Casa do Despacho da Venerável Ordem Terceira de São Francisco / Cemitério da Ordem Terceira

IPA.00005506
Portugal, Porto, Porto, União das freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória
 
Arquitectura civil religiosa, barroca. Sala de despacho barroca, de planta rectangular e 2 pisos com um cemitério subterrâneo. Destaca-se a Sala das Sessões com tecto em caixotões decorado a talha dourada de estilo barroco. Parte do cemitério catacumbal possui decoração neoclássica.
Número IPA Antigo: PT011312130040
 
Registo visualizado 1723 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Político e administrativo / Funerário  Sede de organização não governamental / Cemitério  Sede de organização religiosa  Ordem de São Francisco - Franciscanos Terceiros

Descrição

Planta rectangular com cobertura de telha de 4 águas. Fachada principal virada a E., em cantaria de granito aparente e 2 registos, pilastras nos cunhais suportando cornija corrida; ao centro portal de vão curvo encimado por cornija curva sobrepujada por elementos decorativos e brasão da ordem. De cada lado, organizam-se 2 janelas gradeadas de perfil superior curvo e moldura inferior ondulada, no 1º piso, e 2 janelas de sacada corrida, com guardas de ferro, encimados por frontão curvo, no 2º piso. No 1º piso existe sala de entrada, com duas portadas em granito esculpidas. Uma destas portas conduz às escadas e outra à sala das traseiras. No andar superior existem 3 salas; a da frente, a sala de espera tem tecto apainelado à portuguesa, com múltiplas molduras marmoreadas. Desta passa-se à Sala das Sessões e a um aposento menor, que provavelmente serviu de Arquivo, e da qual se destaca o tecto, em cujo centro existe 2 brasões bipartidos, pintados a óleo com as armas da Ordem Terceira e dos monarcas D. José e D. Maria Ana Vitória de Espanha. A Sala das Sessões, onde ainda se reúne a mesa da Venerável Ordem de São Francisco, é iluminada por cinco janelas na parede O., possuindo postigos e grades originais e interiormente sanefas de talha; na parede O. retábulo com Cristo na Cruz encimado por sanefa ondulada em talha. Possui ainda quadro figurando a morte de Santa Margarida de Cartona e um quadro da Virgem com o Menino a dormir. Tecto octogonal formando caixotões, pintado a branco com elementos decorativos em talha. Cemitério catacumbal organizado por tramos com arcos revestidos a talha sobre pilastras, tendo de cada lado arcas tumulares em mármore, num jogo de branco e preto; ao fundo retábulo de talha dourada.

Acessos

Rua do Infante D. Henrique

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 129/77, DR, 1ª série, n.º 226 de 29 setembro 1977/ incluído na ZEP da Igreja de São Francisco (v. PT011312130005) *

Enquadramento

Urbano, flanqueado. Ergue-se em pleno centro histórico, na zona da Ribeira, fronteira à Igreja de São Francisco, numa cota ligeiramente inferior, e adossada em ângulo recto à igreja dos Terceiros de São Francisco. Escadaria de acesso colocada lateralmente.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Política e administrativa: sede de organização religiosa / Funerária: cemitério

Utilização Actual

Política e administrativa: sede de organização religiosa / Cultural e recreativa: museu

Propriedade

Privada: Igreja Católica

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTOS: Nicolau Nasoni; Pinto de Miranda e Mazzoneschi. MESTRE PEDREIRO: António da Silva Carvalho. MESTRE CARPINTEIRO: José Ferreira Pinto. José Martins Tinoco (tecto da Sala das Sessões); José Teixeira Guimarães (retábulo da Sala das Sessões).

Cronologia

1746 - Incêndio destruiu uma pequena casa térrea, "o Hospital de Santa Isabel" existente no local; 12 Janeiro - a Mesa da Ordem decide fazer um cemitério, uma casa para despacho e secretaria; até ao final do ano já se terminara a frontaria; 1747, 4 Novembro - já se trabalhava no interior; 1748 - execução da sala das sessões, com tecto de José Martins Tinoco, retábulo de José Teixeira Guimarães e cadeiras de braços de José Fernando Neves; 1749 - conclusão do cemitério catacumbal, tendo os trabalhos sido dirigidos pelo mestre pedreiro António da Silva Carvalho e mestre carpinteiro José Ferreira Pinto; 1795 - a Mesa delibera construir novo cemitério, sob o pavimento da nova igreja da Venerável Ordem Terceira de S. Francisco, consultando-se para a obra o arqº da Ordem António Pinto de Miranda e o arqº italiano Vicente Mazzomeschi; 1798, 16 Maio - inicia-se o vazamento do corpo da igreja, sob a administração de João Salgado d'Almeida, iniciando-se ao mesmo tempo o pátio da igreja, sob empreitada de José Correia e orientação do arqº Pinto de Miranda e Mazzoneschi; - 1802, 7 Maio - Ordem manda vazar o pavimento da Capela de Santo António, pretendendo unir o novo cemitério ao antigo que já existia sob a casa do Despacho; 1803 - Conclusão da obra; 1866 - Cessação dos enterramentos no cemitério.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura de granito aparente, ferro, madeira, mármore

Bibliografia

Porto a Património Mundial, Porto, 1993; QUARESMA, Maria Clementina de Carvalho, Inventário Artístico de Portugal. Cidade do Porto, Lisboa, 1995.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN / DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

* Casa do Despacho da Venerável Ordem Terceira de São Francisco, incluindo o seu recheio

Autor e Data

Isabel Sereno e João Santos 1994 / Paula Noé 1998

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login