Ponte de Varziela

IPA.00000435
Portugal, Viana do Castelo, Melgaço, União das freguesias de Castro Laboreiro e Lamas de Mouro
 
Ponte construída na época medieval, de tipo arco, substituíndo uma outra anterior romana, mas seguindo o seu esquema geral, ainda que certamente mais larga. Apresenta tabuleiro em cavalete suave, sobre um único arco, de volta perfeita, e com acesso por duas curvas. O arco tem as aduelas de grande qualidade e perfeição, contrastando com a restante estrutura.
Número IPA Antigo: PT011603020017
 
Registo visualizado 647 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Transportes  Ponte / Viaduto  Ponte pedonal / rodoviária  Tipo arco

Descrição

Ponte de tabuleiro em cavalete suave, no sentido norte - sul, precedido por rampas de acesso, com estrutura de aparelho pouco cuidado, à base de pedras miúdas irregularmente talhadas. Assente sobre arco de volta perfeita, de aduelas iguais, trabalhadas a pico fino, possuindo no intradorso orifícios para encaixe do zimbre. Pavimento formado por grandes lajes, protegido por guardas, de pedra aparelhada.

Acessos

Castro Laboreiro, Varziela; EN 202-3 (Castro Laboreiro - Fronteira Ameijoeira); CM 1159. WGS84 (graus decimais) lat.: 42,027213; long.: -8,145803

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 1/86, DR, 1.ª série, n.º 2 de 03 janeiro 1986 / Incluído no Parque Nacional da Peneda do Gerês

Enquadramento

Rural, isolado, integrado no Parque Natural da Peneda-Gerês. Ergue-se sobre o rio Varziela, afluente do Laboreiro, a noroeste da "inverneira" de Varziela, enquadrado por campos de cultivo. Na margem direita, sobre muro, existem umas Alminhas, já sem painel, denominadas de Alminhas de Varziela. A cerca de 60 m. da margem direita existem várias minas de ouro exploradas pelos romanos.

Descrição Complementar

Alminhas de estrutura poligonal, formado por nicho em arco de volta perfeita, desnudo, encimado por cornija contracurva e sobreposto por cruz latina relaevada, de braços quadrangulares.

Utilização Inicial

Transportes: ponte

Utilização Actual

Transportes: ponte

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Época Medieval

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Época Romana - provável construção de uma ponte primitiva que, segundo o Pe. Aníbal Rodrigues, permitia a passagem do ribeiro em direção a umas minas de ouro existentes nas proximidades; época Medieval - época provável da construção da atual ponte, possivelmente substituindo a anterior romana; 1758, 11 maio - referência à ponte de Varziela, em cantaria, pelo padre Inácio Ribeiro Marques nas Memórias Paroquiais da freguesia.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes em aparelho "incertum".

Materiais

Estrutura de granito.

Bibliografia

ARAÚJO, José Rosa de - Caminhos velhos e Pontes de Viana e Ponte de Lima. Viana do Castelo: 1962; ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de - Alto Minho. Lisboa: 1987; CAPELA, José Viriato - As freguesias do distrito de Viana do Castelo nas Memórias Paroquiais de 1758. Braga: Casa Museu de Monção; Universidade do Minho, 2005; RIBEIRO, Aníbal Soares - Pontes Antigas Classificadas. Porto: Ministério do Equipamento, do Planeamento e da Administração do Território; Junta Autónoma das Estradas, 1998; RODRIGUES, Aníbal - Pontes Romanas e Românicas de Castro Laboreiro, Melgaço: Câmara Municipal de Melgaço, 1985; S.A. - "Seis Pontes Classificadas em Castro Laboreiro". O Diário. Lisboa: 4 maio 1987; PAF, Ponte de Varziela (http://www.igespar.pt/pt/patrimonio/pesquisa/geral/patrimonioimovel/detail/72927/), [consultado em 08-04-2014]; Antero Leite, Susana Ferraz, Ponte de Varziela (https://www.emi.acer-pt.org/pesquisa-nominativa/370-melgao/castro-laboreiro/546-ponte-de-varziela), [consultado em 08-04-2014]; Luís Fontes, Ponte de Varziela (http://www.geira.pt/arqueo/html/sitio82.html), [consultado em 08-04-2014].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

DGEMN:DSID, SIPA

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

A ponte relaciona-se com a rede de comunicações vicinais de Castro Laboreiro, servindo as aldeias da margem esquerda do vale do rio Laboreiro, mas sobretudo com a rede viária regional minhoto-galaica que colocava Castro Laboreiro na ligação entre Melgaço ou Arcos de Valdevez e Bande, por Entrimo e Lobios.

Autor e Data

Paula Noé 1992

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login