Igreja Paroquial de São Nicolau / Igreja de São Nicolau

IPA.00006406
Portugal, Santarém, Santarém, União de Freguesias da cidade de Santarém
 
Igreja paroquial manuelina, maneirista e barroca, de grandes dimensões, com fachada com torre sineira, interior de 3 naves separadas por arcos redondos sobre colunas, cabeceira tripartida, com capela-mor rodeada por 2 capelas colaterais mais baixas e menos profundas. Da igreja anterior restam 2 tramos cobertos por abóbada de cruzaria de ogivas, com fechos decorados, apoiadas em mísula com modinatura e decoração manuelinas. Espacialidade de igreja maneirista, de 3 naves à mesma altura, amplamente iluminadas por janelões e óculo, adaptada às determinações catequéticas postridentinas; campanha decorativa barroca exemplificada pelo oratório do exterior e pelos ornatos da fachada principal (janelas e frontões). A segunda torre sineira prevista no projecto de Álvares não chegou a ser construída; anteriormente à reforma maneirista a fachada principal do templo possuia um pórtico inserido em gablete, segundo um desenho de Baltazar Álvares. O túmulo de Fernão Rodrigues Redondo evidencia uma gramática decorativa característica do estilo Gótico, provávelmente de escultor lisboeta (SERRÃO, 1990); o de João Afonso do Manuelino
Número IPA Antigo: PT031416200033
 
Registo visualizado 558 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal, orientada, composta; volumes articulados com coberturas diferenciadas em telhado. Fachada principal de 5 panos separados por pilastras, inferiormente percorridos por rodapé, superiormente por cornija, rematada por pequeno frontão contracurvado ladeado por fogaréus sobre o pano central, por 2 pequenos frontões de volutas nos corpos intermédios, por torre sineira cupulada, con pináculos nos vértices e sineiras de verga redonda sobre o pano extremo N.; o pano central é rasgado por portal de verga recta e frontão triangular interrompido com pequeno nicho no tímpano e por óculo; nos panos laterais rasgam-se janelas rectangulares com molduras decoradas por volutas; fachada posterior com 4 panos de recorte sinuoso - no extremo do lado S. frontão contracurvado ladeado por urnas, seguindo-se a empena angular da capela-mor, um 3º pano de remate recto e a empena angular da capela de São Pedro; assinala-se no 1º pano um oratório saliente, envidraçado, ornado por volutas, florões e fogaréus, com a cruz no remate; guarda no seu interior a parte terminal de um cruzeiro manuelino assente em fragmento de coluna torsa. INTERIOR: 3 naves de 5 tramos separadas por arcos redondos sobre colunas toscanas, com cobertura em tecto de madeira de caixotão de 3 panos; coro-alto em madeira sobre guarda-vento; capelas laterais dos 2 lados das naves abrindo por arcos redondos sobre pilastras toscanas; cabeceira composta por capela-mor e 2 capelas colaterais com acesso por arcos idênticos, mais elevado o que dá acesso à capela-mor. Dos 2 lados da cabeceira a sacristia com abóbada de arestas e o salão paroquial com abóbada de berço. Abóbada de berço redondo cobrem as capelas colaterais e laterais, com caixotões pintados a capela-mor; os arcos e colunas conservam restos de pintura dourada de brutescos. Um silhar de padrão seiscentista polícromo cobre as paredes da nave; estuques polícromos, imitando mármores decoram as paredes das naves e capelas. Altares em madeira polícroma de recorte e ornatos rococó; a capela colateral do lado da Epístola é vedada por porta gradeada dourada. Na primeira capela lateral do lado S. abrindo para o subcoro, o túmulo manuelino de João Afonso de Santarém; do lado oposto a capela baptismal, com abóbada semiesférica. Do lado N. da nave existem ainda 2 tramos cobertos por abóbada de cruzaria de ogivas apoiada em mísulas, um deles parcialmente cortado pela construção de uma das capelas laterais, correspondentes às antigas capelas de Jorge Macedo Leite (com inscrição e brasão na parede) e de São Silvestre; do mesmo lado, junto à cabeceira, o acesso à vizinha capela de São Pedro, com abóbada de berço redondo em cuja sacristia se gurda o túmulo de Fernão Rodrigues Redondo. TÚMULO DE JOÃO AFONSO: arca rectangular com tampa piramidal com a face profusamemte decorada e aldrava estilizada em flor-de-lis; empenas coroadas por cogulhos; na face da arca, ao centro, o escudo ladeado por cartelas com caracteres góticos inscritos; arcossólio em arco canopial assente em colunelos torsos e rematado por cogulhos no intradorso e extradorso; sobre o cogulho central uma imagem de Cristo crucificado (cruz tipo de calatrava), ladeado pelas figuras, de madeira polícroma, de Nossa Senhora e de São João Evangelista; a conjunto é flanqueado por botaréus, delimitadados por finos colunelos torsos, rematados de pináculos e baldaquinos abrigando 2 esculturas de madeira polícroma figurando arautos. TÚMULO DE FERNÃO RODRIGUES REDONDO E DE SUA MULHER MARINHA AFONSO: arca rectangular assente em seis leões: um por banda ao centro, e os restantes nos cantos, na diagonal; frontal ornamentado com a tripla repetição do motivo do escudo com a cruz de calatrava inscrito numa moldura quadrangular; testeiras decoradas com o mesmo escudo; na tampa o jacente de Fernão Rodrigues Redondo: cabeça sobre almofadas duplas, mãos sobre o peito; aos pés, dois lebréus voltados para os extremos; nas faces laterais da tampa inscrições em caracteres góticos ostentando a data de 1360.

