Fonte do Rosário

IPA.00006883
Portugal, Leiria, Peniche, Peniche
 
Arquitectura infraestrutural; fonte de mergulho.
Número IPA Antigo: PT031014010022
 
Registo visualizado 88 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Hidráulica de elevação, extração e distribuição  Chafariz / Fonte  Chafariz / Fonte  Tipo mergulho

Descrição

Fonte constituída por um corredor simples de dois troços aberto entre dois altos muros de suportes de terras, tendo ao fundo, separado do corredor por um arco, um poço de pedra aberto num espaço de secção circular definido por uma parede cónica com uma abertura, à direita, de cerca de 1,25 metros de alto.

Acessos

Rua General Humberto Delgado

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Periurbano. Situa-se a norte da Península, desviada algumas dezenas de metros da estrada principal, entre os muros de pedra que separam e contornam as fazendas.

Descrição Complementar

Todo o perímetro do imóvel se encontra ao ar livre.

Utilização Inicial

Hidráulica: chafariz

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16 / 17

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 16 / 17 - construção da fonte para atender às necessidades da vila; 1717 - data gravada na pedra de fecho do arco de entrada, indicando possível restauro; 1807 / 1811 - utilização da fonte pelos franceses, aquando das invasões, para abastecimento das tropas; 1983 - restauro da fonte; colocação de 2 pilastrões de remate de muralha; 1996, 10 abril - despacho de abertura do processo de classificação do imóvel; 2009, 23 outubro - o processo de classificação caduca nos termos do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, n.º 206, publicado nesta data.

Dados Técnicos

Estrutura e paredes autoportantes

Materiais

Cantaria; aparelho rusticado

Bibliografia

CALADO, Mariano, Peniche na História e na Lenda, Peniche, 1984.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID; CMP

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

CMP: 1983 - restauro da fonte, colocação de 2 pilastras de remate da muralha.

Observações

A abertura de 1,25 metros de altura na parede que circunda o poço diz-se fazer a ligação da fonte, através de um extenso corredor subterrâneo, ao paiol e à própria fortaleza, o que tem provocado explorações de populares, parecendo, no entanto, não aprofundar mais do que 6 ou 7 metros no interior das terras. Pelo seu isolamento, pela forma da sua construção e pelo desconhecido que ocasiona o buraco talhado na parede do poço, cedo o povo começou por interpretá-la como construção mourisca (CALADO, 1984).

Autor e Data

Lurdes Perdigão 1999

Actualização

2010
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login