Pelourinho de Canal

IPA.00003936
Portugal, Évora, Estremoz, União das freguesias de Estremoz (Santa Maria e Santo André)
 
Arquitectura político-administrativa e judicial, quinhentista ou arquitectuta religiosa, quinhentista. Pelourinho de bola, ou cruzeiro, com soco de um degrau, onde assenta a base da coluna e o fuste liso, encimado por esfera. Este monumento, provavelmente marco da jurisdição dos senhores da Casa de Bragança, senhores do pequeno povoado de Chão das Casas, apresenta um remate simples, com grimpa de ferro embadeirada e com cruz.
Número IPA Antigo: PT040704020016
 
Registo visualizado 378 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Judicial  Pelourinho  Jurisdição senhorial  Tipo bola

Descrição

Estrutura em cantaria de granito, composta por soco de alvenaria, com um degrau, onde assenta pequena base de mármore e o fuste, liso, encimafo por pequena esfera, lisa, sem ganchos, apenas rematado de grimpa de ferro embadeirada e com cruz.

Acessos

No Monte das Casas, a C. de 2 Km a SE de Estremoz. Tomando a estrada para Nossa Senhora da Glória (Bencatel), o Monte das Casas fica à mão esquerda, a c. de 100m, acessível por caminho vicinal.

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto, n.º 23 122, DG, 1.ª série, n.º 231 de 11 uutubro 1933

Enquadramento

Rural, na cota média da planície plena, em pequeno cabeço formado pela ondulação, olha ao longe a Praça de Estremoz, isolado e em destaque

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Judicial: pelourinho

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Autarquia local, Artº 3º, Dec. nº 23 122, 11 Outubro 1933

Época Construção

Séc. 16 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 16 - provável construlção do pelourinho.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo.

Materiais

Estrutura em cantaria de granito; base em mármore.

Bibliografia

ESPANCA, Túlio, Distrito de Évora, Concelho de Estremoz, in Inventário Artístico de Portugal, VIII, SNBA, Lisboa, 1966; MALAFAIA, E.B. de Ataíde, Pelourinhos Portugueses - tentâmen de inventário geral, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1997.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

PROPRIETÁRIO: séc. 20 - feitura de um novo soco para a estrutura, em alvenaria.

Observações

Autor e Data

Manuel Branco 1993

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login