Mouraria de Moura

IPA.00005858
Portugal, Beja, Moura, União das freguesias de Moura (Santo Agostinho e São João Baptista) e Santo Amador
 
Setor urbano. Área com unidade morfológica organizada ao longo de 3 artérias, cruzadas a meio por uma transversal, que se dilata na zona central num pequeno largo, em pleno coração do bairro, que funciona como polo dinamizador da estrutura urbana. A habitação típica, de fachada caiada marcada pela chaminé na prumada da parede, rasgada apenas por uma porta de vão rectangular com postigo, com 1 ou 2 pisos, casa dianteira e 1 ou 2 quartos, com quintal nas traseiras, é característica da arquitectura popular das vilas alentejanas. Ao contrário do que sucede noutras cidades árabes, em que predominam as ruas sinuosas e os becos, aqui apenas a Terceira R. da Mouraria apresenta um traçado menos rectilíneo; também não surge a casa organizada em torno de um pátio central. A Mouraria de Moura é excepcionalmente extensa e muito maior que as mourarias de Beja e Faro, a primeira formada apenas por uma rua, com casas só de um dos lados, a segunda organizada em torno de um recinto.
Número IPA Antigo: PT040210070013
 
Registo visualizado 497 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Conjunto urbano  Setor urbano  Unidade morfológica  Medieval  Mouraria  

Descrição

Bairro organizado ao longo de 3 ruas calcetadas que correm perpendiculares à Muralha Nova (Primeira, Segunda e Terceira Ruas da Mouraria), e de uma outra também calcetada que as cruza (Travessa da Mouraria), alargando-se na zona central e formando um largo triangular (Terreiro da Mouraria). Apenas a Terceira Rua da Mouraria apresenta um traçado mais sinuoso, começando na Rua do Cordovil e terminando na Rua das Fontaínhas. A habitação é caracterizada por casas térreas e de 2 pisos, com fachada alinhada em relação à rua, rematadas por beirados e rasgadas por vãos de porta simples, muitas vezes com postigos. Existência de grandes chaminés à face, e mais raramente redondas.

Acessos

Praça Sacadura Cabral, Rua do Cordovil, Rua do Matadouro, Rua da Muralha

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 45/93, DR, 1.ª série-B, n.º 280 de 30 novembro 1993

Enquadramento

Urbano. Implantada nas proximidades da alcáçova, é delimitada a N. pela Rua da Muralha e Praça Sacadura Cabral, a S. pela Rua do Matadouro e pela Rua das Fontaínhas, a O. pela Rua da Estalagem e a E. pela Rua do Cordovil.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Não aplicável

Utilização Actual

Não aplicável

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Não aplicável

Época Construção

Séc. 13

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1295 - D. Dinis concede foral aos mouros que habitavam na Mouraria. O actual bairro, onde predominam habitações construídas provavelmente entre o séc. 15 e o 17, terá repetido o mesmo traçado viário inicial da mouraria constituída a seguir à expulsão da população mourisca do perímetro muralhado.

Dados Técnicos

Materiais

Taipa, alvenaria de pedra e tijolo, madeira, telha cerâmica, vidro.

Bibliografia

LIMA, J. Fragoso de, Monografia arqueológica do concelho de Moura, Moura, 1988 (tese de licenciatura, Faculdade de Letras de Lisboa, 1944); MACIAS, Santiago, Moura na Baixa Idade Média: elementos para um estudo histórico e arqueológico, in Arqueologia Medieval, 2, Mértola, 1993.

Documentação Gráfica

BNP: E3812 P

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

DOF: Mouraria de Moura, na Primeira, na Segunda e na Terceira Ruas de Moura; no Largo da Mouraria e na Travessa da Mouraria. Na documentação surgem ainda os primitivos nomes mouriscos: rua de Aly Pinto, do Cabo da Mouraria, etc. (Macias, 1993, p. 135). Do séc. 14 resta ainda o bocal do poço existente no Lg. da Mouraria.

Autor e Data

Isabel Mendonça 1994 / Anouk Costa, Cláudia Morgado e Rita Vale 2010

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login