Casa do Outeiro e Capela / Casa de São José do Outeiro de Paredes e Capela

IPA.00000643
Portugal, Aveiro, Estarreja, Avanca
 
Casa nobre barroca e rococó, com planta em L e de dois pisos, com capela barroca anexa. Retábulo de talha dourada e policromada em marmoreados, também da segunda metade do séc. 18.
Número IPA Antigo: PT020108010001
 
Registo visualizado 664 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial senhorial  Casa nobre  Casa nobre  Tipo planta em L

Descrição

Planta em L, constituída por dois rectângulos justapostos, encontrando-se a planta da capela ligeiramente avançada face à frontaria do solar. Volumes articulados e coberturas em telhados de 4 águas na casa e de duas na capela. Acesso por portal monumental arquitravado que emoldura o pátio fronteiro, ficando a capela num eixo exterior à zona habitacional. A fachada nobre de dois pisos, com escadaria central com patamar e guardas laterais e organização de vãos em dois registos - inferiormente, de cada lado da escadaria suportada por uma estrutura em arco, um portal rectangular e um janelão gradeado quadrangular, e superiormente, com a abertura de sete vãos com cimalhas abauladas organizadas simetricamente: janela de guilhotina rectangular com avental e frontão triangular interrompido com motivo concheado central, janela de guilhotina rectangular com avental e remate curvado de dupla-voluta e motivo concheado central circular e vão quadrangular com sacada assente em mísulas caneladas e remate superior contracurvado simples, para além do portal nobre que alinha frontão triangular interrompido. A fachada da igreja organiza-se em majestoso portal central de verga cortada em traçado mistilíneo e frontão interrompido com pequena fresta, dois janelões rectangulares laterais com aventais recortados e cimalhas angulares, ordem arquitectónica marcada nos cunhais, entablamento corrido, mas com curva central, e coroamento superior redundante com fogaréus laterais e cruz de hastes trevadas no topo. Face à fachada lateral simples que se prolonga no eixo da capela e com quem partilha de um único entablamento toscano que circunda todo o edifício com a ordem arquitectónica marcada nos cunhais, a capela apresenta uma única fresta lateral gradeada que ilumina o interior. Este tem paredes em estuque imitando marmoreados, coro-alto sobre a entrada assente em arco abatido, pia baptismal concheada, entablamentos laterais e tecto de caixotões de 4 por 6 fiadas; na parede fundeira retábulo de talha dourada e polícroma. Ao nível do pavimento duas sepulturas, uma delas com emblema heráldico.

Acessos

Rua Dr. Egas Moniz, n.º 83

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 28/82, DR, 1ª Série, nº 47, de 26 fevereiro 1982

Enquadramento

Urbano. Isolada no centro da vila, com entrada monumental para pátio murado e gradeamento lateral, em local de destaque junto a bifurcação de caminhos.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa nobre

Utilização Actual

Residencial: casa

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 19, inícios - concessão do Brasão dos Morgados do Outeiro; o Dr. Manuel Lourenço de Sá Pereira Melo Valente (falecido 1810) deve ter sido o responsável pelo início da edificação, obra prosseguida pelo sobrinho, João de Resende Valente de Sá Abreu Freire 1º Morgado do Outeiro; 1810 - A capela funerária privada ainda não tinha sido concluída, pois Melo Valente é sepultado na igreja matriz, contrariamente aos 2º e 3º Morgados.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes.

Materiais

Alvenaria com reboco, cantaria (capela, cunhais e molduras dos vãos), revestimentos de tijolo e madeira (pavimentos).

Bibliografia

GONÇALVES, Nogueira, Inventário Artístico de Portugal. Distrito de Aveiro, Vol. X, 1981, pp. 23 - 24; FREIRE, Maria Esmeralda, Património Artístico de Estarreja; CARDOSO, Carlos, Subsídios para uma monografia histórica e descritiva da freguesia de Avanca, Coimbra, 1961; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/74893 [consultado em 14 outubro 2016].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

DGEMN: DSID

Documentação Administrativa

DGEMN: DREMC

Intervenção Realizada

Os actuais proprietários realizam, periodicamente, reparos gerais no imóvel, sem alteração da estrutura primária. No entanto, a capela encontra-se abandonada e carece de restauros diversos.

Observações

*1 - A capela privativa tem como patrono São José. Os dois brasões que se forjam no portal da entrada pertencem aos Morgados do Outeiro e aos Baçar. Com o falecimento do Dr. José Maria Abreu Freire em 1935, dá-se a ruína da Casa do Outeiro e do Viscondado de Baçar, ao qual estavam ligados familiarmente. O seu espólio foi vendido em hasta pública.

Autor e Data

Margarida Alçada 1983 / Carlos Ruão 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login