Marca de Enfiamento da Barra do Ave / Facho de Árvore

IPA.00005368
Portugal, Porto, Vila do Conde, Árvore
 
Arquitectura civil pública, setecentista. Marco de enfiamento da barra seiscentista, de planta rectangular e forma piramidal truncada.
Número IPA Antigo: PT011316040028
 
Registo visualizado 760 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Comunicações  Facho    

Descrição

É uma construção de alvenaria caiada, mais larga nas bases, estreitando para o topo, em forma de pirâmide truncada e tendo no meio um vidro verde para reflectir os raios de sol. A face orientada a O. está revestida a azulejo branco e possui umas pegas de ferro cravadas formando escada. Fachadas laterais em granito. Remate superior em empena central e pirâmides com bolas nas extremidades.

Acessos

Árvore, EN 13, Rua n.º 5 do Souto. WGS84 (graus décimais) lat.: 41,338910; long.: -8,727541

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Periurbano, em elevação num pequeno outeiro, isolado, em destaque pela elevação em que se encontra, com vegetação rasteira na envolvente mais imediata, o que lhe determina maior destaque.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Comunicações: facho

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Época Construção

Séc. 16

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 16, fim - data provável da edificação.

Dados Técnicos

Estrutura autoportante.

Materiais

Granito aparente, azulejo, ferro e vidro.

Bibliografia

FERREIRA, Monsenhor Augusto, Azurara do Minho, Breve Notícia Histórica, Lisboa, 1912; FERREIRA, Monsenhor, Augusto, Vila do Conde e o seu Alfoz. Origens e Monumentos, Porto, 1923.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

DGPC: DGEMN:DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

*1 - Não são conhecidas referências documentais a esta marca de enfiamento da barra do Ave. *2 - Esta marca, situada à face da EN 13, conjugar-se-ia com uma outra localizada junto ao mar, assim como com o coruchéu da torre do Convento de São Francisco (torre hoje desaparecida), e a cartela sobre a porta principal da Igreja Matriz de Azurara, ambas azulejadas a azul e branco para reflectirem os raios de sol.

Autor e Data

Isabel Sereno / Elvira Rebelo 1997

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login