Anta da Fonte Coberta

IPA.00005828
Portugal, Vila Real, Alijó, Vila Chã
 
Anta megalítica, de planta poligonal com vestíbulo. Anta com esteios imbricados com inclinação para o interior, conservando do vestíbulo apenas a laje do lado esquerdo e tendo um esteio deslocado no exterior do monumento. A pintura praticamente desapareceu.
Número IPA Antigo: PT011701160001
 
Registo visualizado 345 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Funerário  Anta    

Descrição

Dólmen de grandes dimensões, com câmara poligonal e vestíbulo. A câmara era constituída por sete esteios imbricados, estando um deles agora tombado no exterior do monumento. Conserva laje de cobertura (3,54 m x 2,20 m) e vestígios de tumulus do lado S. Apresenta gravuras, constituídas por covinhas e sulcos, na face superior da tampa, na face externa do primeiro esteio do lado direito, na face externa do terceiro esteio do lado esquerdo e no esteio tombado. O terceiro esteio apresentava na face interna traços de pinturas de cor vermelha, a 1,60 m do pavimento.

Acessos

EN. 323, a c.de 7,8 Km de Alijó, desvio no lado Poente por estradão de terra batida, a 100 m. da EN

Protecção

Categoria: MN - Monumento Nacional, Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136 de 23 junho 1910

Enquadramento

Rural, isolado no Planalto da Chã, junto a pinhal, em zona de mato e giestal, nas proximidades da estrada nacional. A mamoa encontra-se vedada e integra no seu interior uma placa explicativa.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Funerária: anta

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Época megalítica

Arquitecto / Construtor / Autor

Não aplicável.

Cronologia

Época megalítica - construção.

Dados Técnicos

Estrutura autoportante.

Materiais

Esteios e laje de cobertura em granito.

Bibliografia

BOTELHO, Henrique, Antas e castros do concelho de Alijó, O Archeologo Português, 2, Lisboa, 1896, p. 264 - 266; NEIVA, J. M. Cotelo, O dólmen da Fonte Coberta (na Chã de Alijó), Boletim da Associação da Filosofia Natural, 1 (5), Lisboa, 1938, p. 61 - 82.8; JORGE, Vítor Manuel de Oliveira, Megalitismo do Norte de Portugal: o distrito do Porto - os monumentos e a sua problemática no contexto europeu, Fac. de Letras do Porto, 1982 (disser. doutoramento, polic.), 1982, vol. 1, p. 459 - 460, vol. 2, p .830; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/70347 [consultado em 8 agosto 2016].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

1896 - exploração da Câmara por Henrique Botelho; 1938 - escavação arqueológica sumária por J. M. Cotelo Neiva.

Observações

Autor e Data

Isabel Sereno e Ricardo Teixeira 1993

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login