Convento de São Domingos / Igreja Paroquial de São Sebastião

IPA.00004083
Portugal, Setúbal, Setúbal, Setúbal (São Sebastião)
 
Arquitectura religiosa, maneirista, pombalina. Identidade tipológica da primitiva igreja com as igrejas jesuíticas de São Roque de Lisboa e do Espírito Santo de Évora. Reforma pombalina da fachada, alçados laterais interiores e decoração.
Número IPA Antigo: PT031512050023
 
Registo visualizado 482 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Convento / Mosteiro  Convento masculino  Ordem de São Domingos - Dominicanos

Descrição

Planta composta, rectângulos justapostos da nave e capela-mor, a que se adossam capelas de planta rectangular a N. e S., a sacristia e a ala N. do claustro, também a S.; volumes articulados com coberturas diferenciadas em telhado de 2 águas sobre a nave e sacristia, 3 sobre a capela-mor, 1 sobre as capelas laterais da nave e ala do claustro, em cúpula bolbosa sobre a torre. Fachada principal dividida em 3 panos delimitados por pilastras toscanas, rematados por forte entablamento coroado no corpo central por frontão triangular, com fogaréus sobre acrotérios; 2 andares rasgados por portal e janelões de moldura rococó; fachadas laterais vazadas, de cada lado, por 3 janelões na nave, 2 na capela-mor; torre sineira na junção da nave com a capela-mor, a S.. Interior: nave única com falsa abóbada de madeira e cimalha envolvente, rodeada por capelas *1 encimadas por janelas de sacada; transepto inscrito com falsa abóbada de lunetas; capela-mor com falsa abóbada de madeira de 2 tramos de diferentes dimensões, separados por arco toral; cimalha no prolongamento dos capitéis do arco triunfal. Elementos decorativos - tecto da nave e capela-mor pintado; panos murários revestidos a talha marmoreada, com pilastras marcando os vãos das capelas e das janelas que as encimam, o transepto, o arco triunfal e os 2 tramos da capela-mor. Talha polícroma no frontão de remate do arco triunfal, dos arcos das edículas das capelas, no frontão triangular sobre os arcos do transepto, no frontão rococó sobre as janelas. Altares em talha polícroma pombalina: à face das capelas, na capela do Santíssimo, nos braços do transepto, na capela-mor, este encimado por imagens em vulto de anjos rodeando grupo escultórico da coroação da Virgem, com tela na tribuna e 2 imagens em vulto representando São Domingos e São Francisco; no altar do transepto do lado S. um conjunto escultórico em vulto, representando o Calvário; do lado N. a imagem de Nossa Senhora do Rosário. No coro-alto um órgão de tubos neoclássico. O baptistério é revestido a azulejos neoclássicos, a sacristia a azulejos de padrão seiscentista. Ala do claustro com abóbada de berço, 8 tramos separados por arcos torais.

Acessos

Largo de São Domingos

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 2/96, DR, 1.ª série-B, n.º 56 de 06 março 1996

Enquadramento

Urbano, planalto, implantado harmonicamente a nascente do centro da povoação, a N. do Bairro das Fontaínhas; integrada no convento de São Domingos, do seu lado N., a sua fachada principal é antecedida por um adro empedrado que abre para a Rua Edmond Bartissol, antiga Rua de São Domingos, com edifícios antigos de 2 e 3 pisos.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: convento masculino

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Setúbal)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16 / 19

Arquitecto / Construtor / Autor

MESTRE: Afonso Álvares (conjectural) (Silva, 1990: p. 46). ORGANEIROS: António Xavier Machado e Cerveira (restauro - séc. 18); António Simões (restauro -1993).

Cronologia

1564 / 1566 - Fundação do primeiro templo, dedicado a São Sebastião, em honra do rei protector, de uma nave abobadada com capelas intercomunicantes; 1625 - compromisso da Irmandade do Santíssimo Sacramento; 1720 - colocação de um órgão no coro-alto; 1755 - o terramoto causa grandes danos na igreja; séc. 18 (2ª metade) - reconstrução: prolongamento da capela-mor, transformação das capelas laterais, decoração; provável restauro do órgão por António Xavier Machado e Cerveira; 1811 - reabertura ao culto; 1834 - instalação da paróquia de São Sebastião, após a extinção das ordens religiosas; 1969 - estragos provocados pelo sismo.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Cantaria e alvenaria de pedra calcária e de mármore da Arrábida, tijoleira, telha cerâmica, azulejo, madeira, vidro.

Bibliografia

PEREIRA, Fernando António Baptista, A igreja paroquial de São Sebastião, memória descritiva, Setúbal, s.d.; SILVA, José Custódio Vieira da, Setúbal, Lisboa, 1990; Tesouros Artísticos de Portugal, Lisboa, 1976; VALENÇA, Manuel, A Arte Organística em Portugal, vol. II, Braga, 1990.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

DGEMN: 1969 - reparações diversas dos estragos causados pelo sismo; DGEMN / Comissão Fabriqueira / Secretaria de Estado da Cultura: 1993 - reparação da cobertura da nave, restauro do órgão de tubos por António Simões; 1996 - restauro dos tectos da nave e da capela-mor; limpeza e restauro das pinturas dos paramentos laterais da nave (ao nível do andar superior) e paredes da capela-mor, limpeza e fixação do dourado da frontaleira do arco triunfal e retábulo do altar-mor.

Observações

*1 - DOF: Igreja do antigo Convento de São Domingos, incluindo parte do claustro anexo à Igreja. *2 - As capelas laterais que antes da reconstrução eram intercomunicantes, abrindo para a nave, foram adaptadas a anexos paroquiais (na 2ª capela a S. está a pia baptismal), à excepção da capela junto ao transepto do lado N. (capela do Santíssimo); altares à face das capelas preenchem o antigo vão de acesso, à excepção das primeiras capelas que abrem por portais para a nave. *3 - A primeira paróquia de São Sebastião tinha a sua sede na ermida do mesmo nome, ao centro do Largo do Miradouro, demolida entre 1849 e 1857.

Autor e Data

Isabel Mendonça 1992

Actualização

João Seabra 1997
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login