Igreja Paroquial de Condeixa-a-Velha / Igreja de São Pedro

IPA.00005205
Portugal, Coimbra, Condeixa-a-Nova, União das freguesias de Condeixa-a-Velha e Condeixa-a-Nova
 
Arquitectura religiosa manuelina, renascentista. Igreja paroquial de nave única, com capelas laterais renascentistas e capela-mor com abóbada de cruzaria manuelina assente em mísulas renascentistas, fechada com chave igualmente renascentista. Esta obra reflecte a arte que então se praticava em Santa Cruz de Coimbra, particularmente a de Diogo de Castilho ( DIAS, 1982 ). O esquema do arco cruzeiro foi utilizado por Jerónimo Afonso em todas as suas obras conhecidas ( DIAS, 1982 ).
Número IPA Antigo: PT020604050013
 
Registo visualizado 417 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal composta de nave, capela-mor, sacristia, capelas laterais e anexos. Interior - exterior não coincidentes. Volumes articulados, com disposição horizontal das massas no corpo da igreja, capela-mor e anexos em contraste com a verticalidade da imponente torre. Coberturas diferenciadas em telhado de 1, 2 e 3 águas. Fachada principal orientada a O. de pano único e empena de recorte mistilíneo. Ao centro, portal muito simples de arco redondo e aresta externa chanfrada sobrepujado de óculo circular e nicho. 2 pináculos piramidais pontuam os ângulos fronteiros do corpo do edifício. À esquerda, levanta-se a vasta torre e à direita desenvolvem-se anexos. Os alçados laterais mostram os corpos salientes das capelas da nave, da sacristia e dos anexos com pequenas aberturas molduradas de pedra e os contrafortes angulares da capela-mor. INTERIOR: diferenciado, nave iluminada por pequenas frestas sobre as capelas e pelo óculo da frontaria. A capela-mor, quadrada, é coberta por abóbada de 2 nervuras cruzeiras com chave central ornamentada. O arco triunfal é de volta redonda e apresenta decoração geométrica. O retábulo, pequeno, é de talha policromada. Nos flancos da nave, abrem-se 4 capelas de arco redondo, sendo as primeiras maiores e quinhentistas. Apresentam jambas e arcos decorados com motivos florais e vegetalistas e cantoneiras com medalhões sobrepujados por friso com cabeças de anjos, óvulos e dardos e cornija superior. As mais pequenas apresentam como decoração motivos geométricos e entrelaçados nas jambas e intradorso dos arcos, e cabeças de anjos no extradorso destes. Azulejos do séc. 17 de esquema de quadrifólios entrecruzados com rosetas ao centro, só a azul, revestem as paredes da nave e da capela-mor sensívelmente à altura das capelas mais altas. Parte deles são de restauro recente.

Acessos

Rua da Igreja

Protecção

Incluído na Zona de Protecção das Ruínas de Conímbriga (v. PT02060405001)

Enquadramento

Periurbano, a E. da povoação, isolada, em vasto adro murado confinando com o cemitério e a poucos metros das Ruínas de Conímbriga.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Coimbra)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16

Arquitecto / Construtor / Autor

Jerónimo Afonso e Pero Biscainho, (capela-mor, 1532).

Cronologia

1530 - o templo pertence ao padroado de Santa Cruz de Coimbra e devia necessitar de grandes reformas, pois Frei Brás de Braga contratou Diogo Lopes para a pintura de romano da capela-mor; 1532 - reforma total da capela-mor (a que existia foi demolida) da sacristia e provávelmente, também de certas áreas do corpo da igreja; a porta principal e a lateral N. devem ser desta reforma; séc. 16, 2.ª metade - abertura das duas capelas junto ao cruzeiro; 1686 - abertura da segunda capela do flanco direito da igreja; a do lado contrário é cópia desta; 1886 - reforma da igreja segundo data na torre.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes, estrutura mista.

Materiais

Alvenaria de pedra rebocada e caiada (paredes); pedra (cunhais, molduras dos vários vãos, arcos e capelas interiores e áreas do pavimento); telha (cobertura exterior).

Bibliografia

BORGES, Nelson Correia, Coimbra e Região, Lisboa, 1987; CORREIA, Vergílio; GONÇALVES, A. Nogueira, Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Coimbra, Lisboa, 1952; DIAS, Pedro, A Arquitectura de Coimbra na Transição do Gótico para a Renascença, 1490-1540, Coimbra, 1982.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

séc.20 - restauro de coberturas (Interior e exterior), do pavimento; reconstituição de sectores de azulejos, caídos; limpeza da pedra das capelas laterais (técnicos do Museu Monográfico de Conímbriga).

Observações

Autor e Data

Francisco Jesus 1999

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login