Pelourinho de Fonte Arcada

IPA.00004290
Portugal, Viseu, Sernancelhe, União das freguesias de Fonte Arcada e Escurquela
 
Pelourinho seiscentista, de tabuleiro, com soco de sete degraus, onde assenta fuste quadrangular, de arestas chanfradas e tabuleiro emoldurado, de onde evoluem colunelos, decorados com elementos vegetalistas.
Número IPA Antigo: PT011818080001
 
Registo visualizado 227 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Judicial  Pelourinho  Jurisdição régia  Tipo tabuleiro

Descrição

Estrutura em cantaria de granito, composta por soco octogonal de sete degraus de rebordo baleado saliente, alguns partidos, onde assenta fuste de base quadrada de cerca de um palmo de altura, liso, monolítico, de secção oitavada. Desfazem-se os chanfros em quatro faces, formando uma secção quadrangular idêntica à da base. Sobre esta superfície assenta a peça do remate, bloco quadrangular com cimeira constituída por tabuleiro de colunelos debruada em águas crescentes por uma série de molduras planas. Ao centro de cada face, uma roseta. Quatro pináculos de secção quadrada sobem dos cantos do tabuleiro, recamados de folhagem. No centro do tabuleiro eleva-se outro pináculo, de maior altura, cilíndrico, de corpo opado na base, coroado por anel rebordante próximo do topo.

Acessos

Ramal da EN 226 para a povoação de Fonte Arcada, pela Rua Direita até à Praça Pádua Correia. WGS84 (graus decimais) lat.: 40,964417; long.: -7,521591

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 23 122, DG, 1.ª série, n.º 231 de 11 outubro 1933 / ZEP, Portaria n.º 250/2011, DR, 2.ª série, n.º 17 de 25 janeiro 2011 *1

Enquadramento

Ergue-se em espaço dominante, em praça onde desembocam várias ruas. Três frades, baixos, de pedra protegem o monumento.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Judicial: pelourinho

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

MESTRE DE OBRAS: Manuel Domingos Chaves (1952).

Cronologia

1067 - fundação do couto e convento de São Salvador, por D. Godinho Fafes, sendo primeiro abade Frei João; séc. 12 - os habitantes gozavam de determinados privilégios e autonomia de governação; 1193, Fevereiro - doação de carta de foro, dada por Sancha Vermuiz; 1514, 10 Fevereiro - concessão de foral novo; séc. 16 - 17 - provável construção do pelourinho; séc. 17 - D. Pedro II deu o título de Visconde de Fonte Arcada a Pedro Jacques de Magalhães; 1706 - tem 140 vizinhos, sendo pertença do arcedíago, que apresenta juiz do cível e pertence ao juiz ordinário da Póvoa; tem juiz dos orfãos, um procurador e ouvidor; tem escrivães do concelho; 1758 - nas Memórias Paroquiais, assinadas pelo pároco Pestana da Cunha, é referido que a povoação com 133 moradores, pertence ao rei e integra a Comarca de Pinhel; 1885 - extinção do concelho; 2008, 19 setembro - proposta da DRCNorte de fixação da Zona Especial de Proteção conjunta do Paço da Loba, Igreja Matriz de Fonte Arcada e Pelourinho); 2009, 07 janeiro - parecer favorável à propsota da DRCNorte pelo Conselho Consultivo do IGESPAR; 2010, 14 outubro - Despacho de homologação da fixação da Zona Especial de Proteção pelo Secretário de Estado da Cultura; 2011, 08 fevereiro - declaração de retificação ao Decreto de fixação da Zona Especial de Proteção, Declaração de rectificação n.º 322/2011, DR, 2.ª Série, n.º 27.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo.

Materiais

Estrutura em cantaria de granito.

Bibliografia

COSTA, António Carvalho da (Padre), Corografia Portugueza…, vol. II, Lisboa, Valentim da Costa Deslandes, 1708; MALAFAIA, E.B. de Ataíde, Pelourinhos Portugueses - tentâmen de inventário geral, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1997; SOUSA, Júlio Rocha e, Pelourinhos do Distrito de Viseu, Viseu, 1998; VALE, A. de Lucena, Beira Alta, vol. XXI, 1962.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID; DGARQ/TT: Memórias Paroquiais (vol. 16,n.º 102, fl. 635-642)

Intervenção Realizada

1952 - consolidação e diversos trabalhos efectuados por Manuel Domingos Chaves; 1962, após - a coluna foi aprumada e três dos pináculos dos ângulos que tinham caído foram repostos ou de novo executados, pois só o do lado Norte subsistia nesta data.

Observações

*1 - Zona Especial de Proteção conjunta do Paço da Loba (v. PT011818080081), Igreja Matriz de Fonte Arcada (v. PT011818080009) e o Pelourinho (v. PT011818080001).

Autor e Data

João Carvalho 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login