Anta da Arquinha da Moura

IPA.00004983
Portugal, Viseu, Tondela, Lajeosa do Dão
 
Dólmen de Câmara poligonal e corredor desenvolvido. O Tumulus não tem carapaça pétrea. Além de um potente contraforte à volta da câmara e corredor. A E. e até à periferia do Tumulus a estrutura de contenção foi substituída pelo aproveitamento do afloramento granítico, sobre o qual o monumento está construído, com a abertura de valas perpendiculares ao eixo do corredor, formando suportes naturais à contenção de terras do tumulus.
Número IPA Antigo: PT021821090020
 
Registo visualizado 309 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Funerário  Anta / Mamoa    

Descrição

Câmara poligonal formada por sete esteios e um pilar à entrada do lado N.. Corredor ligeiramente deslocado para NE. em relação ao esteio da cabeceira é formado por cinco esteios de cada lado, faltando-lhe o segundo do lado N. Lajes de cobertura à entrada da câmara e no corredor. Pinturas nos esteios a vermelho, laranja e uma a preto, representando figuras esquemáticas, antropomórficas, de quadrúpedes, um caprídeo, um cervídeo.

Acessos

IP3 para Tondela; EN 2 para Lobão da Beira e Lajeosa; a partir do Largo de Lajeosa, em direcção a Ferreirós do Dão, a 2,9 Km à esquerda para caminho rural; a 400 m.; EN 337 Km 36 para Lajeosa, com placas sinalizadoras

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 5/2002, DR, 1.ª série-B, n.º 42 de 19 fevereiro 2002 / ZEP, Portaria n.º 206/2016, DR, 2.ª série, n.º 130 de 08 julho 2016

Enquadramento

Rural; em planície; destacado; harmonizado; isolado; insere-se em zona de eucaliptal, pinheiro bravo e terras de cultivo junto a caminho rural. A câmara encontra-se protegida por um gradeamento de ferro.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Funerária: anta / mamoa

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Época megalítica

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

2900 a.C. - 2600 a.C. - provável construção; 1991 - 1993 - campanha arqueológica; 1996, 07 outubro - Despacho de homologação da classificação como Imóvel de Interesse Público pelo Ministro da Cultura; 2007, 19 dezembro - proposta da DRCCentro de fixação da Zona Especial de Proteção; 2008, 23 abril - parecer favorável do Conselho Consultivo do IGESPAR à proposta da DRCCentro.

Dados Técnicos

Estrutura mista.

Materiais

Granito.

Bibliografia

CUNHA, Ana Maria C. Leite da, Pinturas rupestres na Anta da Arquinha da Moura: Notícia Preliminar, Estudos Pré-históricos, Vol. I, 1993; SILVA, Ana Maria, Os Restos Humanos Exumados da Anta da Arquinha da Moura, Tondela, 1995.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

1991 - escavação no corredor que se encontrava totalmente obstruído; construção, no local do 2º. esteio do corredor lado N., de um muro de pedra; 1992 / 1993 - continuação das escavações, que revelaram um espólio lítico, cerâmico, peças de adorno e ossadas humanas de sete adultos e uma criança; exploração da câmara.

Observações

*1 - o acesso à câmara era feito, antes da escavação de 1991, por uma abertura na parte superior.

Autor e Data

João Carvalho 1997

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login