Solar dos Pantojas

IPA.00004561
Portugal, Faro, Faro, União das freguesias de Faro (Sé e São Pedro)
 
Casa abastada de estilo chão, de planta retangular, com dois pisos, longa fachada rectilínea; guardas de ferro forjado nos balcões das janelas de sacada arquitravadas do andar nobre; salas de aparato intercomunicantes. As dimensões do portal principal; mantém o brasão sobre o portal; duas salas de aparato têm o brasão dos Pantojas, setecentista, pintado nas coberturas; a existência de dois painéis figurativos nas escadas.
Número IPA Antigo: PT050805050029
 
Registo visualizado 150 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial unifamiliar  Casa  Casa abastada  

Descrição

Planta longitudinal composta, volumes articlados a S.; massas dispostas na horizontal em dois pisos; cobertura diferenciada em telhados de tesoura e de duas águas. Fachada principal voltada a N., delimitada por pilastras de cantaria, soco de massa, friso divisório dos pisos e cimalha com beirado; no piso térreo sobressai no eixo um portal de grandes dimensões, emoldurado de verga recta arquitravada e dois óculos elípticos; no andar nobre dez janelas de sacada de verga recta arquitravda com guardas de ferro forjado nos balcões e no eixo a pedra de armas, dos Pantojas. Fachada posterior com dois pisos delimitados por pilastras, soco e cimalha com platibanda, três portas e uma fresta no piso térreo e três janelas no andar nobre, uma de verga recta e duas com arco pleno inseridas em sacada de betão. INTERIOR: o portal dá acesso ao andar nobre através de átrio com escadaria em dois lanços com dois painéis de azulejos figurativos reaproveitados de templo cristão; salas de aparato intercomunicantes abrindo para a fachada principal, destacando-se na cobertura de duas delas a pintura a óleo sobre madeira do brasão dos Pantojas.

Acessos

Rua de Santo António, nº 26 a 28; Rua Rebelo da Silva, n.º 31 a 33

Protecção

Categoria: MIP - Monumento de Interesse Público, Portaria n.º 91/2014, DR, 2.ª série, n.º 28 de 10 fevereiro 2014

Enquadramento

Urbano, flanqueado, no centro Histórico (v. PT050805050140), num quarteirão da antiga Mouraria, com duas fachadas para a via pública.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa

Utilização Actual

Cultural e recreativa: associação cultural e recreativa / Comercial: loja

Propriedade

Privada

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 17 - data provável da construção do edifício; séc. 18, 2º quartel - Damião António de Lemos Faria e Castro habita esta casa e manda colocar sobre o portal o seu brasão; Séc. 18, meados - execução da pintura do brasão no tecto de uma das salas; 1917 - instalação do Clube Farense, que promove obras de adaptação; 1995, 19 de Janeiro - proposta a classificação pelo Prof. Horta Correia; 1995, 07 novembro - despacho de abertura do processo de classificação; 2009, 23 outubro - o processo de classificação caduca nos termos do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, n. 206, publicado nesta data.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes

Materiais

Estrutura em alvenaria rebocada e pintada de branco; cantaria calcária em molduras; ferragens nas guardas dos balcões; azulejos na escada de acesso ao andar nobre; telhas de canudo na cobertura.

Bibliografia

FRANCO, Mário Lyster, Um historiador algarvio do séc. 17, Faro, 1982; LAMEIRA, Francisco Ildefonso C., Faro-Edificações Notáveis, Faro, 1995; IDEM, O Palácio de Estoi, Faro, 1996; PAULA, Rui M. e PAULA, Frederico, Faro Evolução Urbana e Património, Faro, 1993.

Documentação Gráfica

CMF

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Francisco Lameira 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login