Edifício e Igreja da Santa Casa da Misericórdia de Pernes

IPA.00006426
Portugal, Santarém, Santarém, Pernes
 
Igreja da Misericórdia maneirista, ladeada por Sala da Irmandade, com tribuna de comunicação entre a capela-mor e a zona hospitalar. Linguagem maneirista clássica erudita presente no remate da fachada principal, arco triunfal, guardas do púlpito, tribuna e cúpula da capela-mor; espacialidade adequada às determinações catequéticas postridentinas. Revestimento interior com azulejos de 2 padrões seiscentistas sobrepostos (P-604, B-21 e C-121 e P-999). Um painel de azulejos com a mesma figuração pode ver-se na Misericórdia da Pederneira de Leiria (v. PT03101102004).
Número IPA Antigo: PT031416140064
 
Registo visualizado 435 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Edifício de Confraria / Irmandade  Edifício, igreja e hospital  Misericórdia

Descrição

Planta longitudinal, composta. Massas articuladas com coberturas diferenciadas em telhado de 2 águas sobre a nave, em cúpula com lanternim sobre a capela-mor. Fachada principal orientada, delimitada por cunhais rusticados e encimada por frontão triangular com remate de volutas, centrado por painel polícromo seiscentista com a representação de Nossa Senhora da Misericórdia; no eixo da fachada portal com frontão recto e janela, ambos de vão rectangular; do lado direito da fachada o corpo mais baixo da Sala da Irmandade, assinalado por sineira. Na fachada lateral S. igualmente delimitada por cunhais, rasgada por 2 frestas, adossam-se 3 corpos de um piso, com pináculos nos cunhais, rasgados por janelas e portais quadrangulares. Interior. nave única com tecto em madeira de 3 planos, integralmente revestida de azulejos polícromos com 2 padrões sobrepostos; púlpito adossado na parede N., com guardas formadas por colunas jónicas, em cantaria; arco triunfal com frontão triangular em cantaria; capela-mor coberta por cúpula em caixotão de pedra, assente em tambor em madeira e trompas de ângulo, estas com pinturas em tela representando os 4 evangelistas; no alçado N. rasga-se uma tribuna de comunicação com o hospital, encimada por entablamento assente em pilastras toscanas caneladas, com guarda em madeira; na luneta sobre a tribuna e no lado oposto pinturas sobre tela. Pintura dourada de brutescos cobre a pedra da tribuna e do arco triunfal.

Acessos

Largo da Misericórdia

Protecção

Categoria: MIP - Monumento de Interesse Público / ZEP, Portaria n.º 257/2011, DR, 2.ª série, n.º 19 de 27 janeiro 2011

Enquadramento

Urbano, adossado, meia encosta. Implantada na malha urbana da povoação, no sopé do monte onde esta se desenvolveu, antecedida por zona ajardinada. Adossados à igreja, a N., S. e E., o antigo hospital da Misericórdia, hoje centro de saúde, além de anexos outrora pertencentes à mesma instituição, onde hoje funcionam estabelecimentos comerciais.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: edifício de confraria / irmandade

Utilização Actual

Religiosa: igreja de confraria / irmandade

Propriedade

Privada: Misericórdia

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16 / 17 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1587 - fundação da Santa Casa da Misericórdia de Pernes; séc. 16, meados - data provável de construção do templo; séc. 17 - obras de reconstrução, conforme data no arco triunfal e decoração decoração azulejar e pictórica; 1968 - exposição da Santa Casa da Misericórdia, reconhecendo a necessidade de remodelação do imóvel; 2002, 12 novembro - proposta de classificação pela CMSantarém; 2003, 07 maio - parecer do Conselho Consultivo do IPPAR a propor a abertura do processo; 08 julho - Despacho de abertura do processo de classificação pelo vice-presidente do IPPAR; 2006, 04 outubro - parecer do Conselho Consultivo do IGESPAR a propor a classificação como Imóvel de Interesse Público; 2007, 12 junho - proposta de fixação de Zona Especial de Proteção pela DRCLVTejo; 11 julho - parecer favorável do Conselho Consultivo do IGESPAR; 2009, 03 setembro - Despacho de homologação da classificação e fixação de Zona Especial de Proteção pelo Ministro da Cultura.

Dados Técnicos

Estruturas autoportantes

Materiais

Estrutura em alvenaria de pedra rebocada e caiada; cobertura em telha cerâmica; pavimento em pedra e tijoleira, azulejos em revestimentos parietais; caixilharias e portas em madeira.

Bibliografia

ALMEIDA, José António Ferreira de, Tesouros Artísticos de Portugal, Lisboa, 1967; BRAZ, José Campos, Santarém raízes e memórias - páginas da minha agenda, Santarém, Santa Casa da Misericórdia de Santarém, 2000; MENDES, Octávio da Silva Paes, Santarém Monumental. Roteiro, Santarém, 1988; SEQUEIRA, Gustavo de Matos, Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Santarém, vol. 5, Lisboa, 1949; SIMÕES, J. M. dos Santos, Azulejaria do séc. XVII, T. 2, Lisboa, 1971.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Isabel Mendonça 1997

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login