Campo de Santana / Campo dos Mártires da Pátria

IPA.00005967
Portugal, Lisboa, Lisboa, Arroios
 
Componente urbano. Espaço urbano de confluência. Campo.
Número IPA Antigo: PT031106240177
 
Registo visualizado 797 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Conjunto urbano  Elemento urbano  Espaço de confluência  Campo    

Descrição

Planalto ajardinado (Jardim Braancamp Freire, v. PT031106240430) de forma hexagonal irregular, muito alongado, situado entre o Largo do Mitelo e a encosta do Torel. Na área ajardinada central, um pavilhão constituído por 3 corpos octogonais interligados funciona como restaurante-bar. No extremo S., não ajardinado, frente à fachada da antiga Escola Médico-Cirúrgica (1905), encontra-se o monumento ao Dr. Sousa Martins (do escultor Costa Mota, tio, 1907), constituído pela estátua de bronze daquele médico colocada no topo de coluna calcária.

Acessos

Campo dos Mártires da Pátria

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 2/96, DR, 1ª série-B, nº 56 de 06 março 1996 *1 / Inclui Paço e capela da Bemposta (v. IPA.00002443).

Enquadramento

Urbano

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Não aplicável

Utilização Actual

Não aplicável

Propriedade

Não aplicável

Afectação

Não aplicável

Época Construção

Séc. 19 / 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 16 - conhecido como "Campo do Curral", era o local em que se efectuava o abate de gado para o abastecimento de Lisboa; 1817 - execução neste local do General Gomes Freire e dos restantes conspiradores contra o governo do Marechal Beresford; 1823 - durante cerca de 5 meses realizou-se aqui a Feira da Ladra; 1831 - inauguração da praça de touros, recinto em madeira edificado no extremo S. (também funcionou para a realização de espectáculos de circo e ascensões aeronáuticas); 1835 - 1882 - voltou a realizar-se neste local a Feira da Ladra; c. 1850 - instalação de um mercado de hortaliças (inicialmente provisório) no lado N.; 1880 - o local recebe a designação oficial de Campo dos Mártires da Pátria; 1891 - demolição da praça de touros; c. 1895 - início do ajardinamento com a feição actual

Dados Técnicos

Materiais

Bibliografia

PROENÇA, Raul, (dir. de), Guia de Portugal, Vol. I, Lisboa, 1924; RAMALHO, Robélia de Sousa Lobo, (coord. de), Guia de Portugal Artístico. Lisboa. Jardins, Parques e Tapadas, Lisboa, 1935; ARAÚJO, Norberto de, Peregrinações em Lisboa, Vol. 4, Lisboa, 1939; ALMEIDA, D. Fernando de, (coord. de), Monumentos e Edifícios Notáveis do Distrito de Lisboa, Lisboa - Tomo II, Lisboa, 1975; TUDELA, José, As Praças e Largos de Lisboa (Esboço Para Uma Sistematização Caracterológica), Lisboa, 1977

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DRMLisboa

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

1983 - Edifício do Torel - obras de reparação e beneficiação no edifício principal; 1985 / 1988 - construção de pavilhão para restaurante e esplanada (Arqtº. Rafael N. B. de Carvalho)

Observações

*1 DOF: Campo dos Mártires da Pátria / Campo de Santana, incluindo as suas vizinhanças de interesse histórico, artístico ou pitoresco; A área está também incluída nas freguesias de Anjos, Coração de Jesus, São José.

Autor e Data

Teresa Vale e Carlos Gomes 1994

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login