Pelourinho de Frieira / Cruzeiro de Frieira

IPA.00000713
Portugal, Bragança, Bragança, Macedo do Mato
 
Arquitectura político-administrativa e judicial, medieval Pelourinho de pinha cónica, com soco quadrangular de dois degraus e fuste cilíndrico, com capitel de onde saem quatro braços crucíferos, com remate tronco-cónico. Pela sua forma e apesar de se desconhecer quais os fragmentos originais, pode inscrever-se num conjunto de pelourinhos semelhantes, como é o caso dos pelourinhos de Bemposta, Mogadouro e Azinhoso.
Número IPA Antigo: PT010402210008
 
Registo visualizado 95 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Judicial  Pelourinho  Jurisdição régia  Tipo pinha

Descrição

Estrutura em cantaria de granito, composto por alta embasamento em alvenaria mista de xisto e granito, com soco quadrangular de dois degraus, encimado por base quadrada, encimado por fuste cilíndrico, com capitel de onde saem quatro braços em forma de cruz grega, encimados por uma pirâmide cónica truncada *1.

Acessos

Rua do Cruzeiro

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 23 122, DG, 1.ª série, n.º 231 de 11 outubro 1933

Enquadramento

Urbano. Toda a zona envolvente apresenta indícios de degradação com as habitações em mau estado.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Judicial: pelourinho

Utilização Actual

Religiosa: cruzeiro

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Autarquia local, Artº 3º, Dec. nº 23 122, 11 Outubro 1933

Época Construção

Séc. 13 / 14

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 13 / 14 - construção; 1706 - pertence à Comarca de Miranda e é do rei, tendo 120 vizinhos; 1758, 18 Março - segundo o cura Pascoal Alvarez da Cruz nas Memórias Paroquiais, a freguesia pertencia à comarca de Miranda, tinha cerca de 20 vizinhos e 90 pessoas; no dia de São João Baptista fazia-se feira, aonde acudiam os moradores da Província, sem pagarem nela coisa alguma, apenas os direitos na Alfândega da cidade de Bragança, que a ela assistia.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo.

Materiais

Estrutura em cantaria de granito; embasamento de xisto.

Bibliografia

CAPELA, José Viriato, BORRALHEIRO, Rogério, MATOS, Henrique, As Freguesias do Distrito de Bragança nas Memórias Paroquiais de 1758. Memórias, História e Património, Braga, 2007; CHAVES, Luís, Os Pelourinhos Portugueses, Gaia, 1930; COSTA, António Carvalho da (Padre), Corografia Portugueza. vol. I, Lisboa, Valentim da Costa Deslandes, 1706; MALAFAIA, E.B. de Ataíde, Pelourinhos Portugueses - tentâmen de inventário geral, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1997; Pelourinhos, Lisboa, 1935; Pelourinhos do Distrito de Bragança, Bragança, 1982.

Documentação Gráfica

DGEMN

Documentação Fotográfica

DGPC: DGEMN/DSID, SIPA

Documentação Administrativa

DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

DGEMN: 1987 - reparação geral.

Observações

*1 - dado não haver elementos sobre a reparação geral de 1987, devemos no entanto referir que o pedestal é de construção recente, bem como um dos elementos da base do pelourinho, a primeira das pedras que formam o fuste e ainda a cruz grega.

Autor e Data

Ernesto Jana 1993

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login