Ermida de Santa Ana

IPA.00004346
Portugal, Beja, Mértola, União das freguesias de São Miguel do Pinheiro, São Pedro de Solis e São Sebastião dos Carros
 
Arquitectura religiosa, barroca, popular, vernácula. Santuário de carácter rural, fiel a uma tipologia muito arreigada na região desde a Idade Média, documenta a popularização de formas do barroco erudito. O retábulo é característico do barroco tardio, já na transição para o rococó. Azulejos azuis e brancos de temática mariana, provavelmente de fabrico lisboeta, cujas cercaduras apresentam desenho idêntico ao dos azulejos do jardim do Palácio dos Condes de Almada (v. PT031106310027); estuques do período rococó.
Número IPA Antigo: PT040209070011
 
Registo visualizado 256 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal, escalonada, composta pela nave e capela-mor mais estreita, a que se adossa, do lado esquerdo, a sacristia e a dependência para arrumos. Cobertura em telhado de duas águas, prolongando-se a água do lado esquerdo de modo a cobrir a sacristia e a casa anexa. Fachada principal orientada a S., de um só pano definido por pilastras, com empena triangular envolvida por composição de volutas enquadrada por grossas volutas, sobrepujada por campanário, com olhal em arco de volta perfeita e remate com volutas, e ladeada por urnas nos acrotérios; portal com verga saliente, adintelada, em cantaria, encimado por janela com moldura de argamassa rematada por calvário em argamassa. Soco, pilatras e elementos decorativos sublinhados a azul. Do lado esquerdo adossa-se o volume da dependência anexa, com uma porta. Alçado E. de um só pano, rematado superiormente por cornija e beirado, em que se rasga uma janela de iluminação da nave. Alçado N. de um pano, cego, correspondendo à cabeceira da capela-mor; sacristia com uma janela. Alçado O. de um só pano, rematado por beirado, com uma porta de acesso à sacristia. Interior de uma só nave, coberta por abóbada de berço que arranca de cornija, decorada com pinturas murais, tendo à direita de quem entra, uma pia de água benta em cantaria. Paredes totalmente revestidas por painéis figurativos de azulejaria monócroma de azul e branco, representando cenas da Vida da Virgem e alegorias marianas. Do lado do Epístola, sensivelmente a meio da nave, rasga-se uma janela. Acesso à capela-mor por arco de volta perfeita assente em pilastras, decorado com estuques pintados; altar e retábulo de talha dourada e policromada; cobertura em abóbada de berço, revestida por estuques. Na parede do lado do Evangelho rasga-se a porta de acesso à sacristia. Sacristia com poiais na janela, armário em madeira embutido e arcaz em madeira.

Acessos

Santana de Baixo. Estrada São Miguel do Pinheiro - Penedos - Roncão, a c. de 20Km a S. de São Miguel do Pinheiro.

Protecção

Categoria: MIP - Monumento de Interesse Público / ZEP, Portaria n.º 218/2013, DR, 2.ª série, n.º 72 de 12 abril 2013

Enquadramento

Rural, destaque, isolado dentro de um adro murado, a que se acede por três degraus, lageado e com poiais. Do lado O. destaca-se o volume da antiga casa dos romeiros.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: ermida

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Beja)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 18, meados - construção; Séc. 18, segunda metade - retábulo, painéis de azulejaria e estuques; 1995, 12 de setembro - Proposta de abertura do processo de classificação pelo IPPAR/DRÉvora; 1995, 14 de setembro - Despacho de abertura do processo de classificação pelo Presidente do IPPAR; 2010, 14 de dezembro - Proposta da DRCAlentejo para a classificação como de IIP - Imóvel de Interesse Público e de ZEP; 2011, 19 de dezembro - Parecer da SPAA do Conselho Nacional de Cultura a propor a classificação como MIP - Monumento de Interesse Público e parecer favorável à ZEP; 2012, 14 setembro - Anúncio n.º 13421/2012 publicado no DR, 2.ª série, n.º 179, de projeto de decisão de classificação como MIP e fixação de ZEP.

Dados Técnicos

Estrutura mista

Materiais

Paredes de alvenaria de pedra e cal, portal e elementos secundários de cantaria, revestimentos interiores de azulejaria, pavimento de tijoleira, retábulo de talha dourada e policromada.

Bibliografia

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Séc. 19, finais - reparações, incluindo colocação de um suporte metálico (arco de apoio) na verga quebrada do portal; construção dos anexos.

Observações

No degrau do altar encontra-se reaproveitado um elemento de cantaria do período romano ou paleocristão.

Autor e Data

José Falcão e Ricardo Pereira 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login