Mosteiro de Nossa Senhora da Encarnação do Funchal / Igreja da Encarnação

IPA.00005953
Portugal, Ilha da Madeira (Madeira), Funchal, Funchal (Santa Luzia)
 
Arquitectura religiosa, manuelina. Igreja manuelina, de planta longitudinal contrafortada e uma só nave abobadada.
Número IPA Antigo: PT062203030009
 
Registo visualizado 455 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Convento / Mosteiro  Mosteiro feminino  

Descrição

Planta longitudinal composta, de uma só nave e capela-mor rectangulares. Volumes escalonados com coberturas diferenciadas a duas águas. Fachada principal em empena com cornija bosantada, portal de arco quebrado de três arquivoltas, encimadas por cruz de Cristo, sobre três colunelos com capitéis decorados com elementos vegetalistas, e um dos quais com uma máscara; encima-o óculo circular. No ângulo esquerdo, pano de muro avançado, com alhetas e sineira terminada em empena; o acesso a esta faz-se por escada de cantaria. Na fachada lateral S. são visíveis robustos contrafortes escalonados encimados por gárgulas, três frestas, pórtico de arco abatido interrompido por contracurvas e terminado em carena encimado por uma esfinge. Na mesma parede uma outra escultura interessante: uma mão segurando um compasso de pontas. Capela-mor percorrida por beiral de telha duplo. INTERIOR com abóbada de dois tramos assente sobre mísulas; junto ao pórtico lateral pia de água benta. Arco triunfal quebrado, de quatro arquivoltas, sobre colunelos. Capela-mor com abóbada de cruzaria de ogivas assente em mísulas. Pavimento de cantaria regional, onde são visíveis algumas lápides tumulares.

Acessos

Funchal (Santa Luzia), Calçada da Encarnação

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 37 077, DG, 1.ª série, n.º 228 de 29 setembro 1948 / ZEP, Portaria, DG, 1.ª série, n.º 292 de 14 dezembro 1956

Enquadramento

Isolado, entre prédios urbanos, junto ao antigo Seminário Diocesano do Funchal, presentemente Escola Básica Bartolomeu Perestrelo.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: mosteiro feminino

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Privada: Igreja Católica

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16

Arquitecto / Construtor / Autor

Gil Enes (atr.).

Cronologia

Séc. 16 - Construção inicial atribuída a António Malheiro que morreu em 1565; Isabel Maria Acciaiouli mandou edificar a capela-mor, onde existiu um rico tríptico flamengo quinhentista, que se encontra actualmente no Museu de Arte Sacra do Funchal; 1660 - fundação do Convento de Nossa Senhora da Encarnação, que incorporou a Capela da Encarnação; 1660 / 1666 - construção da torre sineira; 1718 - e por um período de 20 anos, a capela serviu de matriz à freguesia de Santa Luzia, pelo que esta freguesia se chamou da Encarnação; séc. 20, década de 20 - demolição do convento, poupando a capela da Encarnação; 1940, 26 setembro - publicação de Decreto nº 30 762, no DG, 1.ª série, n.º 225, determinando a classificação da Igreja da Encarnação como Imóvel de Interesse Público; 01 novembro - publicação do Decreto nº 30 838, DG, 1.ª série, n.º 254, suspendendo o decreto n.º 30 762, de 26 de setembro do mesmo ano, relativamente à classificação de imóveis de propriedade particular.

Dados Técnicos

Estrutura mista.

Materiais

Pedra, cantaria negra, rija da região, madeira.

Bibliografia

DGEMN, A Igreja da Encarnação (Funchal), Boletim nº 48, Lisboa, 1956; Ministério das Obras Públicas, Relatório da Actividade do Ministério no ano de 1956, Lisboa, 1957; GOMES, Eduarda, O Convento da Encarnação do Funchal, Funchal, 1995.

Documentação Gráfica

DRAC; IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

DRAC; Photografia Museu Vicentes; IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

DRAC; IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

DGEMN: 1953 - conclusão das obras de restauro e recuperação da capela; consolidação das abóbadas, reconstituição dos remates em cornija; arranjo do adro; 1956 - instalação eléctrica; 1958 - instalação eléctrica; DRAC: posteriormente - obras de conservação; década de 80 - alteração parcial do adro.

Observações

Apesar de, actualmente, esta Igreja se encontrar despida de objectos ornamentais, possuiu, outrora, um rico património do qual salientamos o tríptico de Nossa Senhora da Encarnação, hoje exposto no Museu de Arte Sacra do Funchal. A atribuição a Gil Enes é possível, se aceitarmos que a máscara idêntica à do púlpito da Sé corresponde à assinatura do "Mestre da Sé". A torre construída no terceiro quartel do séc. 17, hoje inexistente, ostentava as mesmas características da torre do convento de Santa Clara.

Autor e Data

Dina Jardim e Eduarda Gomes 1998

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login