Capela de São Gonçalo

IPA.00004639
Portugal, Setúbal, Palmela, Quinta do Anjo
 
Arquitectura religiosa, vernacular. Ermida de planta hexagonal de pequenas dimensões espaciais, com alpendrada hipóstila. Paredes de grande simplicidade, exiguidade de vãos abertos, alçados cegos, a caiação de branco, volumes com atarracamento de formas e telhados com linhas espraiadas. Apresenta planta semelhante à Capela de São Gregório, em Tomar (v. PT0314181200229) e à de São Mamede de Janas, em Sintra (v. PT031111110027) e também, na sua concepção poligonal, ainda que sem ático e com diferenças sensíveis no alpendre semi-envolvente, lembra a Capela de Nossa Senhora de Ceiça (reconstrução de 1602) em Paião (v. PT020605090013). Pequeno templo rural, de romaria, ligada ao culto da protecção do gado. No interior destacava-se o frontal de altar com revestimento azulejar polícromo em majólica, datado do 3º quartel do séc. 17, ornado com motivos vegetalistas, tendo ao centro um medalhão oval com a representação de São Gonçalo.
Número IPA Antigo: PT031508040006
 
Registo visualizado 961 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta centralizada, hexagonal, composta de 3 volumes articulados: a capela, o alpendre e a sacristia; massas dispostas na horizontal. Corpo principal, em parte envolvido por colunata que apoia um alpendre, sustentado por 3 arcos plenos sobre as impostas de pilares, de base rectangular, prolongando-se lateralmente, em ângulo, com 2 arcos de asa de cesto, também assentes em pilares semelhantes àqueles. Delimitam o alpendre 2 muretes com bancos corridos interiormente. Cobertura diferenciada em telhado de 2 águas no corpo a E., de 5 no telheiro e de 6 no templo. Fachada principal voltada a S., porta de acesso ao templo rectangular, de 1 batente, com soleira, ornada a cantaria. Cada uma das 2 fachadas contínuas tem 1 janela gradeada. Na ilharga direita, sineira em arco e adossamento da antiga casa do guardião, actual sacristia, de 1 único vão, porta moldurada sobre soleira; fachada posterior cega. As cantarias dos vãos são em pedra calcária bojardada. Remate em beiral, excepto numa das faces que termina em empena angular. Nas 2 fachadas que flanqueiam a do altar, 2 pequenos óculos ovais. Articulação exterior / interior levemente desnivelada. INTERIOR de espaço único, iluminação através das janelas e óculos, paredes lisas; altar em alvenaria, adossado à cabeceira, com pequeno nicho com a imagem do orago, tudo rebocado e caiado. Pedra tumular com inscrição: SA DE MADANE / LADIAS 1620. Tecto plano de alvenaria, pavimento de tijoleira.

Acessos

Cabanas, estrada Azeitão - Palmela, frente à Quinta das Torres

Protecção

Categoria: IM - Interesse Municipal, Deliberação da Assembleia Municipal de Palmela de 25 junho 2002

Enquadramento

Rural, em planície, isolado, no meio de arvoredo, à entrada da Quinta das Torres, frente a cruzamento de estradas, local de estacionamento de viaturas de carga. Na envolvente, sobreiros e pinheiros mansos de grande porte e um Parque de Merendas.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Privada: Igreja Católica

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 16 - provável fundação da capela; 1620 - data inscrita numa pedra tumular; séc. 17 , 3º quartel - data do revestimento azulejar do frontal do altar; Séc. 20, anos 90 - levantamento dos azulejos para restauro; 2002, 08 maio - Deliberação da Câmara Municipal de Palmela classificando por unanimidade como Imóvel de Interesse Municipal; 25 junho - sanção da Assembleia Municipal de Palmela relative à classificação do imóvel, de acordo com a alínea b), do ponto 2, do artº 20º da Lei nº 159/99 de 14 de Setembro.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes, estrutura autónoma.

Materiais

Alvenaria, cantaria calcária, madeira, tijoleira, telha de canudo.

Bibliografia

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU:DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

CMP

Intervenção Realizada

CMP: 2002 - recuperação das cantarias, cobertura, pavimento e pintura exterior; arranjo paisagístico da envolvência; restauro do frontal de altar, de azulejo polícromo, pela empresa CR5 - Conservação e Restauro de Bens Móveis e Imóveis, Ldª.

Observações

No interior destacava-se o frontal de altar com revestimento azulejar polícromo em majólica, datado do 3º quartel do séc. 17, ornado com motivos vegetalistas, tendo ao centro um medalhão oval com a representação de São Gonçalo.

Autor e Data

Albertina Belo 1998

Actualização

Cecília Matias 2002
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login