Igreja do Senhor Jesus da Pobreza

IPA.00004441
Portugal, Évora, Évora, União das freguesias de Évora (São Mamede, Sé, São Pedro e Santo Antão)
 
Antiga ermida de fundação quinhentista edificada sobre uma das portas da Cerca Nova da cidade, integrada numa igreja de maiores dimensões edificada no séc. 18 com influência da arquitectura de João Frederico Ludovice que na mesma altura projectou a nova capela-mor da Sé de Évora na qual trabalharam Manuel da Cruz Matoso ou Manuel Gomes Negrão, mestres empreiteiros que, hipotecticamente, terão igualmente aqui colaborado. Pinturas murais na abóbada da capela-mor seiscentista. Torre mirante com olhais tapados com placas de ardósia perfuradas.
Número IPA Antigo: PT040705210096
 
Registo visualizado 282 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja  

Descrição

Planta composta de nave de planta rectangular, capela-mor rectangular integrando primitiva ermida. Cobertura diferenciada e domo e telhados com várias pendentes. Fachada principal de quatro registos composta por galilé de três aberturas com acesso pelo adro de muro rectangular, cimafronte de três janelas de cornijas circulares, frontão triangular apilastrado e duas torres laterais cobertas por cúpulas rematadas por pináculos de granito; a torre O. tem mirante com os olhais tapados com placas de ardósia perfuradas; pórtico rematado por um frontão interrompido; átrio dividido do adro por grades de ferro forjado. A fachada lateral visível está caiada de branco com rodapé amarelo; tem janelas de iluminação do interior no segundo piso. INTERIOR: espaço interior diferenciado. No coro-alto lambrim de pinturas murais de fingidos de mármore; possui duas tribunas rectangulares, uma sobrepujante à entrada e outra do lado do evangelho, com galerias de balaústres. Nave de dois tramos com cobertura em abóbada; em cada parede lateral abrem-se duas capelas hemisféricas com nichos; a separar a nave do cruzeiro, gradeamento com porta em ferro batido, sobre o qual assenta, no lado da Epístola, o púlpito, em talha dourada, de secção hexagonal. Cruzeiro hexagonal com cobertura em cúpula, de seis panos, decorada por pinturas murais de marmoreados nas pilastras, arcos e panos; é encimada por um lanternim; é iluminado por quatro amplas janelas situadas a meia altura dos alçados; altares colaterais abertos em arcos plenos decorados em talha dourada com telas de grande porte no centro; o do lado da Epístola dedicado a São Miguel e o do Evangelho a Nossa Senhora da Piedade. Arco triunfal de volta perfeita. Capela-mor com cobertura em abóbada de berço decorada por pinturas murais representando o Padre Eterno ao centro, rodeado de querubins e nuvens e, aparecendo entre elas, e um de cada lado, os símbolos marianos sol e lua; retábulo-mor em talha dourada *1; a meia altura dos alçados, sobre o altar-mor, a capela de Nossa Senhora do Amparo, aberta em arco pleno, com cobertura em abóbada decorada com pinturas murais figurando o pelicano, o sagrado coração de Jesus, um ramo com uma espiga e uvas e no centro o cordeiro redentor *2; retábulo em talha dourada.

Acessos

Largo do Senhor Jesus da Pobreza; Largo Nossa Senhora da Pobreza (antigo Largo da Piedade)

Protecção

Incluído no Centro Histórico da cidade de Évora (v. PT040705050070)

Enquadramento

Urbano, integrado no recinto da muralha seiscentista pertencente ao Quartel General de Évora (baluarte do Assa), assente sobre o traçado da antiga muralha da cerca nova. A fachada principal virada a O. e a lateral N. dão para o largo do mesmo nome onde fica também situado o edifício novo do Hospital do Espírito Santo. A fachada S. encosta ao antigo recolhimento da Piedade e a fachada E. fica adossada à residência oficial do Capelão do Quartel, sob a qual existe a antiga Porta da Mesquita com arco em granito de volta redonda.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja

Utilização Actual

Religiosa: igreja

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Évora)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16 / 17 / 18

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Manuel da Cruz Matoso ou Manuel Gomes Negrão (atr.)

