Igreja Paroquial de São Pedro da Gafanhoeira / Igreja de São Pedro

IPA.00004390
Portugal, Évora, Arraiolos, União das freguesias de Gafanhoeira (São Pedro) e Sabugueiro
 
Arquitectura religiosa, gótica, maneirista. Igreja paroquial típica da arquitectura chã do aro eborense, com o aspecto exterior profundamente influenciado pela arquitectura henriquina dos meados do séc. 16, Santo Antão de Évora e Santa Maria de Estremoz, embora o interior, de uma só nave corrida com cobertura de abóbada de canhão se insira já nos cânones do estilo chão do final da centúria. Do primitivo templo gótico-manuelino restam arcos e mísulas de descarga por detrás da tribuna do retábulo do altar mor.
Número IPA Antigo: PT040702050018
 
Registo visualizado 266 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal, orientada, composta pela nave rectangular, ábside, e capela baptismal e sacristia a N.. Cobertura diferenciada em telhados de duas águas para cada um dos elementos. Frontaria, alçada sobre forte embasamento onde se encrustou a escadaria de acesso ao portal, esquadriado e rematado por frontão de arco interrompido, é marcada por fortes pilastras nos cunhais e rematada por frontão triangular, em que se abre luneta de vao ovalado. As fachadas N. e S. são marcadas por pronunciados contrafortes apilastrados, encaixando paramentos profundos rasgados por pequenas frestas de vão rectangular. A fachada E. é definida pela projecção do paramento testeiro da ábside sobre o paramento fundeiro da nave. Interior: nave única coberta por abóbada de canhão de três tramos com caixotões; ábside, pouco profunda, igualmente coberta por abóbada de canhão.

Acessos

No cabeço sobranceiro à povoação.

Protecção

Categoria: MIP - Monumento de Interesse Público, Portaria n.º 211/2015, DR, 2.ª série, n.º 72 de 14 abril 2015

Enquadramento

Urbano, harmónico, destacado, coroando suave cabeço sobranceiro à povoação, em terreiro delimitado por muro.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Évora)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1534 - visitação do Cardeal Bispo de Évora D. Afonso, referenciando a Igreja de São Pedro da Gafanhoeira; 1585, c. de - provável fundação do templo actual (ESPANCA, 1975); 1986, 20 de outubro - o Instituto José de Figueiredo informa o IPPC que o imóvel merece classificação; 1997, 27 de fevereiro - Proposta de classificação pelo IPPAR/ DRÉvora; 1997, 4 de março - Despacho de abertura do processo de classificação pelo Vice-Presidente do IPPAR; 1999, 26 de agosto - Proposta do IPPAR/DRÉvora para a classificação como IIP; 2003, 7 de maio - Parecer favorável quanto à classificação pelo Conselho Consultivo do IPPAR; 03 junho - Despacho de homologação do Ministro da Cultura para classificação da Igreja de São Pedro da Gafanhoeira, como Imóvel de Interesse Público; 2009, 20 de novembro - proposta de ZEP pela DRCAlentejo; 2010, 11 de fevereiro - despacho do Diretor do IGESPAR de devolução à DRCAlentejo do processo da ZEP para aplicação do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, n.º 206 de 23-10-2009; 2010, 28 de setembro - Nova proposta de ZEP pela DRCAlentejo (sem restrições); 2011, 23 de fevereiro - Parecer favorável à ZEP pelo SPAA do Conselho Nacional de Cultura; 2013, 06 março - publicado no DR, 2.ª série, nº 46, o Anúncio n.º 96/2013 relativo ao Projeto de Decisão de fixação de ZEP.

Dados Técnicos

Estrutura autónoma

Materiais

Alvenaria, cantaria de granito em elementos secundários.

Bibliografia

ESPANCA, Túlio, Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Évora, Vol.8, Lisboa, 1975.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Castro Nunes 1995

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login