Igreja de São Pedro / Museu de Arte Sacra de Moura

IPA.00000548
Portugal, Beja, Moura, União das freguesias de Moura (Santo Agostinho e São João Baptista) e Santo Amador
 
Arquitectura religiosa, maneirista. Igreja sede de colegiada, de volumetria sóbria, marcada por elementos estruturais clássicos (pilastras e cunhais apilastrados da ordem toscana). No interior revestimento de azulejos de padrão seiscentista polícromos e de azulejos setecentistas, em tonalidades de azul, branco e apontamentos a amarelo. O revestimento azulejar da parede da capela-mor, com a representação de panejamentos afastados para deixar ver o altar-mor, tem um efeito cenográfico barroco, extremamente bem conseguido.
Número IPA Antigo: PT040210040007
 
Registo visualizado 265 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja  

Descrição

Planta composta pelos rectângulos justapostos da nave e da capela-mor, a que se adossa a E. o rectângulo da sacristia. Volumes articulados com coberturas diferenciadas em telhado de 2 águas. Fachada principal virada a N., enquadrada por pilastras encimados por pináculos, rematada por frontão triangular com cruz no topo; portal de verga recta e frontão interrompido por nicho, este encimado por frontão redondo, com a imagem do orago em pedra; óculo no eixo do portal; à esquerda a fachada da sacristia recuada, vedada por muro alto rasgado por portal adintelado, encimada por sineira. Fachada lateral poente rematada por cimalha e marcada por pilastras e cunhais apilastrados nos ângulos da nave e da capela-mor, com gárgulas cilíndricas e pináculos sobre acrotérios; portal de verga recta e 3 janelas de vão rectangular rasgam o alçado da nave, 1 janela o alçado da capela-mor. INTERIOR: nave única de 3 tramos cobertos por abóbadas de aresta estribadas em pilastras toscanas, coro-alto sobre abóbada rebaixada, ocupando o 1º tramo, arcos redondos falsos nos alçados laterais, porta travessa encimada por fresta na parede O., púlpito adossado à parede do lado oposto; arco triunfal em arco abatido sobre pilastras toscanas; capela-mor mais baixa coberta por abóbada de nervuras, fresta rasgada no alçado O.. Revestimento total das paredes com azulejos de padrão seiscentista polícromo e azulejos setecentistas - painéis em azul e branco figurativos aplicados nas frestas entaipadas; azulejos de figura avulsa; azulejos em azul e branco, com apontamentos a amarelo, representando panejamentos afastados, na parede fundeira da capela-mor, servindo de enquadramento ao retábulo. 2 altares laterais em cantaria com frontão quebrado inseridos nos falsos arcos do 3º tramo da nave; retábulo em talha polícroma, enquadrando tela figurando a Virgem, sobre o altar-mor. Frescos na abóbada sob o coro-alto, com cena da vida de São Pedro.

Acessos

Rua da República, n.º 18

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 45 327, DG, 1.ª série, n.º 251 de 25 outubro 1963

Enquadramento

Urbano, adossado, numa das artérias mais importantes do centro histórico.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja

Utilização Actual

Cultural e recreativa: museu

Propriedade

Privada: Igreja Católica

Afectação

Época Construção

Séc. 17

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1600, c. de - a colegiada dos padres de S. Pedro obteve provisão de Filipe III para trocar olival por casas onde queriam fundar a Igreja, tendo a seguir obtido bula papal para o efeito; 1674 - conclusão da construção da igreja, segundo inscrição no portal; 1884 - primeira tentativa de criação de um museu em Moura, altura em que um grupo de mourenses recolhe espólio arqueológico significativo manifestando vontade de o preservar e expor ao público; Séc. 20, anos 90 - a igreja é utilizada exclusivamente como capela mortuária; 2004, 17 Dezembro - inauguração Museu do Arte Sacra com uma exposição intitulada "Visões do Invisível - Arte Sacra na Diocese de Beja".

Dados Técnicos

Materiais

Estrutura de alvenaria rebocada e cantaria de granito. Cobertura de telha, assente em estrutura de betão. Pavimento de tijoleira e cantaria. Revestimento de azulejo.

Bibliografia

CORREIA, José António, Freguesia de Santo Agostinho, Moura, Junta de Freguesia Santo Agostinho, 2005 (não consultado); MATA, José Avelino Silva e, Anais de Moura, Moura, 1991 (edição fac-similada da edição de 1855).

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

Comissão Fabriqueira: 1963 - reconstrução da abóbada da capela-mor.

Observações

*1 - abrangido igualmente pela freguesia de São João Baptista.

Autor e Data

Isabel Mendonça 1994

Actualização

Rosário Gordalina 2004
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login