Cronologia

1585 - 1587 - fundação da primitiva ermida de Nossa Senhora do Amparo sobre a primitiva Porta da Mesquita da Cerca Nova; no mesmo período o Arcebispo Dom Teodósio de Bragança instituiu o recolhimento de Nossa Senhora da Piedade adossado à muralha sobre a qual se construiu a ermida que serviu durante anos este recolhimento; edificação da torre mirante; Séc. 17 - realização pintura mural da capela-mor figurando o orago *1; 1729 - início da construção da actual Igreja do Senhor Jesus da Pobreza integrando a antiga Capela de Nossa Senhora do Amparo; 1808 - pintura mural existente na capela-mor, figurando o orago, danificada pelos projécteis dos soldados franceses; 1960, década de - provável execução das pinturas murais da cúpula do cruzeiro; 2002, 25 outubro - Despacho de abertura do Processo de classificação pelo Vice-Presidente do IPPAR; 2007, 12 dezembro - Parecer do Conselho Consultivo do IGESPAR a propor a revogação do despacho de abertura de classificação, por o imóvel estar classificado como MN - Monumento Nacional, estando inserido em conjunto inscrito na Lista Património Mundial; 2008, 04 abril - Despacho de encerramento da classificação pelo Presidente do IGESPAR.

Dados Técnicos

Paredes portantes reforçadas por cunhais e pilastras em silharia e coberturas em abóbada sob pendentes e cúpula. Pintura mural a fresco e de marmoreados a seco.

Materiais

Alvenarias mistas de pedra e tijolo argamassadas rebocadas e caiadas no exterior e revestidas no interior com estuque decorativo. Silharias e alizares de vãos em granito maciço. Caixilharia em medeira e gradeamentos em ferro pintado. Cobertura em telha romana no canal e de canudo na cobrideira. Pavimento exterir em lage de granito e interiores em tijoleira.

Bibliografia

ESPANCA, Túlio, Fortificações e Alcaidarias de Évora, A Cidade de Évora, nº 9-10, Évora, 1945; ESPANCA, Túlio, Inventário Artístico de Portugal - Concelho de Évora, Lisboa, 1966; REIS, Humberto e CHICÓ, Mário Tavares, A Arquitectura Religiosa do Alto Alentejo na Segunda Metade do Século XVI e nos Séculos XVII e XVIII, Lisboa, 1983.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DREMS (Processo do Quartel General de Évora)

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DREMS

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DREMS (Processo Quartel General de Évora); CME: Livro 15 dos originais da Câmara, fl. 202 e 221

Intervenção Realizada

DGEMN: 1963 - Obras de reparação de coberturas e consolidação de talhas do altar-mor; reparação da cúpula, refechamento de fendas; limpeza de caleiras e algerozes; 1964 - Obras de conservação: reparação de paredes interiores da igreja (rebocos e estuques), substituição do tecto em fasquiado existente no coro e da estrutura do telhado por elementos mais incombustíveis, com isolamento asfáltico, reconstrução do telhado com substituição de telhas, reparação e isolamento de paredes no saguao; 1965 - Demoliçao do telhado em mau estado e construção em pre-esforçado; 1966 - Demolição de pavimento de soalho na nave e arrecadação. Substituição por tijoleira. Limpeza de cantaria no exterior, de portas e caixilhos, forro de mármore em rodapés no interior da Igreja, pintura de portas, caixilhos e grades de ferro; Quartel General: executa regularmente obras de manutenção e conservação do edifício. 1996 - reparação e substituição de toda a instalação electrica do imóvel.

Observações

EM ESTUDO. *1 - Segundo Túlio por detrás da pintura recente representando um Calvário na Capela-mor, existirá uma composição mural seiscentista, representando o Senhor Jesus da Pobreza; *2 - pintura de má qualidade técnica, cujos elementos devem ter sido recuperados de uma decoração anterior.

Autor e Data

Paula Amendoeira 1997 / Joaquim Caetano 2005

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login