Casa dos Werneck

IPA.00006577
Portugal, Viana do Castelo, Viana do Castelo, União das freguesias de Viana do Castelo (Santa Maria Maior e Monserrate) e Meadela
 
Casa nobre revivalista, em estilo neogótico, de planta quadrangular, fachada principal de 2 pisos, ritmada por pilastras e fenestração regular, com salas interiores do andar nobre decoradas com pinturas de sabor romântico, de temática fitomórfica, paisagística e alguns bustos. Palacete com frontispício de inspiração neogótica, ainda que com um tipo de decoração vegetalista nos emolduramentos das janelas de sacada, de arco quebrado, contrariando essa tendência; possui 2 pisos coroados por platibanda decorada e sobrepujada por pedra de armas, encobrindo a cobertura. Destaque para a decoração dos caixilhos e verga da bandeira nas janelas de sacada. Interior com paredes e tectos pintados, de sabor romântico, destacando-se na sala de visitas o único retrato conhecido do pintor, devidamente identificado. Portão em estilo rococó, coroado por escudo nacional.
Número IPA Antigo: PT011609310042
 
Registo visualizado 504 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial senhorial  Casa nobre    

Descrição

Planta quadrangular com cobertura em telhado de 4 águas, com duas mansardas viradas a E.. Frontispício virado a S., de 2 pisos, ritmado por pilastras que criam 3 panos. Tem no 1º piso, no pano central, duas portas de arco pleno, de arquivolta decorada, ladeando uma janela de guilhotina, e em cada pano lateral 2 janelas de guilhotina enquadradas superior e inferiormente por molduras de cantaria. No 2º piso rasgam-se 7 janelas de sacada, em arco quebrado com decorações fitomórficas na arquivolta e elementos naturalistas sobre a imposta e no ângulo do arco; abrem para varandas de ferro forjado de arcos plenos mainelados. A fachada é encimada por cornija e platibanda lisa, coroada por pedra de armas envolvida por motivos fitomórficos e volutas, e 4 vasos de cantaria no alinhamento das pilastras. Na fachada lateral E. existem, no 1º piso, 5 janelas de arco quebrado. A fachada posterior apresenta 3 pisos, o 1º com 2 portas de verga recta; o 2º e 3º piso apresentam 6 janelas cada, colocadas de forma regular, sendo apenas uma de sacada e as outras de guilhotina. Do lado O. do edifício existe um pequeno pátio que abre para a rua e para o jardim e é limitado a O. por um edifício anexo de planta rectangular com 3 pisos; adossado ao muro, pequeno fontanário com tanque semicircular e espaldar decorado com motivo concheado e mascarão central. No INTERIOR, átrio lajeado e lambril de cantaria, tendo lateralmente porta de arco pleno e bandeira conduzindo a escadaria, de acesso ao andar nobre, com embasamento pintado imitando cantaria e iluminada por lanternim. O 2º piso apresenta um corredor central ao longo do qual se desenvolvem as diversas divisões, acedidas por portas de verga recta e bandeira superior em arco quebrado. As salas apresentam paredes e tectos pintados com motivos florais e fitomórficos, possuindo no tecto da de visitas 4 cartelas com paisagens e, ao centro, em medalhões, retratos, um auto-retrato do pintor, João Baptista do Rio, natural de Viana, e outros três de actores célebres na época: Emília das Neves, Taborda e Noronha. Oratório com paredes e tectos pintados, mas mais simples, e nicho de madeira entalhada.

Acessos

Santa Maria Maior, Rua da Carreira, nº 10. VWGS84 (graus decimais) lat.: 41,694885; long.: -8,830233

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Portaria n.º 443/2006, DR, 2.ª série, n.º 49 de 09 março 2006 / Incluído na Zona Especial de Protecção do Palácio dos Viscondes da Carreira (v. PT01160931004)

Enquadramento

Urbano, isolado. Situa-se na R. da Carreira, no cruzamento com a R. Cândido dos Reis, em frente do Palácio dos Viscondes da Carreira (v. PT01160931004). Nas traseiras do imóvel desenvolve-se um jardim, que confina com o largo da estação do caminho de ferro, possuindo fonte central de tanque quadrilobado.

Descrição Complementar

O acesso ao pátio, situado a O. do edifício principal, faz-se por um portal de arco em asa de cesto. Do lado E. da fachada existe um portão de verga curva, enquadrado por pilastras e pináculos e coroado por um escudo nacional com coroa. Este portão, designado como Portão do Passamano, embora não fazendo parte da casa, forma com ela um conjunto harmonioso.

Utilização Inicial

Residencial: casa nobre

Utilização Actual

Residencial: casa

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 19

Arquitecto / Construtor / Autor

PINTOR: João Baptista Rio.

Cronologia

c. 1840 - mandado construir por Gaspar da Rocha Pais de Barros Cação Faria Alpuim do Rego Castro; c. 1880 - pintura dos tectos por João Baptista do Rio; em data posterior sua filha, D. Beatriz da Rocha Paes Werneck de Barros Cação, vende a casa ao Dr. João Vieira de Araújo; 1876 - encerramento do caminho público entre a actual R. Cândido dos Reis e Santa Luzia, pela construção do caminho-de-ferro; 1923 - colocação do Portal barroco do Passamano, proveniente do antigo Recolhimento das Ursulinas, adossado à casa, no acesso ao caminho; 2006, Agosto - inauguração da passagem pedonal sob o portal do Passamano.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes.

Materiais

Alvenaria de granito rebocada, madeiras, ferro forjado nas varandas e janelas, cobertura em telha, pavimentos em lajeado de granito e madeira.

Bibliografia

ALPUIM, Maria Augusta, VASCONCELOS, Maria Emília, Casas de Viana Antiga, Centro de Estudos Regionais, Viana do Castelo, 1983; FERNANDES, Francisco Carneiro, Viana Monumental e Artística, Viana do Castelo; CALDAS, João Vieira e GOMES, Paulo Varela, Viana do Castelo, 1990; Passamano abre ao público 130 anos depois, in Jornal de Notícias - Minho, 29 Agosto 2006.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IPPAR: Proc. nº 89/3(114)

Intervenção Realizada

CMVC: 2005 / 2006 - construção de condutos autónomas de águas residuais e pluviais; instalação de vias para telecomunicações e electricidade; lajeamento do pavimento e execução de uma berma ajardinada.

Observações

*1 - O Portal do Passamano, datado da 2ª metade do séc. 18, encontrava-se no recolhimento das Ursulinas tendo para aqui sido trasladado em 1923. *2 - A família Werneck é originária da Baviera, tendo vindo para Viana no séc. 17. *3 - Nos salões do palacete eram efectuados frequentes concertos, tendo aqui pernoitado Guilhermina Suggia em 1945.

Autor e Data

Paulo Amaral e Miguel Rodrigues 1999

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login