Acessos

Largo Ramiro Nobre

Protecção

Categoria: MN - Monumento Nacional, Decreto de 16-06-1910, DG, 1.ª série, n.º 136 de 23 junho 1910 / ZEP, Portaria, DG, 2.ª série, n.º 5 de 07 janeiro 1947 (túmulos de João Afonso e de Fernão Rodrigues Redondo) / IM - Interesse Municipal, Decreto n.º 95/78, DR, 1.ª série, n.º 210 de 12 setembro 1978 (Oratório na fachada posterior) *1

Enquadramento

Urbano, planalto, adossada, nas proximidades da igreja de Santo Estevão (v. PT031416120008). Abre a fachada principal para pequeno largo inscrito na malha urbana da cidade, a fachada posterior para via de circulação, a lateral direita para travessa. Adossada à fachada lateral esquerda a Capela de São Pedro em cuja sacristia se encontra o túmulo de Fernão Rodrigues Redondo (v. PT031416200003).

Descrição Complementar

No tímpano do frontão que remata o pano central da fachada principal, uma cartela de concheados circunda o painel relevado representando o orago,o bispo São Nicolau, sentado e ladeado pelas suas insígnias. O oratório, embebido na parede exterior da cabeceira, assenta num parapeito em contracurvas apoiado em duas mísulas em forma de volutas, sobre a verga de um janelão; o nicho é definido por pilastras côncavas e arco canopial que se prolonga lateralmente em contracurvas acompanhando o desenho das ombreiras coroadas por acrotérios; duas aletas colocadas na vertical, ladeando as ombreiras decoradas de 3 folhas de acanto; sobre a pequena cúpula do nicho uma urna; no seu interior encontra-se uma imagem de Cristo crucificado, em pedra, sobre uma mísula trabalhada colocada sobre um pedestal circular torso. As capelas colaterais têm as seguintes invocações: (Epístola) capela do Santíssimo Sacramento e capela de Santa Ana (Evangelho); capelas laterais: (Epístola) Capela de Nossa Senhora da Expectação capela de Cristo Crucificado, capela do Menino Jesus, capela de João Afonso de Santarém; (Evangelho) - capela de Nossa Senhora da Conceição, capela de São Silvestre, capela com invocação desconhecida, capela baptismal *2.

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Santarém) / Pública: estatal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16 / 18

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Baltazar Álvares (1613). PEDREIROS: Luís Rodrigues (1613-1629); Manuel Fernandes de Moura (1613-1629).

