Castro de Pedrário

IPA.00005797
Portugal, Vila Real, Montalegre, Sarraquinhos
 
Aglomerado proto-urbano. Povoado proto-histórico. Povoado fortificado / castro circundado por duas linhas de muralhas e com construções de planta circular.
Número IPA Antigo: PT011706290005
 
Registo visualizado 83 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Conjunto urbano  Aglomerado urbano  Povoado  Povoado proto-histórico  Povoado fortificado   

Descrição

Povoado fortificado que ocupa uma grande plataforma de formato sensivelmente rectangular, formada por dois outeiros, circundado por duas linhas de defensivas que a NE, na zona mais íngreme se adossam à penedia existente. As muralhas chegam a atingir uma espessura de c. de 5 m, possuindo entradas viradas a NO. Nas plataformas dentro do espaço inter-muralhas conservam-se vestígios de construções de planta circular.

Acessos

Sarraquinhos, Lugar de Pedrário; estradão a partir da EM Montalegre - Meixide

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 29/90, DR, 1.ª série, n.º 163 de 17 julho 1990

Enquadramento

Rural, isolado, remate de esporão coberto com vegetação rasteira, sobranceiro ao Rio Assureira.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Não aplicável

Utilização Actual

Não aplicável

Propriedade

Privada

Afectação

Época Construção

Proto-história

Arquitecto / Construtor / Autor

Não aplicável

Cronologia

Proto-história - construção e ocupação do povoado.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes; muralhas construídas com silhares assentes em seco, em aparelho irregular, constituídas por dois paramentos paralelos preenchidos interiormente com pedra miúda; paredes das construções em dois paramentos.

Materiais

Muralhas e construções em granito.

Bibliografia

BARREIROS, Fernando Braga, Ensaio de inventário dos castros do concelho de Montalegre, O Arqueólogo Português, 20, Lisboa, 1915, p. 211, nº 13; BARREIROS, Fernando Braga, Materiais para a arqueologia do concelho de Montalegre, O Arqueólogo Português, 24, Lisboa, 1919 - 1920, p. 67 - 68; COSTA, João Gonçalves da, Montalegre e Terras de Barroso, Montalegre, 1968, p. 43; SANTOS, Maria Cristina, Subsídios para o estudo arqueológico de Montalegre, Mealhada e Viseu, Ethnos, 6, Lisboa, 1969, p. 207; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/72925 [consultado em 11 janeiro 2017].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

O espólio desta estação é constituído por fragmentos de cerâmica comum da Idade do Ferro e um fragmento de escória de bronze. ( 1) Embora as muralhas sejam, no geral, discerníveis pelos taludes e amontoados de pedras

Autor e Data

Isabel Sereno e Paulo Amaral 1993

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login