Pelourinho de Provesende

IPA.00005887
Portugal, Vila Real, Sabrosa, União das freguesias de Provesende, Gouvães do Douro e São Cristóvão do Douro
 
Arquitectura político-administrativa e judicial, quinhentista e setecentista. Pelourinho de gaiola, com soco octogonal de quatro degraus, fuste octogonal e chanfros na zona inferior, integrando base quadrada, capitel tronco-piramidal quadrado invertido suportando gaiola quadrangular, encimado por catavento setecentista. Pelourinho de gaiola quadrangular possuindo os ângulos sensivelmente avançados e facetados e em cada uma das faces vão rectangular, coroada por quatro pilaretes rematados em florão e elemento cónico ao centro. Particulariza-se por possuir inscrita na gaiola a data da provável construção e um catavento setecentista igualmente datado correspondente a alguma reforma. Estruturalmente, a gaiola possui afinidades com a do pelourinho de Vila Real (v. PT011714230009).
Número IPA Antigo: PT011710080002
 
Registo visualizado 420 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Judicial  Pelourinho  Jurisdição eclesiástica  Tipo gaiola

Descrição

Estrutura em cantaria de granito, composta por soco octogonal de quatro degraus simples escalonados, sobre o qual assenta base, também octogonal, monolítica, com encaixe quadrado para o fuste. Este, integrando base quadrada, tem secção octogonal, com chanfros na zona inferior e uma argola metálica cravada no terço inferior. É encimado por capitel tronco-piramidal de secção quadrada invertida sobre o qual assenta a gaiola quadrangular, ambos de aparelho rude, possuindo em cada uma das faces vão rectangular horizontal *1, uma delas inscrita com a data 1578 e várias siglas; cúpula facetada encimada por remate igualmente facetado sobrepujado por cruz e catavento de ferro, o último com a data de 1765 recortada. Os ângulos do capitel e da gaiola são sensivelmente mais salientes e facetados, sendo coroados por quatro pilaretes prismáticos rematados em florão.

Acessos

Provesende, Largo da Praça

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 23 122, DG, 1.ª série, n.º 231 de 11 outubro 1933

Enquadramento

Urbano, isolado, no interior da povoação, na extremidade da praça que conduz à Viela das Pereiras, erguendo-se nas proximidades a fonte velha de (v. PT011710080012).

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Judicial: pelourinho

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Autarquia local, Artº 3º, Dec. nº 23 122, 11 Outubro 1933

Época Construção

Séc. 16 / 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 11 - Provesende, cujo nome inicial foi San Joanes e era composto por três lugares: o Lameirão, a Veiga do Vale Verde e San Joanes, foi doado pela rainha D. Constança, de Leão, à Sé de Braga; 1128 - doação do couto de Provesende aos Congregados de Santa Marinha; 1130 - confirmação da doação, em Guimarães; posteriormente foi novamente doado à Mitra de Braga, gozando de vários privilégios, nomeadamente a de couto de homiziados; 1400, Julho - confirmação da doação do couto de Provesende ao arcebispo de Braga, D. João; 1514 - Provesende tinha 80 vizinhos; 1530 - o couto de Provesende, com 83 vizinhos, fazia parte da "terra e termo de Vila Real"; 1578 - data inscrita na gaiola do pelourinho; 1706 - segundo Carvalho da Costa, a povoação, com 450 vizinhos, é couto do Arcebispo de Braga; 1758, 8 Abril - segundo o reitor Francisco Xavier Teixeira de Magalhães e Lacerda nas Memórias Paroquiais, a freguesia era couto do Arcebispado da Braga e da Comarca de Vila Real, tinha 160 fogos ou vizinhos e 750 pessoas; tinha câmara com juiz ordinário, que sentenciava no criminal e cível, juiz dos órfãos, vereador e procurador do concelho; 1765 - data recortada no catavento metálico que encima a gaiola; 1834 - até esta data, foi couto da Mitra de Braga, existindo em Provesende juiz ordinário, do cível, crime e órfãos, que fazia uma audiência por semana, câmara, almotaceis, alcaide, contador, distribuidor, procurador, capitão-mor e sargento-mor; elevado a concelho, com as freguesias de Provesende, São Cristóvão do Douro, Gouvães do Douro, Pinhão, Covas do Douro, Gouvinhas e Paradela de Guiães; 1853, 31 Dezembro - extinção do concelho de Provesende, cuja freguesia passa a integrar o concelho de Sabrosa; 1875 - Pinho Leal descreve o pelourinho como tendo coluna monolítica, coroada por gaiola, conservando ainda parte da antiga corrente de ferro, chumbada ao fundo da coluna; dizia estar levemente inclinado, mas não ameaçar ruína próxima; 2001 - aprovação do Plano de Pormenor de Provesende, segundo o qual se previa a recuperação das fachadas da praça principal e repavimentação da mesma; classificação da povoação como "aldeia vinhateira do Douro"; 2006, 03 agosto - proposta de definição de Zona Especial de Proteção da DRPorto; 15 novembro - parecer favorável à definição de Zona Especial de Proteção do Conselho Consultivo do IPPAR; 29 julho - despacho de homologação da Zona Especial de Proteção do Conselho do Secretário de Estado da Cultura.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo.

Materiais

Estrutura em cantaria de granito; catavento e argola de ferro.

Bibliografia

CHAVES, Luiz, Os Pelourinhos. Elementos para o seu catálogo geral, Lisboa, 1939, p. 74; CAPELA, José Viriato, BORRALHEIRO, Rogério, MATOS, Henrique, As Freguesias do Distrito de Vila Real nas Memórias Paroquiais de 1758. Memórias, História e Património, Braga, 2006; COSTA, António Carvalho da (Padre), Corografia Portugueza, vol. I, Lisboa, Valentim da Costa Deslandes, 1706; LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de Pinho, Portugal Antigo e Moderno. Diccionario ..., Lisboa, 1876; LEAL, Silva, Os Pelourinhos de Traz-os-Montes: IV - Provezende, Ilustração Trasmontana, vol. 3, 1910, pp. 38 - 39 (inclui foto); MALAFAIA, E.B. de Ataíde, Pelourinhos Portugueses - tentâmen de inventário geral, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1997; SOARES, Maria de Fátima, Provesende, WWW.espigueiro.pt, 5 Março 2004.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DREMN, DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DREMN, DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DREMN, DGEMN/DSARH, MI

Intervenção Realizada

1990 - Restauro geral do pelourinho.

Observações

*1 - um dos pilaretes que rematam a gaiola é novo.

Autor e Data

Isabel Sereno e Ricardo Teixeira 1993 / Paula Noé 2004

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login