Cronologia

Séc. 13 - 16 - construção da anterior igreja; 1324, 06 Setembro - os testamenteiros de Fernão Rodrigues Redondo instituem a Capela de São Pedro, anexa à Igreja, que servia de túmulo ao fundador e à mulher, Marinha Afonso, donatários de Arganil e Pombeiro; após a morte do marido, D. Marinha vai residir para Santarém, obtendo de D. Afonso IV o padroado da Igreja de São Nicolau na qual mandará erguer o jazigo; 1360 - data no túmulo de Fernão Rodrigues Redondo; séc. 15 / 16 - túmulo de João Afonso de Aguiar, fundador do antigo Hospital de Santarém; 1426, 30 Dezembro - os bens do Hospital de São Silvestre passam para a Irmandade com a mesma invocação, existente na Igreja; 1573, 03 Abril - sepultamento de Fernão Besteiro no lado do Evangelho; 1583, 05 Julho - confirmação da Irmandade do Menino Jesus por D. Jorge de Almeida; 1597, 07 Dezembro - o visitador Miguel de Maria visita a Capela de João Afonso, pertencente ao Hospital, tendo-lhe sido ordenado que não se intrometesse nos assuntos da mesma; 1600 - o templo medieval é destruído por um incêndio; 1603 - destruição da igreja por um incêndio; 1607 - bula de Paulo V, dando à Irmandade do Menino Jesus os mesmos privilégios da arquiconfraria da Caridade de São Jerónimo, em Roma; 1613 - construção de um novo templo, com risco de Baltazar Álvares, integrando duas capelas e parte da estrutura do templo anterior; campanha decorativa - pintura de brutescos e silhar de azulejos; as obras são dirigidas pelos pedreiros Manuel Fernandes de Moura e Luís Rodrigues; 1617, 11 Dezembro - instituição da Capela de Nossa Senhora da Esperança por Jorge de Macedo Leite e Catarina Matela; 1629 - conclusão da empreitada de obras de pedraria; 1632 - existe a Irmandade do Santíssimo; 1648, 06 Agosto - António de Figueiredo e Guiomar Carvalho contratam-se com o prior para se fazerem sepultar num carneiro que possuíam junto à Capela de Santo António; 15 Agosto - ambos instituem uma capela com missa quotidiana, na Capela de Santo António, para onde se mudou o Santíssimo da Igreja de São Nicolau, a ser administrada pela Misericórdia de Santarém, para o que deixaram vários bens e prata para mandarem fazer uma lâmpada para a Capela; 1651 - reconstrução da ermida de São Pedro; 1719, 31 Outubro - a Irmandade do Menino Deus, existente na Igreja, comprou a Capela onde se achava, pela quantia de 45$000; séc. 18, 2ª metade - construção da sacristia com o nicho embebido no paramento exterior; remodelação da fachada; campanha decorativa do interior: retábulos, azulejos no salão paroquial; pintura de marmoreados; 1783 - é administradora da Capela da Conceição António Manuel Leito Pacheco Malheiro e Melo; 1865, 01 Junho - medição do edifício pelo Cónego Joaquim Maria Duarte Dias, referindo que tem de comprimento 17,74m, 10,85m de largura e 8,42m de altura, possuindo capelas laterais com 2,76m de largura e 4,79m de altura; capela-mor com 7,32m x 5,30m; 1874, 06 Fevereiro - é colocado na Igreja o púlpito existente na Ermida do Espírito Santo; 1876, 01 Junho - é colocada na Igreja a imagem de Nosso Senhor do Bom Sucesso; 1992, 01 junho - o Túmulo de Fernão Rodrigues Redondo é afeto ao Instituto Português do Património Arquitetónico, pelo Decreto-lei 106F/92, DR, 1.ª série A, n.º 126; 2009, 24 agosto - o Túmulo de Fernão Rodrigues Redondo é afeto à Direção Regional da Cultura de Lisboa e Vale do Tejo, Portaria n.º 829/2009, DR, 2.ª série, n.º 163.

Dados Técnicos

Estruturas autoportantes e mistas (tramos tardogóticos).

Materiais

Estruturas em alvenaria de pedra e tijolo, molduras e colunas em cantaria, cobertura em telha cerâmica; cantaria, tijoleira e madeira em pavimentos, madeira em tectos, caixilhos e portadas.

Bibliografia

ALMEIDA, António Ferreira de, Tesouros Artísticos de Portugal, Lisboa, 1976; BARBOSA, Ignacio de Vilhena, As cidades e as vilas da monarquia portuguesa que têm brasão d'armas, vol.III, Lisboa, Santarém, 1868; BRAZ, José Campos, Santarém raízes e memórias - páginas da minha agenda, Santarém, Santa Casa da Misericórdia de Santarém, 2000; CUSTÓDIO, Jorge, Igreja de São Nicolau, in Património Monumental de Santarém, Santarém, 1997; SEQUEIRA, Gustavo de Matos, Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Santarém, vol.III, Lisboa, 1949; SERRÃO, Victor, Santarém, 1990; VASCONCELOS, Pe. Inácio da Piedade e Vasconcelos, História de Santarém Edificada, tomo I, Lisboa, 1740; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/71502 [consultado em 28 dezembro 2016].

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

BIBLIOTECA ÉVORA: MATOSO, Padre Luís Montez, Santarém Ilustrada (...), 1738, (Ms. CIII 2-4)

Intervenção Realizada

Comisão Fabriqueira da Igreja de São Nicolau / Câmara Municipal de Santarém: 1993 / 1994 / 1995 / 1996 - obras de conservação e restauro a nível de pinturas e retábulos nomeadamente na Capela dos Leite; Câmara Municipal de Santarém / Mural da História: 1994, c. de - restauro do túmulo de João Afonso incluindo limpeza do conjunto escultórico e limpeza e fixação dos fragmentos de policromia.

Observações

*1 - DOF: Oratório na fachada testeira da Igreja de São Nicolau. *2 - antes das obras do séc. 17 as capelas colaterais eram dedicadas aos Reis Magos e a Santa Ana; do lado da Epístola existia uma capela de invocação desconhecida e a capela de João Afonso de Santarém, do lado do Evangelho a capela de São Bento, a capela de São Silvestre e a capela baptismal. No túmulo de Fernão Rodrigues os leões de suporte, alguns bastante mutilados, não parecem ser os originais dado o deficiente modo de sustentação da arca.

Autor e Data

Rosário Gordalina 1991 / Isabel Mendonça 1997

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login