Pelourinho de Campo Benfeito

IPA.00004298
Portugal, Viseu, Castro Daire, Gosende
 
Pelourinho setecentista, de bloco prismático, com soco de três degraus quadrangulares, de onde evolui fuste de secção quadrangular, encimada por elemento cúbico. Mantém a data da sua construção numa das faces do remate, tendo os numerais 1, da data de 1731, a forma de L.
Número IPA Antigo: PT021803090003
 
Registo visualizado 184 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Judicial  Pelourinho  Jurisdição não determinada  Tipo bloco

Descrição

Estrutura em cantaria de granito, composta por soco de três degraus quadrados de face lisa talhados em esquadria, o último de maior altura que os outros dois. Sobre este emerge a coluna de secção quadrada, de base levemente chanfrada nos ângulos. Como remate, bloco quadrado de maior área que a coluna, aberto superiormente nos quatro lados, na parte média, em corte não muito profundo e em talhe ligeiramente curvo. No topo dentro da cavidade, formada pelos quatro recortes laterais, o bloco deixa antever a forma de uma calote esférica, tendo inscrito a data de "1731".

Acessos

EN 2, Km 131,2 para EN 321, Km 53,1 para EM 1126 a 5,1 Km; a 200 m, pela Avenida Principal no Largo do Pelourinho. WGS84 (graus decimais) lat.: 40,997267; long.: -7,927496

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 23 122, DG, 1.ª série, n.º 231 de 11 outubro 1933

Enquadramento

Urbano em superfície inclinada, horizontalizado pela plataforma, destacado, harmonizado, isolado em pequeno largo na confluência de duas vias públicas.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Judicial: pelourinho

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Autarquia local, Artº 3º, Dec. 23 122, 11 Outubro 1933

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 16, início - Campo Benfeito já era concelho; 1731 - construção do pelourinho, segundo data esculpida na base; 1836 - extinção do concelho; 1964 - arranjo do largo, tendo sido feira nova base, encontrando-se, anteriormente, assente em maciço irregular granítico.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo.

Materiais

Estrutural em cantaria de granito.

Bibliografia

CHAVES, Luis, Os Pelourinhos - Elementos para o seu Catálogo Geral, Lisboa, 1939; CORREIA, Alberto, ALVES, Alexandre, VAZ, João Inês, Castro Daire, Castro Daire, 1995; MALAFAIA, E. B. de Ataíde, Pelourinhos Portugueses - tentâmen de inventário geral, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1997; REAL, Mário Guedes, Revista Beira Alta, Vol XXIV, nº. 2, 1965; SOUSA, Júlio Rocha e, Pelourinhos do Distrito de Viseu, Viseu, 1998.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

PROPRIETÁRIO: 1964 - arranjo da zona envolvente.

Observações

Autor e Data

João Carvalho 1997

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login