Casa do Capitão-Mor / Casa Municipal da Cultura / Museu da Pedra de Cantanhede

IPA.00005220
Portugal, Coimbra, Cantanhede, União das freguesias de Cantanhede e Pocariça
 
Casa nobre barroca com frontaria baixa e extensa sobre a via pública.
Número IPA Antigo: PT020602040020
 
Registo visualizado 755 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial senhorial  Casa nobre    

Descrição

Planta longitudinal, composta. Volumetria de dois pisos homogénea, com corpo mais baixo na extremidade S. da frontaria e outro no prolongamento posterior da fachada N.; massas dispostas na horizontal em grande extensão ao longo da rua; coberturas diferenciadas em telhado de duas e três águas. Fachada principal orientada a O., dividida em dois panos separados por pilastra, cada um com entrada principal de verga curva, encimadas por sacadas e janelão de cabeceira alta; no r/c existem várias janelas rectangulares de disposição irregular; no piso superior outras nove de avental rectangular e verga de cornija acompanham as sacadas; à direita, um alpendre com colunas dóricas aberto sobre a via pública e o jardim da casa. Fachada lateral N. em dois panos, o da esquerda com portão rectangular e varanda de colunas dóricas sobre parapeito, o da direita com duas janelas rectangulares no r/c e duas sacadas com verga de cornija no primeiro andar; na esquina, grande brasão de concheados.

Acessos

Largo de Cândido dos Reis, n.º 4

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, isolado, em àrea de cruzamento de duas ruas a E. do centro da cidade, zona onde se intersectam várias vias ao longo das quais se desenvolvem as casas do aglomerado urbano; em harmonia com o meio, com frentes para dois largos, espaços que detêm amplas perspectivas panorâmicas sobre a casa.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa nobre

Utilização Actual

Cultural e recreativa: museu

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 18, princípio - construção da casa; séc. 18, finais - mandada reformar para residência pelo capitão-mor João Henriques de Castro, nascido em 1739, em Recardães, e aí baptizado; 1774 - já se encontrava em Cantanhede, aí vivendo até 1792 na Rua das Parreiras; 1822 - o capitão-mor recusa jurar a nova constituição, acabando por morrer em prisão.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes, estrutura mista.

Materiais

Alvenaria de pedra rebocada e caiada (paredes); pedra (colunas e molduras dos vãos); telha (cobertura exterior).

Bibliografia

BORGES, Nelson Correia, Coimbra e Região, Lisboa, 1987; CORREIA, Vergílio; GONÇALVES, A. Nogueira, Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Coimbra, Lisboa, 1952; DIAS, Pedro e PEREIRA, J. V. da Silva, Cantanhede. A Terra e as suas Gentes, Cantanhede, 1983; FRAGOSO, Viriato de Sá, Cantanhede. Subsídios para a sua História, Coimbra, 1960.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

*1 - Vasta área correspondente à antiga quinta da casa

Autor e Data

Francisco Jesus 1999

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login