Casa do Doutor Peixinho / Fundação João Jacinto Magalhães

IPA.00000666
Portugal, Aveiro, Aveiro, União das freguesias de Glória e Vera Cruz
 
Casa unifamiliar Arte Nova. O interior ainda mantém decoração Arte Nova, tornando-se este edifício, assim como a casa Major Pessoa (v. PT020105120010 ), um dos últimos exemplares completos deste estilo em Aveiro.
Número IPA Antigo: PT020105060011
 
Registo visualizado 541 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial unifamiliar  Casa    

Descrição

Planta retangular, de massa simples e com cobertura em telhado de quatro águas com mansarda e água furtada. Edifício de três pisos (incluindo a mansarda), demarcado por 2 corpos distintos, o da esquerda com mansarda e revestido a azulejo de cor verde, o da direita rematado por água furtada e revestido a granito. A cave, pronunciada em relação ao nível do passeio, é formada por 2 arcos torsos e revestida com soco de pedra. No rés-do-chão, as janelas de peito com varandim em ferro com motivos estilizados, formam um arco abatido com uma moldura de granito decorada com flores em cantaria e uma coluna adossada entre elas. No corpo da direita revestido a cantaria, porta com bandeira e moldura em consonância com o das janelas. O primeiro andar, com dupla sacada, possui guarda em ferro estilizados. O apoio da varanda é conseguido por 3 mísulas com flores esculpidas e a moldura da varanda é igual ao do rés-do-chão, bem como a da janela ao lado. Do lado esquerdo do edifício, pequeno portão em ferro, com rosáceas e encimado por um arco abatido em granito. No INTERIOR, a grande qualidade ao nível da serralharia e cantaria. Escada com elegante corrimão em madeira. No primeiro andar, as salas evidenciam um ambiente de certa simplicidade, salientando-se a riqueza da sala de jantar, guarnecida de alto rodapé ou espaldar em madeira, onde se embutiram azulejos arte nova avulsos, de diferentes tamanhos e tonalidades, que sugerem cachos de uvas e outras estilizações relevadas de um belo efeito cromático. O tecto, em estuque, é sobretudo de notar pelos vazados que se repetem e surtem agradável conjunto. Ainda subsistem algumas peças de mobiliário da sala. Ao nível do primeiro andar, realce para o salão nobre, com excelente friso e tecto, em estuque, de jarros e outros temas florais, bem como a sala de reuniões onde a temática é predominantemente de grinaldas, também em estuque. Outras salas, apresentam temáticas diferentes. De entre a variedade de azulejo, para além da flor-de-lis estampilhada e muito comum na produção aveirense, há ainda a salientar, da época e do estilo, uma boa composição do Farol da Barra e ainda uma outra repetindo tema de cegonhas. Existência de vitrais diversos e biombos com jogos de cor. Instalações sanitárias remodeladas, subsistindo ainda quatro ou cinco peças de louça sanitária da época, timbrada com as publicidades da proveniência, Illuminadora - Porto ou outras, também do Porto».

Acessos

Aveiro, Rua. José Rabumba, n.º 56. WGS84 (graus decimais) lat.: 40.640206, long.: -8.655522

Protecção

Em vias de classificação (Homologado como IM - Interesse Municipal, Despacho de 05 junho 1996, do Ministro da Cultura)

Enquadramento

Urbano, destacado, próximo do canal da Ria de Aveiro e dos edifícios de relevo arquitectónico junto ao canal da Ria: casas das ruas João Barbosa de Magalhães e João Mendonça.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa

Utilização Actual

Política e administrativa: sede de fundação

Propriedade

Privada: fundação

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITETO: Francisco Augusto Silva Rocha; Construtor: Francisco Duarte

Cronologia

1906 - 1911 - construção do edifício; 1999, 10 fevereiro - elaboração da Carta de Risco do imóvel pela DGEMN.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes

Materiais

Calcário (elementos decorativos exteriores), granito (revestimento do corpo direito), azulejo (revestimento da fachada), xisto (mansarda), ferro fundido (varandim, gradeamentos e guarda)

Bibliografia

NEVES, Amaro, A «Arte Nova» em Aveiro e seu Distrito, Câmara Municipal de Aveiro, Aveiro, 1998, p. 63 e 64; Aveiro - Cidade Arte Nova (Guia e Cd-ROM), Câmara municipal de Aveiro, 1999.

Documentação Gráfica

Fundação Jacinto de Magalhães

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID, Carta de Risco; CMA: Arquivo Fotográfico, Gabinete de Património

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID, Carta de Risco; IPPAR, DRC; Fundação Jacinto Magalhães

Intervenção Realizada

FJJM: 1992 - obras de recuperação e conservação.

Observações

Autor e Data

Luísa Falcão 1999

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login