Igreja Paroquial de Santa Maria de Odemira / Igreja de Santa Maria

IPA.00006434
Portugal, Beja, Odemira, São Salvador e Santa Maria
 
Arquitectura religiosa, maneirista. Igreja paroquial. A planta, a tipologia, o recurso a pilastras e contrafortes documentam uma construção do período maneirista com o despojamento próprio das igrejas conventuais franciscanas do Baixo Alentejo.
Número IPA Antigo: PT040211050005
 
Registo visualizado 336 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal, escalonada, composta por nave e capela-mor, mais estreita, tendo adossados, do lado direito, a torre sineira, de planta quadrangular, o baptistério, as dependências anexas e sacristia. Volumes articulados com coberturas diferenciadas em telhado de duas águas na capela-mor, na nave, mais baixa, na sacristia, ainda mais baixa, de uma só água nas dependências anexas e em cúpula bolbosa na torre sineira. Fachada principal orientada a O., de um só pano delimitado por pilastras, empena triangular com cornija, encimada por cruz de ferro, e portal de verga curva guarnecido de cantaria, sobrepujado por janelão. Alçado N. de cinco panos, separados por contrafortes, sendo os da capela-mor de cantaria; porta de acesso no segundo pano. A igreja é iluminada, em ambos os alçados laterais, por janelões elevados acima da cornija. Interior de uma só nave, com coro alto com grade de madeira, tendo dois altares laterais com retábulos de talha dourada e policromada, encaixados em arcos abatidos apoiados em pilastras. Púlpito com caixa e baldaquino de madeira na parede do lado da Epístola. Cobertura com forro de madeira em três planos. Capela-mor separada da nave por degrau e arco triunfal ligeiramente ultrapassado assente em pilastras de cantaria; retábulo-mor de talha dourada e policromada; cobertura em abóbada de berço arrancando de cornija.

Acessos

Rua de Serpa Pinto, Largo de Santa Maria

Protecção

Incluído no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

Enquadramento

Urbano. Com construções adossadas. Antecedido por escadaria de quatro degraus e abrindo para um pequeno largo.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Beja)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16 / 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 16 - construção da antiga igreja do convento franciscano de Santo António, pertencente à Província dos Algarves; séc. 18, finais - execução dos retábulos e púlpito; séc. 19, depois de 1835 - obras de adaptação a igreja paroquial de Santa Maria; 1885 - edificação campanário; 1891 - modificação do baptistério; 1981, 22 junho - Proposta de classificação pelo IPPC; 1990 - construção do coro alto; 2000, 25 agosto - incluído no no PDM de Odemira, Resolução nº. 114/2000, DR n.º 196; 2008, 28 outubro - Proposta de encerramento do procedimento de classificação pela DRCAlentejo, por não ter valor nacional; 2008, 28 novembro - Despacho de encerramento do procedimento de classificação pelo Diretor do IGESPAR.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes (nave); estrutura mista (capela-mor).

Materiais

Paredes de alvenaria de pedra e cal, rebocadas e caiadas, telhado com estrutura e forro em madeira, abóbada na capela-mor, contrafortes da capela-mor em cantaria, retábulos de talha.

Bibliografia

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Paróquia: 1990 - obras de recuperação.

Observações

Autor e Data

José Falcão e Ricardo Pereira 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login