Cruzeiro de Frielas

IPA.00006317
Portugal, Lisboa, Loures, União das freguesias de Santo António dos Cavaleiros e Frielas
 
Arquitectura religiosa, manuelina. Cruzeiro reconstruído a partir de fragmentos manuelinos: parte de uma coluna torsa, um capitel com decoração vegetalista e uma cruz com rosetas. A coluna é desproporcionada (atarracada) em relação aos restantes elementos. A base, formal e decorativamente, assemelha-se mais a um capitel, devendo tratar-se de um reaproveitmento.
Número IPA Antigo: PT031107060031
 
Registo visualizado 255 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Religioso  Cruzeiro  Cruzeiro de caminho  Tipo coluna e cruz

Descrição

Sobre 2 degraus triangulares escalonados, empedrados, assenta um soco quadrangular tronco-piramidal, achatado, que suporta base esférica envolvida por entrançado de caules, compondo anel central relevado, de onde se eleva coluna esculpida em toros torsos, lisos, encimada por cruz latina com braços delimitados perifericamente por torsal e faces decoradas frontal e posteriormente com rosetas e topos vegetalistas.

Acessos

Rua Vinte e Oito de Setembro, Rua Cidade de Lisboa (cruzamento da EN 250 com EM). WGS84 (graus decimais) lat.: 38,820444; long.: -9,146731

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Peri-urbano, destacado. Isolado, no meio de um cruzamento de vias com intensa circulação automóvel, provido de pequeno passeio, com frades e correntes metálicas.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: cruzeiro

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 16 - provável datação das peças que compõem o cruzeiro; 1939 - o padre Álvaro Proença dá notícia da existência e localização das cruzeiros do Concelho de Loures *1, não havendo qualquer referência à existência de um cruzeiro em Frielas; 1995, 27 novembro - Despacho de abertura do processo de classificação da estrutura; 2006, 17 março - Despacho de encerramento do processo de classificação da estrutura.

Dados Técnicos

Estrutura autoportante

Materiais

Cantaria de calcário

Bibliografia

PROENÇA, Padre Álvaro, Subsídios para a História do Concelho de Loures, Lisboa, 1940.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IGESPAR: IPPAR: pº nº 90/3(20)

Intervenção Realizada

2003 - colocação de frades metálicos com correntes.

Observações

*1 - existiam três cruzeiros em Loures: um junto à Igreja Matriz (v. PT031107070003), outro próximo do chafariz e outro junto a um poço onde existiu uma ermida do Espírito Santo; dois em Alvogas; um em Pinheiro de Loures e um em A-dos-Calvos, de que só existem as bases; e um no alto sobranceiro à Quinta do Covão.

Autor e Data

Teresa Vale e Maria Ferreira 1999 / Lina Marques 2001

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login