, com remate esférico; na fachada N. 3 arcos cegos rebaixados em ressalto, seguidos por outro conduzindo à porta da sacristia. No interior a nave única iluminada apenas pela porta e vão sobreposto, é coberta por abóbada de berço, de tramos marcados por arcos formeiros estribados em cornija envolvente; abóbada da capela-mor de berço redondo. Púlpito em mármore, de caixa quadrada e balaústres, do lado N; pia baptismal e pia de água benta com reminiscências manuelinas.

Acessos

Praça da República

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 28/82, DR, 1.ª série, n.º 47 de 26 fevereiro 1982 *1

Enquadramento

Urbano, meia encosta. Inserida num adro ajardinado elevado em relação à rua, com a qual comunica por escadaria; ábside e dependências anexas integradas no casario. Integração em conjunto harmónico, com raros elementos destoantes.

Descrição Complementar

4 altares laterais, 2 de cada lado, dedicados ao Santíssimo Nome de Jesus, a Nossa Senhora do Rosário e a Nossa Senhora das Neves com retábulos de talha dourada rococó; retábulo em talha polícroma barroca no altar-mor; revestimento azulejar em padronagem seiscentista polícroma nas paredes e abóbada da capela-mor, arco triunfal, início da nave e arco de um dos altares laterais; frontais de altar em azulejo de padronagem também siscentista; frontal de um dos altares laterais S. de tipo aves e ramagens. Na parede da nave expõe-se a tela da boca da tribuna do altar-mor, representando a Visitação, de inícios do séc. 18.

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Beja)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 15 / 18 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 15, finais - data provável de construção, possivelmente sobre templo anterior (já que a igreja é referida em documentação medieval); séc. 17 - revestimento azulejar; séc. 18 - restauro da fachada; construção do púlpito e dos retábulos em talha dourada; 1969 - danos causados pelo sismo.

Dados Técnicos

Estrutura mista

Materiais

Alvenaria de pedra e tijolo rebocada e caiada, cantaria, telha cerâmica, tijoleira, madeira, vidro.

Bibliografia

BORGES, Emília Salvado, O Concelho de Cuba - Subsídios para o seu Inventário Artístico, Cuba, 1981; VIANA, Abel, Pelo Baixo Alentejo in Arquivo de Beja, Vol. III, Beja, 1946; SIMÕES, J. Santos, Azulejaria em Portugal, Vol. I e II, Lisboa, 1971; SERRÃO, Vítor e outros, A Pintura dos séculos XVI a XVIII no Concelho de Cuba, Cuba, 1992; ESPANCA, Túlio, Inventário Artístico de Portugal, Distrito de Beja, Lisboa, 1993.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

DGEMN: 1969 - Reparação dos estragos causados pelo sismo; 1980 - reparação da cobertura; assentamento de portas.

Observações

*1 - DOF ...incluindo o retábulo em talha e os azulejos tipo tapete que revestem o seu interior.

Autor e Data

Isabel Mendonça 1993

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login