Castelo de Terena

IPA.00004432
Portugal, Évora, Alandroal, Terena (São Pedro)
 
Arquitectura militar, manuelina. Exemplar de fortaleza senhorial do período manuelino, com intervenções seiscentistas. Castelo com cintura defensiva protegida por cubelos semicirculares incorporados na muralha e com entrada primitiva feita pela torre de menagem. A porta das sortidas virada a Espanha, ao contrário da localização canónica.
Número IPA Antigo: PT040701050006
 
Registo visualizado 1585 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Militar  Castelo    

Descrição

Planta irregularmente pentagonal, flanqueada por quatro torres semi circulares e três bastiões angulares. A torre de menagem quadrangular, de dois pisos, tem amplos compartimentos abobadados iluminados por seteiras cruciformes. Barbacã de planta rectangular, com porta em arco de volta perfeita, ameiada e com adarve respectivo. Duas portas a da traição ou do Sol (obstruida desde as Guerras da Restauração) e a Porta da vila, de acesso ao castelo, protegida pela barbacã.

Acessos

Rua Direita

Protecção

Categoria: MN - Monumento Nacional, Decreto n.º 35 443, DG 1.ª série, n.º 1 de 02 janeiro 1946

Enquadramento

Rural. Implantado num esporão pronunciado, sobranceiro à pequena vila, que domina num dos extremos a ribeira e albufeira do Lucefece e toda a paisagem envolvente, fortemente sacralizada pelos santuários circundantes do Endovélico e de Nossa Senhora da Boa Nova

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Militar: castelo

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

DRCAlentejo, Portaria n.º 829/2009, DR, 2.ª série, n.º 163 de 24 agosto 2009

Época Construção

Séc. 15 / 16

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTOS: Francisco e Diogo de Arruda (Torre de Menagem - Paço dos Alcaides)

Cronologia

1262 - Foral da vila de Terena; séc. 15 - Construção do castelo; 1482 - Diploma de Dom João segundo entregando o senhorio da vila ao alcaide-mor Nuno Martins da Silveira; 1509 - desenhada por Duarte d' Armas; a entrada fazia-se então através da Torre de Menagem por porta rasgada no seu embasamento e ladeada por dois cubelos adossados à torre; 1512 - Foral manuelino; 1514, c. de - remodelação da Torre de Menagem, por Francisco de Arruda, alterando-se o sistema de acesso: construção de barbacã, pela qual se fazia a entrada obrigando a um percurso em cotovelo e ao desalinhamento da entrada da rua directa que travessava a vila; 1652 - ocupação e saque do castelo pelas tropas castelhanas comandadas pelo Duque de S. German; durante a Guerra da Restauração trabalhos de fortificação passageira entre os quais a construção da porta das sortidas voltada a ESpanha, entre dois cubelos;1755 - O terramoto afectou significativamente o recinto; 1979, 13 de Janeiro - cedido à Junta de freguesia de Terena por auto de cessão; 1992, 01 junho - o imóvel é afeto ao Instituto Português do Património Arquitetónico, pelo Decreto-lei 106F/92, DR, 1.ª série A, n.º 126.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes com dois panos em alvenaria de pedra e enchimento interior; estrutura mista ( torre de menagem )

Materiais

Alvenaria de pedra argamassada em aparelho irregular. Abóbadas da Torre de Menagem em tijolo maciço, rebocado e caiado. Pavimentos interiores em tijoleira e madeira

Bibliografia

ESPANCA, Túlio, Inventário Artístico de Portugal, Distrito de Évora, Lisboa, 1978; BOTTO, Margarida, Roteiro turístico do castelo de Terena, Lisboa, IPPAR, 1997; BARROCA, Mário Jorge, Terena: o castelo e a ermida da Boa Nova, Évora, IPPAR - Direcção Regional de Évora - Departamento de Estudos, 2008; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/70190 [consultado em 1 agosto 2016].

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DREMS

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DREMS

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DREMS

Intervenção Realizada

DREMS: 1937 - Restauro de vários pontos de muralha e reconstrução de um dos flancos, reparação de ameias, arranjo de escadas; 1970 - Apeamento de alvenarias, reparação de panos de muralha; construção de betão em cintas e reconstrução da abóbada da torre de menagem; 1971 - Construção de alvenaria hidráulica em panos de muralha, cortinas e merlões; 1977 - Refechamento de fendas, construção de porta, construção de alvenarias; 1981 / 1982 - Apeamento de alvenarias desligadas, reparação de panos de muralha; 1984 / 1985 - Arranjo da torre de menagem, reparação de panos de muralha, degraus de cantaria, construção de abóbadas, pavimento de tijoleira, arranque de ervas, pinturas; 1986 - Construção de alvenaria hidráulica, refechamento de juntas, pavimento de tijoleira, cantarias de granito, construção de betão em lintéis e gatos, portados nas janelas, construção de alçapão, escadas de madeira para acesso à torre, pavimento de solho; 1987 - Construção de alvenaria hidráulica, refechamento de juntas, construção de abóbada.

Observações

Autor e Data

Paula Amendoeira 1997

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login